Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Acne’

Acne na gravidez: Como cuidar?

A gravidez é um momento muito especial da mulher, eu adorava estar grávida tanto é que repeti a dose três vezes! Mesmo a menos vaidosa das mulheres acaba se preocupando um pouco com os prejuízos estéticos que a gravidez pode trazer. E a gente até se prepara para enfrentar o ganho de peso, alguma flacidez no abdome, etc.
Mas algumas surpresas da gravidez acabam tirando o bom humor da grávida e entre elas está o aparecimento (ou a volta das “marditas” espinhas).
Assim como na adolescência, na gravidez os hormônios ficam meio malucos e essa tempestade hormonal pode trazer problemas na pele. Na verdade apesar de ser relativamente comum um aumento da oleosidade e surgimento de acne na gravidez, em algumas pessoas sortudas pode acontecer o contrário e a pele até melhora. É difícil prever pra que lado a balança hormonal vai pender durante essa fase da vida. Nem o que aconteceu na gravidez passada é garantia. Por exemplo, se você teve espinhas na primeira gravidez não significa que a sua pele vai piorar de novo numa segunda gestação. Pode, ou não, acontecer de novo.
Mas e ai, como cuidar, já que vários tratamentos para acne não são recomendados na gravidez?
O que pode?
1. Limpeza. Faça uma rotina de limpeza com sabonetes anti-acne. Os que contém enxofre na fórmula são uma boa opção (se você não está super sensível à aromas desagradáveis…).
2. Peróxido de Benzoila. É um medicamento de ação bactericida que pode ser usado na gravidez. Ele ajuda a secar as espinhas e diminuir a inflamação. Por ser um medicamento é importante que você consulte um médico para ver se ele está realmente indicado para a sua pele. Em geral são cremes para serem usados de noite (cuidado que mancham o lençol!) em cima da pele mais afetada.
3. Antibióticos tópicos. Se apenas a limpeza e o peróxido de benzolia não estiverem resolvendo uma opção é o uso de antibióticos tópicos como a Eritromicina. Novamente é um medicamento então se não devemos usar nada por conta nunca, muito menos na gestação. Portanto também consulte o seu médico para ver se esse medicamento seria útil no seu caso.
4. Ácido azeláico. O ácido azelaíco pode ser interessante em quem tem a pele vermelha com tendência à Rosácea e também vermelhidão causada pela acne. Também pode ser usado por grávidas desde que recomendado por médico.
O que não pode?
1. Roacutan. A isotretinoína oral é totalmente contra indicada na gravidez, na lactação e para mulheres que estejam pensando em engravidar. Na verdade pelo risco elevado de trazer mal formações graves ao feto é imprescindível que a mulher que esteja usando esse medicamento use dois métodos anticoncepcionais simultâneos (por exemplo, camisinha e pílula).
2. Ácido retinóico tópico. Não está comprovado que a quantidade absorvida na pele pelo ácido retinóico possa trazer problemas ao feto. Mas por via das dúvidas é melhor evitá-lo durante a gestação. Ninguém quer correr riscos nesse período não é mesmo? O mesmo vale para os ácidos da mesma família como adapaleno e tazaroteno (esse último formalmente contraindicado).
3. Ácido salicílico. Assim como o ácido retinóico não está provado que o ácido salicílico pode ser absorvido em quantidade significativa na pele a ponto de trazer problemas. E eles é um dos ingredientes ativos mais usados nos cosméticos e dermocosméticos anti-acne. Pessoalmente eu acho melhor evitarm até porque existem alternativas tão eficientes e que são mais seguras. Mas não é um consenso, portanto vale a pena falar com seu médico caso você use algum produto que contenha ácido salicílico na fórmula.
4. Antibióticos orais do grupo das tetraciclinas, como minociclina. Pode causar alterações no desenvolvimento dentário do feto e por isso é contraindicada na gestação.
O que mais pode ser feito?
1. Evite maquiagens e cosméticos que contenham óleo na fórmula.
2.Evite cutucar ou espremer as espinhas.
3. Use filtro solar todos os dias oil free (evitando também os melasmas, outro problema de pele comum na gravidez).
4. Evite ficar com o rosto apoiado sobre as mãos e mantenha as mãos o mais limpas possíveis para não levar sujeira no rosto.
5. Tenha uma alimentação saudável, evitando principalmente o excesso de doces, que além de engordar também estimulam a produção de óleoa pelas glândulas sebáceas.
6. Paciência, Paciência, Paciência. Gravidez é transitória. Os probleminhas que ela trás também…curta esse momento único e não se preocupe com pequenas coisas. No final tudo se resolve.
Beijo grande,
Renata

