Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘luz pulsada’

Hoje, como toda boa segunda-feira é um bom dia para tomarmos resoluções de beleza não é? É segunda que a gente começa a dieta, se cuida mais, jura que vai passar pelo menos um batom e um rímel antes de sair de casa…Então vou aproveitar o dia internacional das mudanças para melhor para começar uma série de posts (que não virão na seqüência) sobre os preparativos para o verão 2009.Sim, porque agora no inverno, depois que as férias de julho terminaram (ai!), é a melhor época para cuidar da pele e do corpo para estar mais bonita no calor, quando tudo acaba, claro, ficando mais a mostra. Então: mãos a obra!

Vou começar essa série falando de algo que é meu atual sonho de consumo estético: a depilação a laser. Imaginem dar adeus às sessões de tortura com depilação à cera (sem falar na chatice que é ter que ficar indo todo o mês até o salão), ou nunca mais pagar mico quando levanta o braço e esqueceu que está com a depilação vencida? Parece bom demais para ser verdade? E, é!

De fato não existe ainda a depilação perfeita. Aliás, o termo “depilação definitiva” não é correto. As técnicas de depilação a laser reduzem cerca de 80% dos fios, mas alguns não estão na fase de crescimento (quando o laser é efetivo) durante o tratamento então, pelo menos por enquanto, ainda são necessárias manutenções (que podem ser anuais) se você quiser ficar sem nenhum pêlo mesmo.

Os equipamentos a laser tem resolvido o problema dos pêlos com cada vez menos sessões, mais rápidas e com menor dor.

Os equipamentos a laser tem resolvido o problema dos pêlos com cada vez menos sessões, mais rápidas e com menor dor.

Existem vários tipos de laser usados pelas clínicas brasileiras para depilação. O mais usado é o Laser diodo Light Sheer, mas existem também tratamentos com laser Nd: Yag (indicado para os pêlos mais claros, mas menos efetivo de uma maneira geral), o Laser Soprano XL (que foi recentemente aprovado pelo FDA) e a luz pulsada (que não é laser, mas atua de maneira semelhante).

O laser funciona da seguinte forma: a luz identifica pela cor a área onde está o folículo piloso que é o local de nascimento dos pêlos e emite calor que faz com que essa região seja destruída, impossibilitando o crescimento de novos pelos. A pele ao redor do pêlo não é atingida e, portanto, a pessoa pode voltar às suas atividades normais logo depois de cada sessão. Dependendo da sensibilidade de cada pessoa pode ser necessário preparar a pele com uma pomada anestésica que deve ser passada na área onde será feita a depilação cerca de uma hora antes do procedimento (fale com seu médico sobre essa possibilidade antes, pois essa pomada precisa ser receitada).

Os aparelhos de laser mais modernos são indicados para pessoas com qualquer tonalidade de pele, mas o tratamento funciona melhor para as pessoas que têm pele clara e pêlo escuro (já que há maior contraste e fica mais fácil para o laser reconhecer onde deve atuar). Por isso os dermatologistas recomendam não tomar Sol pelo menos por 15 dias antes de cada sessão e manter proteção solar de pelo menos FPS 30 também após as sessões. Pode ser tratada qualquer região menos as sobrancelhas (porque ficam muito próximas dos olhos e há risco do laser atingir essa área).

Será p fim da tortura da cera?

Será o fim da tortura da cera?

Além de não tomar Sol é importante a pessoa não depilar (com cera ou pinça) o local onde será aplicado o laser, já que sem o pêlo o laser não reconhece o local que deve ser destruído. Um dia antes da sessão (ou um pouco antes dela, dependendo da clínica) é feita a raspagem dos pelos com lâmina e então aplicado o laser. Cada sessão com laser diodo Light Sheer pode durar até 1 hora (se for uma região mais ampla como a perna). São necessárias em média 6 sessões para se obter um bom resultado. As sessões devem ser espaçadas em cerca de 3 semanas pelo menos (pode fazer as contas e ver que para dar tempo para o verão tem que começar agora!). As sessões com luz pulsada em geral são mais baratas, mas é comum ser necessário um número maior de sessões para atingir o mesmo resultado que o laser.

O laser Soprano xl é uma novidade no mercado (lançada com tecnologia de Israel no ano passado e recentemente aprovado pelo FDA norte-americano). Segundo o fabricante com o aparelho pode-se reduzir o número de sessões (para uma média de 3), o tempo de cada sessão (pela metade) e o tratamento passa a ser indolor. Ao contrário do laser diodo Light Sheer (que já tem uma série de pesquisas científicas que comprovam a sua segurança e eficácia) ainda não deu tempo para avaliar o Laser Soprano (que por ser um equipamento mais novo e que supostamente traz mais benefícios tem o preço da sessão mais elevado).

