Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘tratamentos para o verão’

Seguindo a nossa série de posts sobre os preparativos para o verão (que começou aqui falando sobre depilação a laser), vou falar hoje sobre como funciona e como escolher o melhor filtro solar.

Todo dia é dia de usar protetor solar!

Todo dia é dia de usar protetor solar!

Eu coloquei esse post como preparativos para o verão, já que Sol lembra verão, calor, praia, caipirinha…hummm. Mas a verdade é que está errado, porque a primeira coisa que precisa ser dita sobre o filtro solar é que ele precisa ser usado to-dos os dias: verão ou inverno, faça chuva ou faça sol, fique você em ambiente aberto ou fechado. Pensa que é igual a escovar os dentes. Usar filtro solar diariamente é a melhor maneira de postergar o envelhecimento da pele, bem como manchas e os diversos tipos de câncer de pele.

Então se você quer garantir uma aparência mais jovem por mais tempo e evitar o risco de ter um câncer de pele fuja do sol como os vampiros especialmente se você tiver a pele clarinha e com sardas (euzinha!).

Quais são os as formas de radiação solar?

radiação UVA atinge as camadas mais profundas da pele e também causa estragos!

radiação UVA atinge as camadas mais profundas da pele e também causa estragos!

Existem basicamente 3 tipos de radiação ultravioleta (raios com comprimento menor do que a luz visível e maior do que o raio x): UVA, UVB e UVC. Cerca de 99% da radiação que efetivamente chega a Terra é do tipo UVA, a radiação UVB é parcialmente absorvida pela camada de ozônio e a UVC que (ainda bem, porque é a mais nociva!) é totalmente absorvida pela camada de ozônio (portanto melhor cuidar dela…).

Até algum tempo atrás se pensava que apenas os raios UVB eram nocivos a pele, já que são eles que provocam as queimaduras. Mas agora está provado que os raios UVA (quem antes achava que só bronzeava) também é responsável por danos a pele, principalmente prejuízos de longo prazo (ou seja, câncer e rugas). Portanto esqueça as cabines de bronzeamento artificial, elas fazem tão mal a pele quanto tomar Sol na praia sem protetor.

Por que o Sol faz mal para a pele?

Capriche no protetor e fique linda por muitos verões.

Capriche no protetor e fique linda por muitos verões.

Além de provocar queimaduras, a exposição à radiação solar provoca danos ao DNA das células (células com DNA defeituoso que resolvem se multiplicar desordenadamente formam os tumores), também agride os melanócitos (células que possuem o pigmento melanina), os vasos (que levam oxigênio para a pele) e as fibras de colágeno e elastina (que dão a sustentação), ou seja, agride a pele toda. Boa parte dessa agressão é corrigida pelas defesas da célula (o bronzeado que muita gente vê como sinal de saúde é na verdade a demonstração dessa defesa do corpo, como é a febre numa gripe, por isso as pessoas morenas têm mais proteção).

As pessoas mais branquinhas de fototipo 1 ou 2 são as que mais sofrem com a exposição solar, mas todo mundo, mesmo as de pele negra tem prejuízos na pele e também devem se proteger diariamente.

E os benefícios do Sol?

O Sol é importante pata fixação de vitamina D nos ossos e evitar o raquitismo, para isso são suficientes 10 minutos diários de exposição de preferência de manhã cedo. Os mesmos 10 minutos são suficientes para levantar o astral e evitar a depressão causada pela falta de luz solar (problema que não existe no Brasil mas que é comum nos países próximos aos pólos).

Divirta-se com o Sol, mas tem protegida!

Divirta-se com o Sol, mas tem protegida!

Como funciona o filtro solar?

Existem basicamente 2 tipos de filtro solar, os químicos (que contém substâncias que interagem com a radição UV transformando-a em calor) e os físicos (que formam uma barreira, como a roupa, e refletem os raios de volta). Os produtos mais eficientes contém tanto sustâncias de proteção química, quanto física e protegem tanto contra a radiação UVA quanto UVB (fique de olho na embalagem!).

Além da proteção em si, os filtros também podem ter outras substâncias como hidratantes, ingredientes antioxidantes, vitaminas, etc. tornando-os mais completos. Ainda existe a opção de mandar manipular um produto com FPS (fale com a sua dermatologista e ela pode criar um produto específico para sua pele, contendo outras substâncias como vitamina C ou agentes clareadores, por exemplo).

Loção, pomada, creme, gel, qual é melhor?

Ai vai depender do seu tipo de pele. As pomadas contém mais óleo e os géis menos.Os cremes e as loções são intermediários. Se você tem a pele oleosa vale a pena usar um produto sem óleo, que pode ser gel ou creme (tenho que abrir esse parênteses para indicar o Minesol Actif FPS 30 da ROC que é o que eu uso e que me foi indicado pela Ciça, leitora mais que esperta aqui do blog, é ótemo para quem tem a pele oleosa porque deixa uma textura deliciosa na pele). Se você tem tendência à acne procure produtos não comedogênicos, ou seja, que não obstruem os poros. Se sua pele é mais para a seca, aí é melhor um produto que contenha também ingredientes hidratantes.