Read Full Post »

colica

Pois é meninas, esse assunto interessa diretamente a vocês (se bem que os meninos podem se beneficiar passando as dicas para as namoradas, irmãs e amigas). Por mais que existam hoje métodos apara evitar a gravidez que evitam também a menstruação, a maioria das mulheres continua pagando a dívida de eva e menstrua todo o mês. E aí é aquele período chato, quando os humores ficam descontrolados, a pele fica mais oleosa (argh!) e o corpo mais inchado.

Sem falar na dor. Um professor disse uma vez na faculdade que a dor física é soberana. Você não consegue pensar em mais nada quando sente dor. Não há bom humor que resista à dor. Por isso meninos, tenham paciência com as duas mulheres durante a TPM.

As alterações no corpo e na mente que ocorrem durante o período pré-menstrual são resultado do balanço dos hormônios. Por isso algumas dicas são interessantes para deixar os hormônios mais comportados.

1. Coma vegetais verdes: brocolis, couve, espinafre e cia, contém uma substância chamada indole-3-carbinol que balanceia o excesso de estrógeno responsável por parte das flutuações hormonais.

2. Mexa-se! Atividade física, além de ajudar a deixar o corpo em dia,  trabalha também com o stress (por liberar um hormônio chamado endorfina). O tecido gorduroso também libera estrogênio, o hormônio vilão dos sintomas da TPM.

3. Invista na batata doce. Essa raiz que costuma ser pouco usada na nossa culinária tem efeito antioxidante e também ajudam a balancear os hormônios. Sem falar que são docinhas e podem diminuir a vontade louca de atacar o pote de leite condensado nessa fase do mês.

4. Beba muita água. Parece paradoxal mas quanto mais água você beber menos líquido o seu corpo vai reter e menos inchada você vai ficar. Se achar água pura muito sem graça, acrescente umas gotinhas de limão, que também ajuda a desintoxicar.

5. Evite farinha branca e açúcar. Esses ingredientes não só engordam como também prejudicam a pele oleosa (existe uma relação hormonal entre acúcar-insulina-testosterona-acne que é meio complicado de explicar, mas acreditem que é verdadeira!). Prefira cerais integrais quem também ajudam a melhorar o seu intestino.

6. Diminua o seu consumo diário de leite. Quem é mãe sabe que hoje virou moda a tal intolerância à lactose. Na realidade, moda ou não, nenhum mamífero é feito para tomar leite após a primeira infância (que no nosso caso vai até os 2 anos de idade) e por isso todos nós temos algum nível de intolerância ao leite. Essa dificuldade de digerir a lactose pode causar cólicas, piorando os sintomas da TPM. Se você não consegue evitar (eu não consigo!) procure pelo menos diminuir a quantidade e consumir leites mais frescos e orgânicos (como menos hormônios adicionados).

obama

A primeira dama sabe como diminuir as cólicas (e a cintura!)!

7. Bambolê! Volte a ser criança de novo como a Sra. Obama. O bambolê é um excelente exercício para aumentar a circulação abdominal, diminuindo as cólicas e o inchaço, além de ser divertido.

8. Diminua o consumo de cafeína. O café em excesso também amplifica os sintomas da tensão pré-menstrual. Se você não consegue abrir mão, limite seu consumo a uma xícara de café pela manhã, ou compre café descafeinado (eca!).

9. Procure consumir produtos com ômega 3, como peixes (atum, sardinha, salmão), espinafre, linhaça, rúcola, ou se você for mesmo forte arrisque óleo de fígado de bacalhau (que hoje em dia vende em cápsulas, aleluia!)

10. Tome um pouco de sol (com filtro solar no rosto, please!). Os raios de sol estimulam a hipófise e o hipotálamo, os locais do cérebro que são a cabine de comando dos nossos hormônios.

Quem sabe assim, você, e as pessoas que estão ao seu lado, conseguem chegar inteiros e belos ao mês que vem! 

colica

Mais no bulle

Alimentação para o seu tipo de pele!

Endócrino no Bulle de Beauté – Terapia Hormonal contra Acne.

Dicas (fáceis!) pra diminuir a barriga.