Comparação do gasto com depilação normal vs depilação a laser feito pela Revista Gloss

(para matéria completa clique aqui )

O custo é alto, sim. Para ter idéia: uma sessão na virilha ou na axila custa cerca de R$ 400; 1/2 perna, R$ 800; perna inteira, R$ 1.200. Para a luz pulsada, pense num desconto de cerca de 20%. Achou caro? Então faça as contas:

Você tem 18 anos
A depilação com cera na perna inteira custa, em média, R$ 22*
Você depila a perna uma vez por mês
Até os 50 anos vai gastar R$ 8.448
Se fizer cinco sessões de laser, gastará R$ 4.000 (sem falar que não vai mais correr o risco de pagar mico na hora H).
*fonte: Datafolha

Outros tratamentos que é melhor fazer no inverno:
Peelings em casa
Ácido Retinóico

Matéria sobre depilação a laser na revista Boa Forma.
Estudo científico comparando as técnicas de laser e luz pulsada.

Read Full Post »

No urso panda até que fica bonitinho...

No urso panda até que fica bonitinho...

Depois de passar horas e horas em sites de artigos científicos, revistas médicas, além de uma série de sites de beleza e de dermatologistas famosos cheguei a seguinte conclusão: não há consenso algum sobre o que funciona e o que não funciona para o tratamento das famosas olheiras. Para vocês terem uma idéia até em coisas bem simples não há um acordo: lendo entrevistas sobre o assunto com dois famosos dermatologistas de São Paulo em revistas diferentes, um sugere compressa fria e o outro quente para suavizar, ainda que por pouco tempo, o problema.O assunto, apesar de ser uma queixa muito comum das mulheres (só perde para as rugas nas clínicas de estética), e muitíssimo explorada pela indústria cosmética (no site Amazon são listados 2137 produtos relacionados a olheiras!!!) é muito pouco estudado pelos cientistas. Um artigo de 2007 da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, procura definir qual é a causa das olheiras, ou seja, até o ano passado nem isso estava razoavelmente bem definido em termos médicos.

Segundo esse estudo existem diversas causas para o aparecimento das olheiras entre elas: deposição de melanina, hiperpigmentação pós-inflamatória secundária a dermatite atópica ou de contato, edema periorbital, localização superficial dos vasos e sombreamento devido a flacidez da pele.

Alguns tratamentos são propostos por dermatologistas, alguns ainda sem comprovação científica para melhorar o problema:

– Produtos a base de ácido tioglicólico: li vários dermatologistas sugerindo, mas não encontrei nenhuma pesquisa sobre a aplicação do produto em olheiras. Encontrei, porém, um estudo feito pela Associação Brasileira de Medicina Estética demonstrando boa aplicação do produto no clareamento de pequenas veias nas pernas (que tem pelo menos um componente semelhante com as olheiras – pode ser causado por congestão dos vasos). Parece que tinha um produto da dermage com esse ácido, mas não encontrei no site. Normalmente ele é prescrito na forma manipulada pelos médicos para atingir uma concentração mais adequada. Esse ácido funciona para as olheiras causadas por depósito de pigmentos e parece não melhorar os casos de olheiras genéticas bem como daquelas causadas pelo envelhecimento (que na verdade não é olheira e sim sombra por reposicionamento de gordura – nesse último caso é recomendado o tratamento cirúrgico).

– Tratamento de luz pulsada mais laser, denominado Quantum. O equipamento emite descargas de luz capazes de diminuir sensivelmente a coloração castanho arroxeada. Ele age na rede de vasos que se encontra abaixo da pele, assim como na pigmentação que se localiza nas camadas mais superficiais. O tratamento consiste em cerca de cinco sessões onde o globo ocular é protegido por uma capa metálica, a pele é recoberta por um gel especial e os feixes de luz são aplicados na região. “Em alguns casos, vermelhidão e inchaço temporário podem acontecer, mas na maioria das vezes não representa grande incômodo”, conta a dermatologista Ligia Kogos em matéria do site Vila Batom.

– Novos Cremes: um estudo de 2007 feito pelo Lupo Center de Nova Orleans nos EUA testou um creme a base de fatores de crescimento humanos e citocinas e afirma que o produto foi eficiente para melhor em média 32% o aspecto cansado da pele ao redor dos olhos e 78% das voluntárias disseram que iriam continuar usando o produto após o término do estudo. Um outro estudo , esse japonês de 2004, testou um creme a base de 2% vitamina K, 0.1% retinol e 0.1% vitaminas C e E, a conclusão foi que o creme mostrou eficiência em 47% das voluntárias testadas.

Como vimos nenhum produto ou tratamento funciona em 100% dos casos. Por isso quem já apresenta a pré-disposição, seja por fatores genéticos ou insalubres (pouco sono, exposição em excesso ao sol, sal, etc), deve evitar fumo, álcool e outras ações que possam intensificar o congestionamento dos vasos

Aprender a disfarçar as olheiras usando corretivo em bastão bem seco, também é fundamental para a mulher. “Fixe-o com um pouco de pó facial aplicado com esponja de espuma. Corretivo é indispensável para as mulheres que se afligem com as olheiras. Leve até para uma ilha deserta”, aconselha a dermatologista Ligia Kogos.

Para acabar com 100% das olheiras só o Photoshop!

Para acabar com 100% das olheiras só o Photoshop!

Mais sobre olheira no

Vila Batom
Dia de beauté

(uma amiga pediu para eu availar dois cremes contra olheiras…acontece que o orkut está em manutenção e eu não lembro o nome dos dito-cujos então assim que eu tiver um tempo eu passo a minha impressão sobre eles 😉

Read Full Post »