Como passar o filtro solar?

Aí é que são elas! Se você for para a praia (ou algum lugar de exposição intensa ao ar livre) faça o seguinte esquema: passe o filtro solar 30 minutos antes da exposição, 30 minutos depois de começar a ficar no Sol e daí em diante de 2 em 2 horas. É chato, eu sei, mas é assim que funciona.

Não adianta economizar, pra funcionar tem que encher a mão de protetor solar.

Não adianta economizar, pra funcionar tem que encher a mão de protetor solar.

Nos outros dias (todos eles, não esquece): passe o filtro solar de manhã e reaplique na hora do almoço. Não quer refazer toda a maquiagem no meio do dia? Então compre um pó bronzeador e reze para funcionar ! 😉

Outra coisa: não adiante passar uma gotinha de produto só para dizer que passou. Uma mulher de tamanho médio (opa!) deveria usar cerca de 25g de produto para proteger o corpo todo (ou seja, o meu Minesol daria para 2 dias…rsrsrs). Então se for comprar um produto mais caro, deixe-o só para o rosto e compre um mais básico para o corpo (é melhor do que usar pouquinho porque está com dó de gastar).

Não se esqueça de passar o protetor das orelhas (todo mundo esquece!), nos pés e nas mãos. Os cabelos também são danificados pelo Sol, então especialmente se for ficar muito tempo ao ar livre é legal passar um produto com filtro solar também nas medeixas. E tem também os olhos, lógico: óculos de Sol com FPS e proteção UVA e UVB sempre que estiver ao ar livre num dia mais ensolarado (além de ser chiquérrimo!).

O que é FPS e qual escolher?

FPS é uma sigla que significa fator de proteção ao Sol, ele é calculado por uma fórmula matemática toda complicada (nem vou entrar no mérito porque não é o meu forte) e significa basicamente o seguinte: se você sem protetor nenhum ficaria vermelha em 10 minutos com um protetor FPS 15 ficaria do mesmo jeito em 15 vezes 10 minutos, ou seja 150 minutos, com um FPS 30 em 300 minutos, ou 5 horas (até aí a minha matemática vai…).

Dizem que FPS acima de 30 não faz diferença. De fato acho que pouca gente vai ficar exposta mais do que 5 horas (especialmente entre os que se queimam em 10 minutos) ao Sol. O FPS 15 filtra 93,3% dos raios ultravioletas, enquanto o FPS 30 filtra 96,7% (não existem filtro com 100%). Além do que os produtos com FPS muito altos, tipo 50, 60 costumam ser muito espessos (sem falar caros!) e difíceis de espalhar bem.

Os bloqueadores (aqueles que deixam a pele branca usadas pelos salva-vidas) são os protetores mais fortes e devem ser usados se você for praticar uma atividade física no Sol ou para quem tem a pele muito clara e sensível às queimaduras.

Ainda quer ficar bronzeada?

A única opção saudável para ter a famosa cor de jambo para aquelas que nasceram, digamos assim, meio pálidas, é auto-bronzeador. É aquele produto que você passa na pele e ele promove um tingimento superficial (é quase uma maquiagem – que para o rosto é outra opção interessante). Só não se esqueça de lavar bem as mãos depois de usar o produto (ou, melhor ainda, aplicar com uma luva), para as pessoas não pensarem que você está com hepatite de tão amarelo. Tem aqui uma matéria da Revista Estilo  com várias opções de auto-bronzeador para usar casa ou clínicas que fazem bronzeamento a jato com o produto.

Mais sobre preparativos para o verão

Mais sobre protetor solar

Read Full Post »

Hoje, como toda boa segunda-feira é um bom dia para tomarmos resoluções de beleza não é? É segunda que a gente começa a dieta, se cuida mais, jura que vai passar pelo menos um batom e um rímel antes de sair de casa…Então vou aproveitar o dia internacional das mudanças para melhor para começar uma série de posts (que não virão na seqüência) sobre os preparativos para o verão 2009.Sim, porque agora no inverno, depois que as férias de julho terminaram (ai!), é a melhor época para cuidar da pele e do corpo para estar mais bonita no calor, quando tudo acaba, claro, ficando mais a mostra. Então: mãos a obra!

Vou começar essa série falando de algo que é meu atual sonho de consumo estético: a depilação a laser. Imaginem dar adeus às sessões de tortura com depilação à cera (sem falar na chatice que é ter que ficar indo todo o mês até o salão), ou nunca mais pagar mico quando levanta o braço e esqueceu que está com a depilação vencida? Parece bom demais para ser verdade? E, é!

