Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘tretinoína’

 

Eles são tinhosos! Muitas vezes uma pessoa inicia seu tratamento para acne, ele vai muito bem, acaba com as espinhas, com a inflamação, com a vermelhidão. Mas tem uma coisa que continua lá: os tais pontinhos pretos, docemente chamados de cravos. Os cravos estão para a pele com acne o que os últimos dois quilos estão para as dietas de emagrecimento: são os mais difíceis de sumirem! Mas se eles são persistentes, nós seremos mais!Mas afinal o que são os cravos? Vocês vão rir, mas houve uma época que eu podia jurar que os cravos eram pequenos bichinhos semelhantes aos ácaros! Vocês podem imaginar a minha aflição em pensar que a minha pele era habitada por pequenas aranhas? Queria saber de onde a gente tira esses mitos absurdos de beleza!

De hoje em diante só deixe esse tipo de cravo perto da sua pele!

De hoje em diante só deixe esse tipo de cravo perto da sua pele!

Se você também pensava assim, pode respirar aliviada, os cravos são feios, mas são inofensivos. Eles nada mais são do que sebo e células mortas oxidados. Hã? É o seguinte: a nossa pele produz óleo, quando a quantidade dele é normal, o óleo sobe até a superfície do poro e forma uma cama invisível de proteção na superfície da pele. Quando uma quantidade acima do normal de óleo é produzida (seja por causa genética, seja hormonal) e se une as células da pele forma-se uma mistura que fica retida dentro do poro. Essa mistura fica acima da superfície da pele, e acaba não sendo coberta por ela. Com isso, a parte que fica exposta ao ar se oxida e fica preta (é o mesmo fenômeno que ocorre com a parte de uma maçã descascada que entra em contato com o ar). Então o cravo é basicamente isso: óleo mais células de pele morta, sendo que a parte preta é aquela que entrou em contato com o oxigênio.

O que contribui para formar os cravos?

Tudo o que ajuda a encher os poros é um passo para a formação dos cravos. Exemplos: dormir com maquiagem, não limpar a pele adequadamente, usar produtos oleosos ou que obstruem os poros estão entre os erros mais comuns.

Como acabar com eles então?

Além de evitar os produtos considerados comedogênicos, ou seja, que obstruem os poros e incentivam a formação de cravos existem alguns cuidados que você pode tomar:

1. Evite sabonetes em barra e troque por um sabonete líquido suave solúvel em água. Os

Para lavar o rosto prefira um sabonete liquido de composição suave.

Para lavar o rosto prefira um sabonete líquido de composição suave.

ingredientes que mantém o sabão em forma de barra costumam obstruir os poros, além do que a irritação causada por esse tipo de sabonete faz com que as células da pele sejam retiradas antes do tempo e se acumulem nos poros. A boa notícia é que hoje em dia a maior parte dos sabonetes líquidos a venda são suaves e não causam esse tipo de irritação. Algumas boas opções são:

Effaclar Gel 60ml – La Roche-Posay – Limpeza diária da pele oleosa e com tendência à acne. 

Normaderm Gel de Limpeza Profunda 200ml – Vichy – Superfície irregular e poros obstruídos.  

Sabonete Líquido Acne Wash Oil-Free Anti-Acne 200ml – Neutrogena

Epidac Sabonete Líquido 60g – Mantecorp

Cetaphil® Sabonete Líquido 60g – Galderma

Sabonete Líquido Facial Regular – Clean e Clear http

EFFACTIVE® THERMAL SOAP 200ml – Ada Tina

2. Use esfoliantes. Eles ajudam tanto a remover o excesso de células que fica na superfície da pele (assim

Esfoliar a pele ajuda a limpar os poros e a melhorar o fluxo de óleo. Mas não exagere!

Esfoliar a pele ajuda a limpar os poros e a melhorar o fluxo de óleo. Mas não exagere!

elas não ajudam a tapar os poros) como também esfoliam dentro do poro (melhorando o fluxo de óleo através dele). Tenham em mente que o poro em si é alinhado com a pele, portanto as células mortas podem enchê-lo criando um formato mais estreito que impede o fluxo natural do óleo para a superfície. Mas é importante não exagerar nesse passo. O exagero (remover uma quantidade excessiva de células) pode machucar a pele. A esfoliação é importante para eliminar os cravos tanto em pele seca quanto oleosa (sim quem tem pele seca também pode ter cravos…). Quem tiver a pele mais seca pode preferir um esfoliante com uma base mais hidratante, enquanto as que têm pele oleosa devem dar preferência por produtos mais adstringentes. As sortudas com pele normal podem escolher aquele que preferirem.

