Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cicatrizes de acne’

No post anterior eu falei sobre a classificação das cicatrizes de acne e também de como tratar as cicatrizes consideradas mais leves que são aqueles que diezam apenas uma alteração de cor sem afetar o relevo da pele.

Quem quiser algumas dicas de produtos dá uma olhada nos comentários que eu dei uma resposta com alguma idéia de princípios ativos e nomes de cremes.

Hoje eu vou falar das cicatrizes de acne consideradas de grau II que são aqueles que deixam marcas em relevo na pele. Esse relevo pode ser tanto uma elevação quanto uma depressão e no caso de grau II essas marcas podem ser bem disfarçadas pela maquiagem e só são óbvias há uma distância menor do que 50 cm.

Cicatrizes com elevação ou depressão moderada (grau II).

Essa é o nível de cicatrizes que costumam ser pior tratada pelos médicos. Isso porque ou ela é tratada de maneira leve e pouco eficiente, ou são usados procedimentos muito agressivos que deveriam ser exclusivos dos casos mais graves. Isso ocore porque nem sempre o médico dispõe de um leque completo de procedimentos para tratar todos os problemas. Então, antes de investir seu dimdim em um tratamento caro vale a pena consultar mais de um profissional e procurar se informar sobre as opções de tratamento.

O tratamento vai depender da quantidade de cicatrizes que o paciente tem.

Poucas cicatrizes em relevo

A injeção de preenchimentos (semelhantes aos que são usados para tratar os sulcos das rugas) pode ser uma boa opção para quem tem poucas cicatrizes em forma de depressão. Os produtos injetados mais adequados para esse tipo de tratamento são colágeno e o ácido hialurônico. São ingredientes que muitas vezes precisam de retoques, mas nesse caso é mais fácil pecar pela falta do que pelo excesso. Isso porque é melhor ter que completar uma depressão do que corrigir uma problema maior que pode ser causado por injetáveis mais permanentes.

Outra opção é a transferência de sangue do próprio paciente no local das cicatrizes. O sangue é retirado da veia e imediatamente injetado no local das depressões. O sangue contém células que podem estimular o crescimento dos tecidos e esse é o princípio da técnica que é mais bem detalhada nesse artigo aqui , publicado em 2001 pela revista Dermatologic Surgery.

Essa técnica pode ser acompanhada de sessões de luz intensa pulsada (que é uma terapia semelhante ao laser mas com outra freqüência).

Muitas cicatrizes em relevo

Já para os pacientes que tem muitas cicatrizes essas técnicas de ir preenchendo uma a uma se torna inviável, então outras técnicas podem ser propostas.

Uma das mais populares é a microdermoabrasão (também chamada de peeling de cristal). Nessa técnica cós cristais de alumínio são jateados e depois aspirados da pele, fazendo uma espécie de lixamento superficial. Esse tratamento serve para estimular a multiplicação das células basais que formam a pele. Em geral são necessárias várias sessões e os resultados são melhores em cicatrizes mais rasas, pouco pronunciadas.

Outra técnica indicada para esse tipo de cicatrizes é conhecida como Skin needling. Trata-se de um rolo com pequenas agulhas que o médico passa na pele fazendo vários pequenos furinhos. Essse furinhos criam pequenos traumas na pele e esse trauma estimula a produção de colágeno que então irá preencher os espaços vazios na pele que formam as depressões. É uma técnica boa para tratar também outras áreas do corpo como as costas e o pescoço, mas não deve ser usada em áreas muito sensíveis como o nariz ou em volta dos olhos. Na Amazon vende uma série de aparelhos desse tipo para uso doméstico (fale antes com seu médico se é o seu caso, lógico!!). Aqui no Brasil eu nunca vi para vender. Esse tratamento pode ser completado com sessões de laser não ablasivos.

O laser não ablasivo, também conhecido como cooltouch é uma técnica que pode ser usada de forma isolada ou em conjunto com outras. A idéia é mais ou menos a mesma, ou seja, o laser atinge a água presente na derme (a camada da pele abaixo da epiderme) causando um trauma por aquecimento. Um spray gelado é acionada quase simultaneamente ao laser, evitando queimaduras na epiderme. Esse trauma também estimula a produção de colágeno que irá preencher as depressões das cicatrizes de acne. Esse artigo aqui explica bem como é a técnica e quais as suas vantagens e desvantagens.