Dieta do Ciclo: E-book grátis!

Read Full Post »

No post anterior eu falei sobre a classificação das cicatrizes de acne e também de como tratar as cicatrizes consideradas mais leves que são aqueles que diezam apenas uma alteração de cor sem afetar o relevo da pele.

Quem quiser algumas dicas de produtos dá uma olhada nos comentários que eu dei uma resposta com alguma idéia de princípios ativos e nomes de cremes.

Hoje eu vou falar das cicatrizes de acne consideradas de grau II que são aqueles que deixam marcas em relevo na pele. Esse relevo pode ser tanto uma elevação quanto uma depressão e no caso de grau II essas marcas podem ser bem disfarçadas pela maquiagem e só são óbvias há uma distância menor do que 50 cm.

Cicatrizes com elevação ou depressão moderada (grau II).

Essa é o nível de cicatrizes que costumam ser pior tratada pelos médicos. Isso porque ou ela é tratada de maneira leve e pouco eficiente, ou são usados procedimentos muito agressivos que deveriam ser exclusivos dos casos mais graves. Isso ocore porque nem sempre o médico dispõe de um leque completo de procedimentos para tratar todos os problemas. Então, antes de investir seu dimdim em um tratamento caro vale a pena consultar mais de um profissional e procurar se informar sobre as opções de tratamento.

O tratamento vai depender da quantidade de cicatrizes que o paciente tem.

Poucas cicatrizes em relevo

A injeção de preenchimentos (semelhantes aos que são usados para tratar os sulcos das rugas) pode ser uma boa opção para quem tem poucas cicatrizes em forma de depressão. Os produtos injetados mais adequados para esse tipo de tratamento são colágeno e o ácido hialurônico. São ingredientes que muitas vezes precisam de retoques, mas nesse caso é mais fácil pecar pela falta do que pelo excesso. Isso porque é melhor ter que completar uma depressão do que corrigir uma problema maior que pode ser causado por injetáveis mais permanentes.

Outra opção é a transferência de sangue do próprio paciente no local das cicatrizes. O sangue é retirado da veia e imediatamente injetado no local das depressões. O sangue contém células que podem estimular o crescimento dos tecidos e esse é o princípio da técnica que é mais bem detalhada nesse artigo aqui , publicado em 2001 pela revista Dermatologic Surgery.

Essa técnica pode ser acompanhada de sessões de luz intensa pulsada (que é uma terapia semelhante ao laser mas com outra freqüência).

Muitas cicatrizes em relevo

Já para os pacientes que tem muitas cicatrizes essas técnicas de ir preenchendo uma a uma se torna inviável, então outras técnicas podem ser propostas.

Uma das mais populares é a microdermoabrasão (também chamada de peeling de cristal). Nessa técnica cós cristais de alumínio são jateados e depois aspirados da pele, fazendo uma espécie de lixamento superficial. Esse tratamento serve para estimular a multiplicação das células basais que formam a pele. Em geral são necessárias várias sessões e os resultados são melhores em cicatrizes mais rasas, pouco pronunciadas.

Outra técnica indicada para esse tipo de cicatrizes é conhecida como Skin needling. Trata-se de um rolo com pequenas agulhas que o médico passa na pele fazendo vários pequenos furinhos. Essse furinhos criam pequenos traumas na pele e esse trauma estimula a produção de colágeno que então irá preencher os espaços vazios na pele que formam as depressões. É uma técnica boa para tratar também outras áreas do corpo como as costas e o pescoço, mas não deve ser usada em áreas muito sensíveis como o nariz ou em volta dos olhos. Na Amazon vende uma série de aparelhos desse tipo para uso doméstico (fale antes com seu médico se é o seu caso, lógico!!). Aqui no Brasil eu nunca vi para vender. Esse tratamento pode ser completado com sessões de laser não ablasivos.

O laser não ablasivo, também conhecido como cooltouch é uma técnica que pode ser usada de forma isolada ou em conjunto com outras. A idéia é mais ou menos a mesma, ou seja, o laser atinge a água presente na derme (a camada da pele abaixo da epiderme) causando um trauma por aquecimento. Um spray gelado é acionada quase simultaneamente ao laser, evitando queimaduras na epiderme. Esse trauma também estimula a produção de colágeno que irá preencher as depressões das cicatrizes de acne. Esse artigo aqui explica bem como é a técnica e quais as suas vantagens e desvantagens.