Procure optar por um produto que contenha em sua composição entre 1 e 2% de ácido salicílico. Esse ingrediente tem a capacidade de penetrar nos poros e esfoliar por dentro, dissolvendo debris de células e ajudando a restaurar o fluxo normal de óleo para a superfície. O ácido salicílico também tem propriedades anti-inflamatórias ajudando assim a reduzir a vermelhidão e antibactericidas o que impede a transformação dos cravos nas temidas espinhas.

Se a sua pele for muito sensível ao ácido salicílico ou se você tem alergia ao produto pode trocar por um a base de ácido glicólico, mas a penetração dele é menos eficiente (ui!). Ah sim, os produtos a base de peróxido de benzolia ou agentes antibióticos tópicos utilizados nos medicamentos anti-acne não ajudam a acabar com os cravos porque a formação destes não tem relação com bactérias da pele.

Um outro tratamento a ser considerado para os casos de cravos mais números são peelings a base de ácido salicílico feitos por dermatologistas. Eles podem ser uma excelente ajuda ao tratamento realizado em casa. O intervalo indicado entre os peelings desse tipo costuma ser engtre 4 e 6 semanas.

Algumas boas opções de esfoliantes:
Para quem tem pele mais seca
Nivea Visage Gel Esfoliante, 72g – Nivea

Esfoliante Facial Semente de Framboesa -50g – Sete Cosmetics

Para quem tem pele mais oleosa

Normaderm Gel Scrub 125ml – Vichy

Esfoliante Rapid Clear 100g – Neutrogena

Epidac Gel Esfoliante 30g – Mantecorp

Esfoliante Anti-Cravos – Clean e Clear

3. Absorva o excesso de oleo. Esse passo, obviamente, é indicado apenas para quem tem a pele oleosa.

Máscaras ajudam retirar a oleosidade, mas fuja dos ingredientes irritantes!

Máscaras ajudam retirar a oleosidade, mas fuja dos ingredientes irritantes!

Você pode usar máscaras faciais para a redução da oleosidade (escolha entre as que não contém ingredients irritantes como menta, hortelã, canfora ou outro ingrediente que é colocado apenas para dar uma sensação refrescante mas que acaba danificando a pele). Papéis e lencinhos que absorvam a oleosidade também funcionam bem.

Deep Action Folhas Anti-Brilho, 50 folhas – Clean e Clear

Purederm Oil Blotting Facial Tissue, 60 leços de papel

Máscara em Gel Anti-Cravos Rapid Clear 50g – Neutrogena

E a respeito dos medicamentos que podem ser prescritos para acabar com os cravos?

Ácido retinóico como a tretinoina pode ter um papel importante no combate aos cravos. O medicamento é um derivado da vitamina A que ajuda a pele a funcionar normalmente e melhora o formato do poro, facilitando o fluxo de óleo. Os retinóides mais estudados são a tretinoina (encontrado em medicamentos como Retin-A e Vitanol-A), adapaleno (princípio ativo do Differin) e o tazaroteno (principio ativo do Tazorac que não é vendido no Brasil). Vários estudos comprovam o benefício tanto da tretinoína quando do adapaleno no combate aos pontos pretos e na melhora da função dos poros, portanto esses produtos devem ser seriamente considarados no tratamento do problema. Como são medicamentos, eles precisam ser prescritos por um médico (mesmo sabendo que não existe no Brasil uma dificuldade em comprar esses produtos sem receita é importante que a pessoa passe por uma uma avaliação médica antes primeiro para definir qual a concentração mais indicada e segundo para ver se não há contra-indicações para o seu uso. A tretinoina, por exemplo, estimula o aparecimento de vasinhos vermelhos na pele (chamados de talangectasias). Para quem já tem tendência talvez não seja interessante usar o produto e trocar os cravos pelos vasos.

Produtas a base de ácido retinóico são uma arma importante para detonar os cravos!

Produtas a base de ácido retinóico são uma arma importante para detonar os cravos!

E os medicamentos que podem ser tomados via oral?