Em breve mais aqui no Bulle de Beauté sobre como tratar as cicatrizes mais graves, aguardem!

Esses posts sobre tratamento de cicatrizes é baseado em um artigo de 2007 (o mais recente e completo sobre o assunto, publicado pela revista Dermatologic Surgery). Quem quiser ler o artigo completo (em inglês)pode fazer download no link a seguir:  The management of postacne scarring.cicatriz_acne11

Read Full Post »

Esse post foi sugerido pela Carol quando eu falei sobre o tratamento com Isotretinoína, o famoso Roacutan que revolucionou o tratamento contra acne, controlando a gravidade das lesões ativas da grande maioria dos pacientes. Mas a recuperação da pele após o tratamento ainda é um desafio. Existe uma série de tratamentos para as cicatrizes da acne, uma vez que existe uma grande variedade de tipos de cicatrizes que podem ficar no rosto após a cura de uma acne mais grave. Por esse motivo o tratamento das cicatrizes de acne não é fácil e deve sempre ser realizado por um médico dermatologista.

As cicatrizes de acne são classificadas de acordo com as suas características e gravidade. Uma das classificações existente foi criada por Goodman e Baron em 2007, que eu vou apresentar aqui. Hoje eu também vou falar do tratamento das seqüelas mais comuns e brandas da acne que são as manchas. Em posts futuros vou falar do tratamento de lesões com relevo. Quem tem esse tipo de problema é só ficar de olho aqui no blog!

 

 

Classificação

Grau I – Macular. São uma espécie de mancha lisa na pele que pode ser vermelhas, mais clara ou mais escura do que a pele do paciente, mas não apresentam relevo. Podem ser vistas de distâncias variadas dependendo do seu tamanho.

Grau II – Leve. São lesões com relevo formando depressões ou elevações na pele e que em geral não são percebidas há uma distância superior a 50 cm que são facilmente disfarçadas com maquiagem ou com a barba em homens, mas quando o nédico examina a pele ainda fica lisa ao esticarmos as extremidades da cicatriz.

Grau III – Moderada. São lesões com relevo maiores, podem ser vistas a distâncias superiores a 50 cm e não são facilmente encobertas com a barba ou com a maquiagem.

Grau IV – Grave. São lesões óbvias mesmo a mais de 50 cm de distância, não são bem disfarçadas com barba ou maquiagem e a pele não fica lisa mesmo sendo esticada no exame.

Tratamento

Grau I
Os tratamentos mais usados para esse tipo de cicatriz são os cremes, peeling leves, microdermoabrasão (peeling mecânico como o de cristal), laser ou luz intensa pulsada. O laser é mais usado nas lesões avermelhadas. As cicatrizes escuras e planas são em geral tratadas com os ingredientes clareadores e estimuladores da renovação celular como ácido retinóico, hidroquinona, ácido kójico ou ácido azeláico. Peelings de ácido glicólico também podem fazer parte do tratamento desse tipo de marca e ocasionalmente laser. Já as manchas mais claras do que a tonalidade da pele são mais difíceis de serem tratadas Já foi tentado fazer pequenas agressões na pele, como usar a agulha de tatuagem sem a tinta, para estimular a produção de melanina, mas o resultado não é muito bom. Os tratamentos para vitiligo são uma possibilidade mas devido aos seus efeitos colaterais e ao preço do tratamento ficam restritos aos casos mais graves de grande impacto na vida social dos pacientes. Um tratamento promissor mas que ainda é caro e sem muito tempo para sabermos exatamente como são os resultados de longo prazo é o Re-Cell .

Em breve aqui no blog os tratamentos para as cicatrizes com relevo.

Mais sobre acne no Bulle de Beauté:

Porque temos pele de morango quando queríamos ter pele de pêssego, ou, o que fazer para fechar os poros?
A Rosa brigou com o cravo: mega post de segunda-feira com tudo o que pode ser feito para detonar os pontos pretos!
Como espremer uma espinha?
Acne combina com maquiagem?
Isolaz: o futuro da limpeza de pele
Clearlight, como é o novo tratamento contra acne?
Cremes e loções contra a acne

Read Full Post »

Regiane além de ser sortuda e ter uma pele fácil, está sozinha entre as pessoas que responderam a lição de casa. Aliás, não tem NENHUMA resposta de pele seca por aqui??!! Então brasileiras de pele oleosa, vamos dar as mãos no combate ao famoso “aspecto pastel de feira”.