Em breve mais aqui no Bulle de Beauté sobre como tratar as cicatrizes mais graves, aguardem!

Esses posts sobre tratamento de cicatrizes é baseado em um artigo de 2007 (o mais recente e completo sobre o assunto, publicado pela revista Dermatologic Surgery). Quem quiser ler o artigo completo (em inglês)pode fazer download no link a seguir:  The management of postacne scarring.cicatriz_acne11

Read Full Post »

Depois do último texto falando sobre as principais modalidade cirúrgicas e suas indicações, agora vamos falar um pouco da obesidade e do diabetes. Mas por quê? Existe relação entre essas duas doenças tão comuns? E o que elas tem com esse blog que fala de beleza e cuidados com a pele?

Ora, tanto a obesidade quanto o diabetes afetam de forma notável a pele, não é mesmo Renata? Pessoas obesas podem manifestar mais aquelas “adoráveis” cicatrizes na derme, características pelo estiramento excessivo, ou seja, nossas “estrias”, além disso, quem não reclama da “celulite” no bumbum? Já nos pacientes diabéticos, é conhecido que lesões cutâneas como vitiligo, psoríase e eczema, sem contar as infecções de pele são mais comuns nesses doentes.

Acne, pele oleosa, aumento dos pêlos e da sua espessura podem ocorrer na síndrome dos ovários policístico, como disse o Rafael em um dos seus textos. Essas duas doenças tem TUDO a ver com BELEZA e SAÚDE!

Dessa vez vou tentar ser mais tranqüilo nas explicações, apesar do assunto ser tão complexo quanto o anterior. Vejam, a obesidade leva ao aumento do tecido adiposo (mesmo dentro da barriga, a gordura visceral), esse, por sua vez é responsável por provocar um tal de aumento da “resistência periférica à insulina”. O aumento da resistência à insulina nada mais é que a dificuldade dos tecidos responderem à quantidade de insulina que normalmente há na circulação. Então, o pâncreas, quem fabrica a insulina, tem que se esforçar mais para aumentar a produção de insulina, mas aumenta a resistência e mais insulina tem que ser fabricada, até que o órgão entra em falência, sendo necessário receber insulina por injeções.

Bem, se o início do problema está no excesso de tecido adiposo visceral, nada mais lógico que agir sobre ele para que haja melhora do diabetes! Mas isso não é tão fácil, não é mesmo? Perder aquela barriguinha, sem que haja muito esforço, disciplina e força de vontade, torna-se uma missão praticamente impossível, como já dissemos antes.

Mas e aqueles paciente que já tentaram de tudo, são extremamente determinados, disciplinados, fazem dieta e no mínimo 30 minutos de exercícios físico aeróbicos e musculação todos os dias e mesmo assim não perder peso, além disso vêem sua saúde ser consumida pelo diabetes?

Em casos com indicações precisas a cirurgia anti-obesidade pode, em muito beneficiar esses paciente. Mesmo que tenham IMC um pouco menor e não cheguem a ser obesos mórbidos, pessoas com complicações por diabetes podem ser operadas. Muito se tem discutido e estudado sobre uma nova modalidade de cirurgia, a cirurgia metabólica, a qual visaria à cura do diabetes. São cirurgias de caráter experimental, porém, o Brasil ocupa posição de destaque com grupos em São Paulo, Goiânia e Campinas.

Mas não vamos perder o foco, a cirurgia bariátrica é capaz de melhorar muito a evolução do diabetes, podendo até mesmo alcançar a cura. Lembrem-se, como foi dito no texto anterior, que a parte final do intestino delgado (íleo) é responsável por produzir substâncias que estimulam à produção de insulina pelo pâncreas (as incretinas), então, se o alimento chega mais rápido nessa porção do intestino (já que o estômago está menor e é esvaziado mais rapidamente), as incretinas serão produzidas mais rapidamente e poderão agir, aumentando os níveis de insulina.

Ao mesmo tempo, a perda de gordura corpórea provocada pela cirurgia ajuda a reduzir aquela resistência à insulina. Então haverá mais insulina e menos resistência à sua ação? Pois é! E isso é justamente o que o tratamento com medicamentos tenta fazer. Com a cirurgia, conseguiu-se tratar o diabetes.