Medicamentos via oral também podem ser usados mas sempre com acompanhamento médico!

Medicamentos via oral também podem ser usados mas sempre com acompanhamento médico!

As pessoas que tem a pele extremamente oleosa podem precisar de remédios que bloqueiem a produção de hormônios. Uma opção são as pílulas anticoncepcionais de baixa dosagem que reduzem a quantidade de andrógenos – os hormônios masculinos que levam a produção excessiva de óleo. Lembrando que esse tratamento que só vale a pena para mulheres.

Se tudo o que foi dito falhar ainda há o opção da Isotretinoína (princípio ativo do Roacutan). Apesar de vários médicos serem contrários a prescrição desse remédio “apenas” devido a cravos e oleosidade na pele, para as pessoas que tem esse problema persistentemente esse “apenas”  pode ser algo importante, portanto esse tipo de medicamento pode sim ser usado como último recurso. Converse com seu médico se esse for o seu caso.

Posso tirar os cravos sozinha?

Quando baixar o espiriro cirurgiã intervencionista, faça direito, com higiene e cuidado!

Quando baixar o espíriro cirurgiã intervencionista, faça direito, com higiene e cuidado!

Tava demorando para chegar essa pergunta né! Já ensinamos aqui como extrair da melhor maneira as espinhas. Os cravos requerem uma técnica um pouco diferente. Conhecendo o fato de que a natureza humana simplesmente não consegue fingir que não viu um cravo vou prestar esse serviço de utilidade pública (mas por favor faça isso só em você, ou se for espremer os cravos das costas do namorado nem me conte…pra mim não tem nada que represente mais o excesso de intimidade, no mau sentido, do que isso).

Pelo menos há uma boa notícia: extrair os cravos de maneira apropriada pode ajudar a pele, já que remover o excesso dentro do poro pode reduzir a pressão e impedir danos maiores (como causar espinhas). Por outro lado se fizer errado você pode prejudicar bastante. A suavidade é a palavra chave aqui (se você espremer demais, beliscar, arranhar a pele com a unha ou pressionar muito forte você estará fazendo mais mal do que bem para a sua pele).

O primeiro passo é lavar bem as mãos e a pele com um sabonete líquido como um dos que eu sugeri acima.

Feito isso, uma forma de ajudar a não pressionar demais é fazer antes de começar a extração uma compressa de água morna para amolecer os poros e facilitar a remoção (não exagere na temperatura já que a água quente pode causar vasos vermelhos, ressecar demais e irritar a pele) 10 a 15 minutos são suficientes.

Depois seque a pele com um papel macio limpo. Em seguida pegue dois lenços de papel e enrole nos dedos que serão usados na extração, assim você evita de arranhar a pele com a unha e de levar sujeira para dentro (aquelas luvas de procedimento médico também podem ser uma alternativa aqui).

Aperte com cada dedo de um lado do ponto preto de maneira suave, sem forçar muito. Faça isso duas vezes no máximo. Não se preocupe se não saiu tudo, o importante aqui é tirar o excesso sem machucar a pele (lembra que o cravo não é um bichinho que se ficar um pedacinho lá dentro complica..rsrsrs).

Terminada a extração lave novamente a pele com uma água mais fria para ajudar a contrair os poros.

Missão cumprida!

Mais sobre acne em:

Cremes e loções contra acne

Peeling em casa funcionam?

Maquiagem para quem tem a pele com acne.

Isolaz o futuro da limpeza de pele?

Read Full Post »

A origem do uso do ácido retinóico está na descoberta da vitamina A no início do século XX. Temos necessidade diária de um consumo de 5.000 unidades de vitamina A, facilmente encontrada em vegetais amarelos e verdes. A deficiência da vitamina A provoca visão embaçada e faz com que a pele fique seca, avermelhada e descamada.

Durante a década de 30 a vitamina A foi utilizada em altas doses para tratar doenças da pele, mas seus efeitos colaterais (como dor de cabeça, zunido no ouvido, lábios cortados e ressecados, dores articulares e queda de cabelo) além da toxidade no fígado se usada em altas doses limitaram o seu uso.

Vegetais como a cenoura são uma fonte natural de Vitamina A, de onde vem o ácido retinóico.

Vegetais como a cenoura são uma fonte natural de Vitamina A, de onde vem o ácido retinóico.