A rotina da Regiane é a seguinte: Eu uso antes de dormir ácido retinóico 0,1% manipulado – creme, lavo o rosto duas vezes por dia com sabonete Effaclar e passo filtro solar, oil-free, fps 40, pela manhã. Tenho os poros bem abertos e várias cicatrizes de acne. Minha pele fica bem sensibilizada pelo ácido e várias vezes descama no queixo. Tenho vários cravos, que deixam crateras no meu rosto. Comecei a usar um creme hidratante para área dos olhos, da Clinique, quando fiz 25.

Sobre a pele a Regiane: O principal problema da pele dela é o excesso de oleosidade que resultou em acne. Apesar da pele ORNT ser considerada uma pele fácil, nem sempre isso se traduz em uma pele de estrelas de cinema. Isso ocorre porque um único problema, no caso a oleosidade excessiva, pode acarretar várias dificuldades na pele, inclusive cicatrizes, como é o caso da Regiane. Os problemas na Regiane, além das cicatrizes são os comuns do seu tipo de pele: Poros grandes, cravos pretos, glândulas sebáceas aumentadas, crises de acne.

A rotina de cuidados para esse tipo de pele proposta pela Dra. Leslie Baumann no livro A Pele Saudável é a seguinte:

Manhã: Lavar com sabonete, aplicar um produto de controle de oleosidade, aplicar base oil free com controle de oleosidade (opcional) aplicar pó com FPS.
Noite: Lavar com sabonete, usar um abrasivo esfoliante (opcional), aplicar um produto com retinol.

O que a Regiane pode tentar fazer para melhorar o aspecto da sua pele:

De manhã: Inserir um produto de controle de oleosidade. O Effaclar K é bem interessante nesse sentido, porque complementa o sabonete que ela já usa diminuindo um pouco mais o aspecto oleoso na pele e também deixa os porros abertos menos aparentes. Eu também recomendaria para a Regiane trocar o filtro solar (não sei qual a marca ela usa, mas em geral os filtros FPS 40, mesmo os oil free, costumam deixar a pele oleosa) para um específico para pele oleosa como o Sundown Beauty ou o Minesol Actif da RoC. Outra opção é usar uma base Oil Free com FPS como a da dermage. Esse produto une maquiagem e filtro solar e pode ajudar a esconder as cicatrizes de acne da Regiane e ao mesmo tempo proteger do sol.

Sabonete Effaclar + Effaclar K (para controle de oleosidade e reduzir os poros) + Base Oil Free com FPS 25 (para proteger do sol e disfarçar as cicatrizes de acne)

De manhã: Sabonete Effaclar + Effaclar K (para controle de oleosidade e reduzir os poros) + Base Oil Free com FPS 25 (para proteger do sol e disfarçar as cicatrizes de acne)

De noite: seria interessante incluir uma esfoliação na rotina da Regiane, contendo ácido salicílico para limpar os poros e diminuir o número de pontos pretos. Por isso proponho a máscara Rapid Clear e o sabonete Acne Wash ambos na Neutrogena (que não são super caros e funcionam bem para esse tipo de pele). O sabonete a Regiane pode usar todos os dias e a máscara umas duas ou três vezes por semana. Em relação ao creme para os olhos, é possível que nessa idade ainda mais com o tipo de pele da Regiane ainda não seja necessário. Mas se for usar eu sugiro o Active C da La Roche Posay que tem vitamina C um ativo anti-oxidante com eficácia comprovada.

Limpeza e esfoliação com ácido salicilico + creme para os olhos com vitamina C (além do retinóide prescrito pela médica)

De noite: Limpeza e esfoliação com ácido salicílico + creme para os olhos com vitamina C (além do retinóide prescrito pela médica)

O ácido retinóico que a Regiane está usando, além de controlar a oleosidade pode diminuir as cicatrizes da acne. Mas se o problema for sério talvez só isso não seja suficiente. Em breve, seguindo a sugestão de alguma leitora que eu não lembro o nome, sorry, farei um post sobre cuidados pós-roacutan, e lá abordarei as opções de tratamento para cicatrizes de acne.

Se alguém tiver o mesmo tipo de pele, e puder dar dicas, é sempre bom né!

Read Full Post »