Menos complicações dermatológicas, cardiológicas, renais, oftalmológicas, etc, beneficiarão o paciente.
Agora fica a pergunta, será que o paciente está preparado psicologicamente para isso tudo? Para as alterações que seu corpo enfrentará? Esse é o assunto do próximo capítulo.

Roger Mathias

Read Full Post »

Retomando a série sobre as dicas de cuidado para cada um dos 16 tipos de pele (se ainda não sabe qual é o seu clica aqui!), hoje eu vou falar sobre a pele ORPT.

Esse é um tipo de pele que não é muito comum entre as leitoras do blog. Não que a pele ORPT seja um tipo raro, mas talvez as pessoas que tenham esse tipo de pele estejam satisfeitas com a aparência da pele e não procurem muito o tipo de informação que eu trago aqui no blog. Isso porque, de fato, a pele ORPT é uma das mais fáceis de cuidar. Quem tem esse tipo de pele pode ter um pouco de acne (especialmente na adolescência) e algumas manchas (em geral depois da gravidez) mas de maneira geral é uma pele boa que envelhece bem.

A Dra Leslie Baumann divide a avaliação da pele ORPT entre as pessoas de pele escura (que possuem manchas) e as de pele clara (que desenvolvem sardas, que não deixa de ser um tipo de mancha).

O lado negativo da pele ORPT é que elas têm mais chances de desenvolver câncer de pele do que as pessoas com a pele ORPW (com tendência à rugas). Não se sabe bem porque mas estudos mostram que as pessoas que desenvolvem câncer de pele tipo não-melanoma tendem a ter menos rugas que a pele que não apresenta câncer.  Assim, se você tem a pele ORPT, aproveite a sua pele boa e radiante mas não deixe de tomar os cuidados necessários para mantê-la assim!

Os produtos recomendados para a pele ORPT têm como objetivos: Prevenir e tratar as manchas escuras e tratar a oleosidade. As dicas que eu vou passar aqui, como sempre, são de produtos sem prescrição médica, que são indicados para prevenir os problemas e tratar aqueles mais amenos. Quem tem a pele resistente, de uma maneira geral, precisa de produtos mais fortes (isto é, medicamentos vendidos com prescrição médica) já que a resistência se por um lado evita que a pele fique vermelha, irritada e sensível, por outro impede que produtos com baixa concentração façam efeito. Então se você tem a pele ORPT e problemas que efetivamente incomodam, consulte um médico que irá prescrever produtos em uma concentração que seja eficaz para tratar peles resistentes.

A rotina da Suzi, a primeira que no post de lição de casa afirmou ter esse tipo de pele é a seguinte:

De manhã lavo com sabonete em gel clean & clear. Em manhãs alternadas uso a clarifying lotion 4 da clinique. depois uso o gel hidratante para pele oleosa, também da clinique (produtos do sistema 3 passos da marca).

Quando sei que vou ficar muito exposta ao sol, uso o protetor solar facial red apple (fps 25) para pele oleosa, que é muito consistente. Se não, uso make com proteção solar (base compacta da avon, fator 15) para amenizar as imperfeições. Mas na maioria das vezes não uso nada.

A noite, lavo com o mesmo sabonete, passo a clarifying lotion novamente e, dependendo do estado da pele, aplico o mesmo hidratante ou uso peróxido de benzoíla 5%.

Duas ou três vezes por semana uso esfoliante (da clean & clear ou de açucar mascavo da avon) e uma vez por semana máscara de argila rosa para peles oleosas (da tracta). Quando sobra dinheiro, uso água termal da la roche.

A rotina indicada para a pele ORPT seria a seguinte:

De manhã:

orpt-dia

1. Lavar a pele com um sabonete para a pele oleosa. Em geral eu não gosto de indicar sabonetes em barra, mas quem tem a pele resistente e firme, pode usar esse tipo de produto por ser mais barato, já que essa pele é mais resistente então não sofre com os ingredientes que são usados para fazer as barras. 

Deep clean gel de limpeza profunda Neutrogena R$ 18,50

Effaclar sabonete La Roche Posay R$ 20,60

Normaderm sabonete Vichy R$ 21,30

Sabonete esfoliante anti-cravos Clean & Clear R$ 5,50

Sabonete líquido facial regular Clean & Clear R$ 13,20

Clearskin gel de limpeza antibacteriano Avon R$ 11,00

2. Aplicar um produto com ácido glicólico.

Normaderm gel hidratante anti-imperfeições Vichy R$ 65,60

Clearskin loção hidratante anti-acne R$ 12,00

3. Aplicar um filtro solar! Não é opcional, quem tem a pele ORPT, especialmente os fototipos mais escuros, acaba “esquecendo” essa etapa, mais ainda quem tem a pele oleosa e acredita que o filtro solar aumenta o problema. Não pode! O filtro solar é o melhor produto para prevenir as manchas e o câncer de pele.