Devido a essa alta toxicidade é que a vitamina A natural em altas doses foi abandonada e se começou a buscar derivados sintéticos. A Isotretinoina oral foi o primeiro derivado sintético da vitamina A aprovado nos EUA para tratamento da acne cística. Na mesma época o etretinato foi liberado para tratamento da psoríase.

Diferentemente desses dois derivados citados o ácido retinóico (tretinoina) é um metabólico natural da vitamina A. É a vitamina A ácida, a principal forma da vitamina encontrada na pele. Seu efeito se dá sobre o DNA da célula da pele, aumentando a capacidade de renovação da pele.

O primeiro uso do ácido retinóico tópico foi para o tratamento da Acne, com o tempo os pacientes relataram uma diminuição nas rugas, especialmente as mais finas, com o uso prolongado do medicamento.

Com a experiência clínica foi-se percebendo que todos os efeitos do fotoenvelhecimento (envelhecimento da pele devido à exposição ao Sol) podem ser diminuídos com o uso prolongado do ácido retinóico em gel ou creme. Ou seja, pode-se diminuir manchas e rugas. Além disso a pele fica mais fina, com uma coloração mais rosada, parecendo mais jovem. As células com pigmento são melhor distribuídas e diminui o agrupamento de tecido elástico com regeneração do colágeno.

Como efeitos adversos, principalmente depois das primeiras aplicações, o produto pode trazer ressecamento, vermelhidão e descamação da pele.

O grande problema do ácido retinóico é a que ele aumenta a sensibilidade da pele ao Sol: os pacientes devem usar filtro solar com FPS alto, aplicar o produto à noite e interromper o tratamento pelo menos 48 horas antes de se expor ao sol.

Na verdade o ácido retinóico deixa a pele mais sensível a tudo, especialmente perfumes e cosméticos, então durante o tratamento deve-se limpar a pele com sabonete neutro.

Tratamentos com ácido retinóico precisa de acompanhamento médico.

Tratamentos com ácido retinóico precisa de acompanhamento médico.

Existem derivados do retinóico com ação semelhante e menos restrições, como o tazacopeno. ”Os resultados são iguais e não há fotossensibilidade, mas ele não é encontrado no Brasil, e por isso o preço é alto”, comenta Otávio Macedo.

Além do tratamento para acne e para combater os efeitos do envelhecimento, o ácido retinóico também é usada no tratamento de estrias , e os bons resultados aparecem especialmente nas estrias mais recentes, de coloração avermelhada.

É importante lembrar que o ácido retinóico é um medicamento que necessita de prescrição e um acompanhamento constante de um dermatologista. Já o Retinol (nome que se dá a forma álcool dessa vitamina) pode ser usado em cosméticos (sem prescrição) e com efeitos bem menores se comparados ao ácido retinóico.

Na gravidez e na amamentação, o ácido retinóico é proibido: passa pelo leite, causa malformação no feto e pode afetar o desenvolvimento do bebê. Os resultados não são imediatos, deve-se usar o produto constantemente por pelo menos 6 meses para ver bons resultados.

Uso doméstico – O ácido retinóico não pode entrar na formulação de cosméticos, mas pode ser prescrito pele dermatologista para uso em casa, em concentrações baixas como 0,025% e 0,05%. Por ser extremamente fotossensível, só pode ser usado á noite.

Uso em consultório – O retinóico já foi mais requisitado para peelings, em concentrações de 1% a 5% em sessões semanais. Hoje, com a concorrências de substancias mais modernas e rápidas, ele esta sendo mais utilizado para complementar a ação de outros ácidos ou peelings.
Os medicamentos com ácido retinóico podem ser prescritos na forma manipulada, com a concentração ideal para cada tipo de pele e fase do tratamento. Existem duas formulações comerciais com o composto: o Vitanol A e o Retin-A

Além do uso estético, por atuar no DNA celular o ácido retinóico também tem sido usado de maneira promissora no tratamento de formas de câncer especialmente na pele e na bexiga (mas há estudos sendo feitos com sua aplicação também em outros tipos de tumores). Para mais detalhes sobre os usos da vitamina A e seus derivados em dermatologia e oncologia entre aqui.

– Veja mais sobre tratamentos para acne aqui e aqui

– Veja mais sobre tratamento contra estrias aqui

– Veja mais sobre tratamentos contra rugas e envelhecimento aqui e aqui

Read Full Post »

Creminhos são úteis e agradáveis para deixar a sua pele de adolescente mais bonita!