De fato não existe ainda a depilação perfeita. Aliás, o termo “depilação definitiva” não é correto. As técnicas de depilação a laser reduzem cerca de 80% dos fios, mas alguns não estão na fase de crescimento (quando o laser é efetivo) durante o tratamento então, pelo menos por enquanto, ainda são necessárias manutenções (que podem ser anuais) se você quiser ficar sem nenhum pêlo mesmo.

Os equipamentos a laser tem resolvido o problema dos pêlos com cada vez menos sessões, mais rápidas e com menor dor.

Os equipamentos a laser tem resolvido o problema dos pêlos com cada vez menos sessões, mais rápidas e com menor dor.

Existem vários tipos de laser usados pelas clínicas brasileiras para depilação. O mais usado é o Laser diodo Light Sheer, mas existem também tratamentos com laser Nd: Yag (indicado para os pêlos mais claros, mas menos efetivo de uma maneira geral), o Laser Soprano XL (que foi recentemente aprovado pelo FDA) e a luz pulsada (que não é laser, mas atua de maneira semelhante).

O laser funciona da seguinte forma: a luz identifica pela cor a área onde está o folículo piloso que é o local de nascimento dos pêlos e emite calor que faz com que essa região seja destruída, impossibilitando o crescimento de novos pelos. A pele ao redor do pêlo não é atingida e, portanto, a pessoa pode voltar às suas atividades normais logo depois de cada sessão. Dependendo da sensibilidade de cada pessoa pode ser necessário preparar a pele com uma pomada anestésica que deve ser passada na área onde será feita a depilação cerca de uma hora antes do procedimento (fale com seu médico sobre essa possibilidade antes, pois essa pomada precisa ser receitada).

Os aparelhos de laser mais modernos são indicados para pessoas com qualquer tonalidade de pele, mas o tratamento funciona melhor para as pessoas que têm pele clara e pêlo escuro (já que há maior contraste e fica mais fácil para o laser reconhecer onde deve atuar). Por isso os dermatologistas recomendam não tomar Sol pelo menos por 15 dias antes de cada sessão e manter proteção solar de pelo menos FPS 30 também após as sessões. Pode ser tratada qualquer região menos as sobrancelhas (porque ficam muito próximas dos olhos e há risco do laser atingir essa área).

Será p fim da tortura da cera?

Será o fim da tortura da cera?

Além de não tomar Sol é importante a pessoa não depilar (com cera ou pinça) o local onde será aplicado o laser, já que sem o pêlo o laser não reconhece o local que deve ser destruído. Um dia antes da sessão (ou um pouco antes dela, dependendo da clínica) é feita a raspagem dos pelos com lâmina e então aplicado o laser. Cada sessão com laser diodo Light Sheer pode durar até 1 hora (se for uma região mais ampla como a perna). São necessárias em média 6 sessões para se obter um bom resultado. As sessões devem ser espaçadas em cerca de 3 semanas pelo menos (pode fazer as contas e ver que para dar tempo para o verão tem que começar agora!). As sessões com luz pulsada em geral são mais baratas, mas é comum ser necessário um número maior de sessões para atingir o mesmo resultado que o laser.

O laser Soprano xl é uma novidade no mercado (lançada com tecnologia de Israel no ano passado e recentemente aprovado pelo FDA norte-americano). Segundo o fabricante com o aparelho pode-se reduzir o número de sessões (para uma média de 3), o tempo de cada sessão (pela metade) e o tratamento passa a ser indolor. Ao contrário do laser diodo Light Sheer (que já tem uma série de pesquisas científicas que comprovam a sua segurança e eficácia) ainda não deu tempo para avaliar o Laser Soprano (que por ser um equipamento mais novo e que supostamente traz mais benefícios tem o preço da sessão mais elevado).

Comparação do gasto com depilação normal vs depilação a laser feito pela Revista Gloss

(para matéria completa clique aqui )

O custo é alto, sim. Para ter idéia: uma sessão na virilha ou na axila custa cerca de R$ 400; 1/2 perna, R$ 800; perna inteira, R$ 1.200. Para a luz pulsada, pense num desconto de cerca de 20%. Achou caro? Então faça as contas:

Você tem 18 anos
A depilação com cera na perna inteira custa, em média, R$ 22*
Você depila a perna uma vez por mês
Até os 50 anos vai gastar R$ 8.448
Se fizer cinco sessões de laser, gastará R$ 4.000 (sem falar que não vai mais correr o risco de pagar mico na hora H).
*fonte: Datafolha

Outros tratamentos que é melhor fazer no inverno:
Peelings em casa
Ácido Retinóico

Matéria sobre depilação a laser na revista Boa Forma.
Estudo científico comparando as técnicas de laser e luz pulsada.

Read Full Post »