Minesol Actif gel creme FPS 30 R$ 59,29

Sundown Beauty para pele olesoas R$ 24,61

Anthelios Hélioblock Fluide Extrême FPS30 – La Roche-Posay R$ 54,70

4. Aplicar um pó com FPS para absorção de oleosidade (esse é opcional, mas é importante dizer que a maquiagem com FPS NÃO substitui o filtro, já que a maquiagem a gente passa uma camada mais fina. Assim ela é complemento e não substituto).

Dermage block compac FPS 25 R$ 99,90

De Noite:

orpt-noite

 

1. Lavar com o mesmo sabonete da manhã

2. Aplicar um clareador nas manchas

Klassis R$ 95,70
Melanesse H R$ 175,25
CLARITÉ LOÇÃO CLAREADORA DERMAGE R$ 49,90
Clariderm 2% Gel 30g R$ 37,03
Tri luma creme 30 g (sob prescrição médica) R$ 118,52
Glyquim XM (sob prescrição médica) R$ 42,13
Vitacid Plus (sob prescrição médica) R$ 51,54

3. Aplicar um produto contendo retinol (eles aumentam a renovação celular e previnem manchas escuras, assim são interessantes mesmo que você não tenha rugas).

Retinol Vitamina A+C+E Triple Action – RoC R$ 97,90

Healthy Skin Anti-Rugas Noturno – Neutrogena  R$ 44,70

4. Para quem tem linhas finas ao redor dos olhos é interessante aplicar um hidratante com ingredientes antioxidantes nessa região.

Active C Yeux La Roche Possay R$ 110,70
Improve dermage R$ 72,00
Liftactiv Pro Yeux R$ 110,14

Quem tem a pele resistente se beneficia da esfoliação e dos peelings caseiros. Aqui nesse post tem uma dicas de peelings que podem ser feitos em casa e que embora sejam mais fracos que os aplicados em consultório podem trazer alguns benefícios especialmente para quem tem a pele ORPT já que eles ajudam a penetração dos outros produtos que estão sendo usados. A esfoliação na pele resistente pode ser feita com uma periodicidade maior do que em quem tem pele sensível, ou seja, pode chegar a duas ou três vezes por semana.

Quer ver as rotinas sugeridas para os outros tipos de pele? Só entra na página de Rotinas de Cuidados.

Read Full Post »

Na medicina existe uma máxima que diz: quando existem muitos medicamentos para tratar um único problema é porque nenhum deles funciona muito bem. Na acne era assim: antibióticos orais e tópicos, ácidos, adstrigentes a base disso e daquilo, limpeza de pele, alterações na alimentação e até simpatias. Como o Viagra para a disfunção erétil, o Botox contra rugas, e o coquetel de anti-virais para AIDS, o tratamento da acne pode ser dividido entre antes e depois do Roacutan (o nome comercial da isotretinoína). A introdução da isotretinoína, a partir de 1982, representa a maior conquista já obtida no tratamento sistêmico da acne.

Não é que os tratamentos antigos não funcionem, na realidade eles funcionam muito bem na maioria das vezes e ainda são a escolha para os casos de acne leve ou moderada. Mas os casos graves de acne cística e conglobata, aqueles que efetivamente detonam a auto-estima dos adolescentes e que conferem o carinhoso apelido de Chokito na escola, esses normalmente não são curados pelos tratamentos tradicionais.
Isso porque os tratamentos antigos não atuam na causa principal da acne que é o aumento das glândulas sebáceas e o excesso de produção de óleo por elas. O que vem a seguir: pele brilhante, dilatação dos poros, formação de pontos pretos, infecção por bactérias, inflamação, produção de pus é tudo conseqüência dessa causa básica. Os tratamentos antigos tratavam dessas conseqüências, a isotretinoína é mais efetiva porque ela atua na causa do problema.

Os tratamentos tópicos ainda são uma ótima opção para os casos leves e moderados de acne.

