Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Manchas’ Category

A ceratose actínica é uma doença de pele causada pela exposição ao Sol ao longo de anos.  Elas são aquelas manchas, às vezes crostosas, normalmente em diversos tons de marrom ou vermelho que aparecem nas áreas mais expostas da pele. Ela pode ser única ou múltiplas, cobrindo grandes áreas do corpo.

É uma doença que é mais comum em quem já passou dos 40 (os homens tendem a ser um pouco mais afetados que as mulheres), tomou bastante sol durante a vida e também em quem tem a imunidade mais baixa (pessoas com HIV, transplantados, etc desenvolvem mais a doença).Fumantes também costumam ser mais prejudicados. Ou seja, é uma doença causada pelos vilões de sempre da pele.

Nem só quem tem cabelos brancos pode desenvolver ceratose actinica.

O grande problema da Ceratose Actínica é que ela é considerada uma lesão pré-carcerígena, já que os carcinomas espinocelular da pele muitas vezes se desenvolvem a partir da ceratose.

Além de poder se transformar em câncer a ceratose actínica é uma grande dedo dura da idade. Outro dia eu vi uma entrevista com uma dermatologista que citava um estudo que comprovava que as pessoas com manchas escuras na pele eram consideradas 10 anos mais velhas do que as sem mancha quando avaliadas por desconhecidos!

A ceratose actínica é uma doença que precisa ser tratada por um dermatologista mas às vezes é difícil para quem não conhece bem diferenciá-la de outras manchinhas na pele mais inofensivas.Por esse motivo, é sempre legal procurar um médico se aparecerem manchas doloridas, que coçam, que sangram,que descamam ou que comecem a crescer mudar de cor ou de espessura.

O médico pode diagnosticar a ceratose actínica só de olhar, ou se tiver dúvida pode pedir uma biópsia da pele para verificar a lesão no micorscópio e ter mais certeza.

Como é impossível saber qual ceratose actnínica irá desenvolver um câncer e qual não vai é importante tratar todas as lesões. E para isso existem diversas opções:

1. Crioterapia. Um jato de nitrogênio bem frio e jogado por alguns segundos em cima da lesão, provocando uma espécie de queimadura. Não precisa dar ponto e pode ser feita em consultório. Normalmente fica uma cicatriz no lugar da lesão.

2. Cremes. Os cremes tópicos a base de quimioterápicos como o Efurix (fluoracil) ou os que alteram o sistema imune como o Imiquimod podem ser usado no tratamento da ceratose actínica. Leva mais tempo mas o resultado estético costuma ser melhor especialmente se a quantidade de lesões for grande.

3. Peeling Químico. Os peelings profundo as base de ácido tricloroacético são uma outra opção de tratamente que costumam dar bom resultado estético. Mas é difícil controlar a profundidade do tratamento o que pode acabar também deixando alguma cicatriz.

4. Curetagem. Nesse procedimento o médico tira as lesões comuma cureta (que é uma espécie de “colherzinha” afiada). Na sequencia ele pode usar uma eletrocoagulação se estiver sangrando.

5.Laser. Apesar da aura de modernidade o tratamento da ceratose actínica com laser pode ser bastante dolorido (em geral é utilizada anestesia local) e também não está isento de manchas descoloridas e cicatrizes após o tratamento.

6. Dermoabrasão. É uma espécie de lixa mecânica na pele.Também pode ser bastante dolorido e reuqer o uso de anestéticos, mas é outra opção que pode ser usada em áreas mais extesnas.

Mais legal do que tratar (que é demorado, caro e dolorido) é prevenir a ceratose actínica.  Como? É aquilo que a maioria já sabe…

1.Limite ao máximo seu tempo de exposição ao sol, especialmente naqueles horários mais infernais.