Creminhos são úteis e agradáveis para deixar a sua pele de adolescente mais bonita!

Eu já tive muita acne na adolescência. Mesmo hoje, ainda sofro com alguns cravos e espinhas que vira e mexe gostam de atacar a minha pele naturalmente oleosa. Já fiz tratamento com Roactuan (isotretionina oral) por algum tempo, mas confesso que ficar tomando comprimido e indo ao médico toda hora como se fosse doente não faz mais o meu estilo. Conversei então com a minha dermatologista e ela me indicou o que ela chamou de “tratamento para adolescentes”. Gostei…até deu uma rejuvenescida 😉

De fato desde o surgimento da Isotretinoina e o seu uso como medicamento de escolha no tratamento da acne, que os creminhos, loções e gels meio que caíram no desuso. Realmente o tratamento sistêmico é muito eficiente, mas precisa ser controlado de perto e é perigoso para mulheres que engravidam com freqüência (como eu que tive 3 filhas num período de 6 anos).  Isso não significa, porém,  que os medicamentos tópicos não funcionem.

A dermatologista Denise Steirner, autora do ótimo livro Beleza levada a sério propõe o seguinte tratamento tópico para a acne:

O peróxido de benzoíla, usado no tratamento do acne há vinte anos, tem grande poder bactericida, tendo sido o primeiro agente tópico efetivo para acne. É encontrado sob a forma de loções e gels, sozinho ou combinado a outras substâncias. O peróxido da benzoíla diminui o número e tamanho de lesões ativas de acne, sugerindo que tenha um efeito antiinflamatório. Provoca ressecamento e irritação, além de dermatite de contato, em raros casos. Existem vários medicamentos a base de peróxido de benzoila,um dos mais famosos o Panoxyl 5% e 10%.

Os retinóides tópicos como tretinoina e isotretinoina são úteis, agem no defeito da queratinização, diminuem o sebo e o tamanho da glândula sebácea.

Outros de terceira geração como tazaroteno e adapaleno também são indicados em casos de acne de mulher adulta. Causam menor irritação e fotossensibilidade que a tretinoína com resultados terapêuticos significativos. Num estudo comparativo do gel de adapalene a 0,1% e gel de tretinoina a 0,025%, o adapaleno mostrou-se, em doze semanas de tratamento, menos irritante, mais rápido na involução de lesões, maior redução tanto no número de lesões, quanto nas lesões não inflamatórias. Estes resultados também forma observados por outros autores.

Já o estudo  também comparou o adapaleno ao tazaroteno e mostrou que o primeiro tem a mesma eficácia e melhor toleralibilidade do que o segundo.

O adapaleno é vendido no Brasil com o nome de Differin e custa R$ 39,14 na Onofre, já a tretinoina tópica (como o Vitanol A) custa entre R$12,00 e R$ 25,00 dependendo da concentração. O tazaroteno não tem medicamento comercializado no Brasil. Eu uso o Vitanol A há algum tempo e nunca tive nenhuma reação e estou gostando dos resultados.

Os retinóides em geral são utilizados a noite ou em noites alternadas por um prazo não inferior a 12 semanas. O ácido azelaico a 20% é usado para diminuir a produção de sebo e tem sua melhor indicação quando houver manchas associados, o medicamento é vendido sob o nome de Azelan e custa R$32,00 por 30 gramas.

Alguns antibióticos tópicos como eritromicina e clindomicina podem ser utilizados, porém deve-se evitar o uso dos mesmo em associação com aqueles sistêmicos. A resistência aos antibióticos tem aumentado muito devido os mesmos serem usados com muito critério. O estudo mais recente comparando esses dois antibióticos demonstrou que a combinação de clindamicina com peróxido de benzoila é superior do que a combinação de eritromicina com acetato de zinco porque começa a apresentar resultados primeiro e aumenta a confiança dos pacientes ao tratamento.

 Não se esqueça porém que a acne é uma doença e que esses medicamentos só devem ser usados por um dermatologista após análise detalhada do seu caso. Alguns medicamentos, como o peróxido de benzoila e a tretinoina tópica tem interação perigosa e podem fazer grandes estragos para a sua pele se usados em conjunto. Portanto, muita calma nessa hora.

Read Full Post »