Os tratamentos tópicos ainda são uma ótima opção para os casos leves e moderados de acne.

A Isotretinoína é um derivado da vitamina A (assim como a tretinoína, também conhecida por Ácido Retinóico e usada de forma tópica). Trata-se de um medicamento vendido sob prescrição médica que é tomado via oral. Essa droga funciona basicamente impedindo a produção de óleo pelas glândulas sebáceas (as estruturas responsáveis pela produção de óleo na pele) e literalmente diminui o tamanho dessas glândulas para o tamanho das dos bebês. Isso previne contra o fechamento do folículo piloso pelo sebo (óleo), contra a mistura de óleo com células mortas da pele e contra a ruptura do folículo que em conjunto criam um ambiente favorável onde a bactéria (Propionibacterium acnes) cresce formando as espinhas e os cistos.

A cura da acne na adolescência está relacionada com o aumento da auto-estima e até com a melhora do desempenho escolar entre os adolescentes.

A cura da acne na adolescência está relacionada com o aumento da auto-estima e até com a melhora do desempenho escolar entre os adolescentes.

A produção de óleo na pele tende a retornar relativamente ao normal depois de finalizado o tratamento (que dura em média entre 5 e 10 meses), mesmo que as glândulas cresçam de novo elas raramente recuperam o tamanho que tinham antes do tratamento. Devido a sua eficácia e relativa rapidez no aparecimento dos resultados, reduzindo em mais de 90% as lesões inflamatórias de acne, esse medicamento é de primeira escolha no tratamento de acne severa que não responde a outras terapias.

O uso do medicamento, porém é controverso por algumas razões, mas principalmente pelo seu efeito mais insidioso, está provado que o seu uso provoca malformações fetais em cerca de 90% das mulheres que engravidam enquanto estão fazendo tratamento. Por esse motivo recomenda-se que as mulheres devem usar dois métodos anticoncepcionais ao mesmo tempo durante e após 2 meses do tratamento (por exemplo, pílula anticoncepcional e preservativo).

Como qualquer mediamento deve-se pesar os riscos e beneficios de se começar um tratamento a base de isotretinoina.

Como qualquer mediamento deve-se pesar os riscos e benefícios de se começar um tratamento a base de isotretinoína.

Outros efeitos comuns, mas temporários do remédio incluem pele e lábios secos, sangramento nasal moderado (o interior do nariz pode ficar muito ressecado nos primeiros dias de tratamento), perda de cabelo, dores de cabeça e musculares, prurido, vermelhidão, pele frágil, aumento da sensibilidade ao sol, descamação das palmas e dorso das mãos. Efeitos colaterais mais sérios, porém bem menos comuns são: dor de cabeça muito intensa, náuseas, vômitos, visão borrada, alterações de humor, depressão, dor de estômago intensa, diarréia, diminuição da visão noturna, constipação intestinal, ressecamento persistente dos olhos, depósito de cálcio nos tendões, ictérica e um aumento dos níveis de colesterol.

A associação entre o uso da isotretinóina e a depressão é um dos temas mais controversos na literatura médica. Dois artigos recentes um de 2008 publicado pelo jornal de clínica psiquiátrica  garante que há sim associação, já outro de 2007 publicado pelo jornal de farmacologia clínica , ambos canadenses, conclui que não há associação estatística entre depressão e o uso do medicamento. Provavelmente devem ser feitas mais pesquisas sobre o assunto, mas não custa nada ficar atenta a essa possibilidade.

A associação entre o uso de isotretinóina e depressão ainda é controversa e necessita de mais estudos.

A associação entre o uso de isotretinóina e depressão ainda é controversa e necessita de mais estudos.

Se você vai fazer uso do Roactuan deve ficar atenta para alguns cuidados básicos:

1. Filtro solar potente todos os dias (já que a pele fica mais sensível durate o tratamento).
2. Ande com hidratantes labiais na bolsa porque lábios secos ocorrem em quase 100% das pessoas em tratamento com isotretinoína.
3. Quem usa lente de contato provavelmente vai precisar de lubrificantes com maior freqüência.
4. Não use antibióticos do tipo tetraciclina que pode causar efeitos colaterais não desejados devido a interação medicamentosa com o Roacutan.
5. O remédio deve ser tomado após as refeições.
6. Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento

Acho que é importante falar que a acne é uma doença como outra qualquer, não é apenas um problema estético que “faz parte da adolescência e se resolve com o tempo”. Existe uma série de estudos que demonstram o impacto importante da acne na qualidade de vida e na auto-estima dos portadores da doença e, portanto é necessário desmistificar a abordagem do tema que muitas vezes é tratado por frescura.

