Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘hormônios’

colica

Pois é meninas, esse assunto interessa diretamente a vocês (se bem que os meninos podem se beneficiar passando as dicas para as namoradas, irmãs e amigas). Por mais que existam hoje métodos apara evitar a gravidez que evitam também a menstruação, a maioria das mulheres continua pagando a dívida de eva e menstrua todo o mês. E aí é aquele período chato, quando os humores ficam descontrolados, a pele fica mais oleosa (argh!) e o corpo mais inchado.

Sem falar na dor. Um professor disse uma vez na faculdade que a dor física é soberana. Você não consegue pensar em mais nada quando sente dor. Não há bom humor que resista à dor. Por isso meninos, tenham paciência com as duas mulheres durante a TPM.

As alterações no corpo e na mente que ocorrem durante o período pré-menstrual são resultado do balanço dos hormônios. Por isso algumas dicas são interessantes para deixar os hormônios mais comportados.

1. Coma vegetais verdes: brocolis, couve, espinafre e cia, contém uma substância chamada indole-3-carbinol que balanceia o excesso de estrógeno responsável por parte das flutuações hormonais.

2. Mexa-se! Atividade física, além de ajudar a deixar o corpo em dia,  trabalha também com o stress (por liberar um hormônio chamado endorfina). O tecido gorduroso também libera estrogênio, o hormônio vilão dos sintomas da TPM.

3. Invista na batata doce. Essa raiz que costuma ser pouco usada na nossa culinária tem efeito antioxidante e também ajudam a balancear os hormônios. Sem falar que são docinhas e podem diminuir a vontade louca de atacar o pote de leite condensado nessa fase do mês.

4. Beba muita água. Parece paradoxal mas quanto mais água você beber menos líquido o seu corpo vai reter e menos inchada você vai ficar. Se achar água pura muito sem graça, acrescente umas gotinhas de limão, que também ajuda a desintoxicar.

5. Evite farinha branca e açúcar. Esses ingredientes não só engordam como também prejudicam a pele oleosa (existe uma relação hormonal entre acúcar-insulina-testosterona-acne que é meio complicado de explicar, mas acreditem que é verdadeira!). Prefira cerais integrais quem também ajudam a melhorar o seu intestino.

6. Diminua o seu consumo diário de leite. Quem é mãe sabe que hoje virou moda a tal intolerância à lactose. Na realidade, moda ou não, nenhum mamífero é feito para tomar leite após a primeira infância (que no nosso caso vai até os 2 anos de idade) e por isso todos nós temos algum nível de intolerância ao leite. Essa dificuldade de digerir a lactose pode causar cólicas, piorando os sintomas da TPM. Se você não consegue evitar (eu não consigo!) procure pelo menos diminuir a quantidade e consumir leites mais frescos e orgânicos (como menos hormônios adicionados).

obama

A primeira dama sabe como diminuir as cólicas (e a cintura!)!

7. Bambolê! Volte a ser criança de novo como a Sra. Obama. O bambolê é um excelente exercício para aumentar a circulação abdominal, diminuindo as cólicas e o inchaço, além de ser divertido.

8. Diminua o consumo de cafeína. O café em excesso também amplifica os sintomas da tensão pré-menstrual. Se você não consegue abrir mão, limite seu consumo a uma xícara de café pela manhã, ou compre café descafeinado (eca!).

9. Procure consumir produtos com ômega 3, como peixes (atum, sardinha, salmão), espinafre, linhaça, rúcola, ou se você for mesmo forte arrisque óleo de fígado de bacalhau (que hoje em dia vende em cápsulas, aleluia!)

10. Tome um pouco de sol (com filtro solar no rosto, please!). Os raios de sol estimulam a hipófise e o hipotálamo, os locais do cérebro que são a cabine de comando dos nossos hormônios.

Quem sabe assim, você, e as pessoas que estão ao seu lado, conseguem chegar inteiros e belos ao mês que vem! 

colica

Mais no bulle

Alimentação para o seu tipo de pele!

Endócrino no Bulle de Beauté – Terapia Hormonal contra Acne.

Dicas (fáceis!) pra diminuir a barriga.

Dieta do Ciclo: E-book grátis!

Read Full Post »

De manhã cedo seu despertador toca, você acorda, levemente ansiosa, e se lembra: hoje à noite encontrarei o futuro amor da minha vida. Vai toda alegre lavar o rosto, e, quando olha para o espelho, lá está ela: aquela terrível espinha, inflamada, vermelha, dolorida. Quem já não passou por uma situação dessas que atire a primeira pedra, lembram do post da espinha monstro? Por isso, vou abordar esse assunto hoje.

Basicamente, a acne é um problema inflamatório da pele. A origem da acne já é bem conhecida, tendo relação íntima com os hormônios sexuais (principalmente a testosterona), além de outros fatores como excesso de produção de sebo, inflamação local e bactérias.

Depois dos adolescentes, a maioria das pessoas acometidas pela acne são mulheres com mais de 25 anos. Muitas são as que procuram tratamento, e existem algumas que não respondem nem mesmo ao uso da isotretinoína. Por quê isso ocorre? Tentando responder a essa pergunta, as pesquisas com terapia hormonal têm ganhado mais espaço entre os cosmetologistas e dermatologistas. Quando suspeitar de uma desordem hormonal?

Para acne de causa hormonal, anticoncepcional pode ser a solução.

Para acne de causa hormonal, anticoncepcional pode ser a solução.

Com certeza, os hormônios influenciam o aparecimento de acne, porém nem toda pessoa com acne possui alterações hormonais. Devemos ficar atentos quando o desenvolvimento de acne é súbito, em grande quantidade, associados ao crescimento de pêlos longos e grossos; ciclos menstruais irregulares; ou então quando há acne que não respondem a nenhum tipo de tratamento convencional. Em mais de 95% dos casos de desordem hormonal, o hormônio produzido em excesso pela mulher é a testosterona.

Tratamento hormonal

Visando ao tratamento de acne em geral, a equipe do Centro Médico de Hershey – EUA resolveu levantar um incontável número de trabalhos a cerca do uso de hormônios no tratamento de acnes.

Os medicamentos usados como terapia hormonal foram: inibidores da testosterona, baixas doses de glicocorticóides, inibidores enzimáticos e os contraceptivos orais (anticoncepcionais com estrógeno de baixa dosagem + progesterona).

Como resultado, encontraram que os contraceptivos orais foram os medicamentos usados que apresentaram a melhor razão custo-benefício. As lesões inflamatórias regrediram 50-75%, assim como os comedões (cravos). Os efeitos colaterais encontrados são aqueles comuns à pílula anticoncepcional: vômitos, náuseas, ingurgitamento mamário e ganho de peso.

Os anticoncepcionais orais estão contra indicados nos pacientes com história de: Doença cardiovascular, Doenças tromboembólicas (varizes, derrame, embolia), Obesidade severa, Mulheres fumantes, com mias de 35 anos de idade, Mulheres que já tiveram câncer de mama, endométrio, ou que tem suspeita de ter, Grávidas e mulheres que estão amamentando.

Conclusão

A terapia hormonal é uma boa ALTERNATIVA para quem não responde ao tratamento CONVENCIONAL para acnes. É importante deixar claro que essa terapia não é usada como tratamento de primeira linha, só devendo ser procurada quando os tratamentos higienizantes, retinóides tópicos e isotretinoína não tem resultado. Nesses casos, a terapia com contraceptivo oral combinado se mostrou como a melhor opção terapêutica.

Por: Rafael Dias Lopes

Read Full Post »