Por outro lado, a Isotretinoína é um medicamento potente e caro (dependendo da concentração usada o custo mensal do tratamento varia entre R$ 50,00 e R$ 100,00). Como qualquer medicamento ele só deve ser usado após uma avaliação cuidadosa feita pelo médico que deve pesar os riscos e os benefícios de se instituir o tratamento, o que é variável de pessoa para pessoa.

Mais sobre acne aqui no Bulle de beauté

Porque temos pele de morango quando queríamos ter pele de pêssego, ou, o que fazer para fechar os poros?
A Rosa brigou com o cravo: mega post de segunda-feira com tudo o que pode ser feito para detonar os pontos pretos!
Como espremer uma espinha?
Acne combina com maquiagem?
Isolaz: o futuro da limpeza de pele
Clearlight, como é o novo tratamento contra acne?
Cremes e loções contra a acne

Read Full Post »

Claro que não precisa nem falar que você já deve ter lido e ouvido milhares de vezes se você tem problemas com elas: não cutuque as espinhas, menina (ou menino)! É o certo mesmo, não custa nada reforçar. Mas tem horas que a gente não resiste. Como sair de casa num dia importante, seja para o trabalho, para a faculdade ou para uma festa (pior ainda!) com aquela pontinha amarela no rosto? Não dá né! Pois é, eu concordo!

Então eu estou lendo o livro muito interessante chamado A Pele Saudável , escrito pela Dra. Leslie Baumann e traduzido para o português pela Dra. Erica Monteiro da Unifesp, e lá ela ensina a espremer a espinha do melhor jeito. Então se você for fazer, faça do jeito certo ok? Aí você evita de causar danos maiores à sua pele.

O que você vai precisar:

Água e sabonete,
Álcool,
Cotonete,
Fósforo e agulha,
Conta gotas de vidro para remédios esterilizado ou bolas de algodão.

Kit básico para cirurgias de extração de espinhas inconvenientes.

Kit básico para cirurgias de extração de espinhas inconvenientes.

Garanta primeiro que a espinha está pronta para ser extraida.

Garanta primeiro que a espinha está pronta para ser extraída.

Primeiro de tudo é preciso reconhecer se a espinha está pronta. A espinha está pronta se o pus está acumulado na sua superfície, ou seja, a cabeça está amarela. Se não estiver assim, passe um corretivo secativo e siga a vida, caso contrário você só vai aumentar o inchaço e a vernelhidão, a espinha não vai sair e ainda corre o risco de formar um cisto.

Se ela estiver pronta arregace as mangas e mãos a obra:

Primeiro a regra básica para qualquer cirurgia: lave bem as mãos e a área onde está a espinha, até que fique tudo bem limpo.
Passe a agulha no fogo para esterilizá-la e em seguida limpe a ponta preta com o algodão embebido no álcool.
Pegue a agulha e delicadamente fure a cabeça amarela da espinha com a agulha, um furo só basta (se não resolver é que a espinha não está pronta, então não mexa, lave de novo aplique um secativo e espere pelo menos 6 horas para tentar de novo).
Agora você pode fazer uma suave pressão com a bola de algodão nas laterais da espinha ou colocar sobre ela o conta gotas esterilizado também pressionando levemente, até que todo o pus seja retirado.

Não esprema as espinhas com as mãos por mais que você lave sempre ficam bactérias que podem piorar o quadro.

Não esprema as espinhas com as mãos por mais que você lave sempre ficam bactérias que podem piorar o quadro.

Quando terminar limpe a área com o algodão limpo e aplique um produto anti-séptico ou um pequeno curativo alcoólico contendo cicatrizante (a base de peróxido de benzoila ou ácido salicílico). Deixe secar sem bandagem ou cobertura. Depois de seco você pode cobrir a área com um corretivo especial para pele com acne (aqui nesse post tem uma série de dicas para maquiar a pele com acne).

Mais sobre acne:

Isolaz: o futudo da limpeza de pele?

Ácido retinóico: a vitamina que faz maravilhas para a pele.

Clear light: como funciona o novo tratamento contra acne.

Cremes e loções contra acne

Read Full Post »

Older Posts »