2. Use protetor solar DIARIAMENTE em todo o corpo exposto e não só no rosto.

3. Cubra-se: chapéu, óculos  escuros, barracas!

4. Evite câmeras de bronzeamento (até porque elas andam proibidas agora).

5. Visite um médico regularmente (mesmo que não seja um dermatologista,pode ser o seu ginecologista mesmo) e fale para ele se existem lesões de pele novas o que estão mudando de característica.

E se nada te convenceu da próxima vez que encontrar uma pessoa mais idosa, compare a pele do braço com a pele da barriga dessa pessoa, se ela for mais braquinha então, o resultado da exposição ao sol é impressionante!

Se cuidem!

Beijos

Mais no bulle

O que existe para clarear a pele?

Auto-exame da pele

Quimioterapia contra rugas?

Read Full Post »

Uma das queixas e perguntas mais comuns que recebo aqui no blog é sobre como clarear manchas na pele. A origem das manchas é diversa: melasma pós gravidez, de cicatrizes de acne, de picadas de inseto, machucados, sardas por excesso de sol. Tudo isso pode manchar a pele.

As manchas ocorrem porque a pele depois que é agredida (seja pelo sol, seja por algum tipo de machucado) reponde produzindo mais melanina com o objetivo de ficar mais resistente. Alguma dessas alterações saem sozinham com o tempo, mas muitas vezes, especialmente quando a agreção é crônica a mancha fica lá e não sai mais.

Sabendo dessa queixa comum, a indústria coméstica está sempre buscando ingredientes que possam amenizar as manchas e clarear a pele. Mas infelizmente não existe um clareador perfeito. Ou seja, um produto que seja ao mesmo tempo eficiente e seguro e não traga efeitos colaterais.

O ingrediente mais usado contra manchas é a hidroquinona. Já falamos detalhadamente desse ingrediente aqui. Ela ainda é considerado o agente mais eficiente e por ser o mais antigo, os novos clareadores são sempre comparados a ela nos estudos. A fórmula que associa a hidroquinona com o ácido retinóico e corticóide com efeito anti-inflamatório, presente em medicamentos (lembrem-se, medicamentos tem efeitos colaterais e precisam de prescição médica!) como o tri-luma, ainda é a que mais clareia a pele, segundo os estudos mais recentes. Deviso aos seus efeitos colaterais e os potenciais riscos a longo pra a hidroquinona foi proibida em diversos países (especialmente na Europa e na Asia) e isso aumentou ainda mais a procura por novos ingredientes. Alguns deles já falamos aqui no blog.

Mequinol

O mequinol, que foi citado pelo Fernando nesse post aqui, é um desses substitutos. No Brasil é vendido em concentração de 10% como medicamento. Nos EUA a concentração máxima do produto vendido com receita médica é de 2% associado ao ácido retinóico a 0,01% e vitamina C.  Não se sabe exatamente como o ingrediente funciona mas aparentemente ele bloqueia uma enzima que estimula a produção de melanina na pele. Ele não faz os mesmos danos ao melanócito que a hidroquinona, ou seja, não teria efeito cancerígeno, mas a efetividade apresentada nos estudos em termos de clareamento da pele é menor. O principal problema apontado nos estudos em relação ao mequinol é que especialmente em peles mais escuras tem ocorrido re-pigmentação da pele após a suspensão do uso do medicamento. Assim, como a hidroquinona o mequinol é fotosensível e deve ser usado com proteção solar intensa para evitar que a pele fique ainda mais manchada com o seu uso.

Retinóides

Os derivados da vitamina A também podem ser usados isoladamente para clarear a pele, mas em geral seu efeito é mais como potencializador de outros despigmentantes sendo usado isoladamente apenas nos casos bem leves. Aumentar o consumo de vitamina A na dieta, porém, é uma estratégia interessante que deixa a pele mais resistente aos danos provocados pela exposição solar de maneira preventiva.

Ácido Azeláico

O ácido azeláico a 15%, é o terceiro medicamento despigmentante e comumente indicado no tratamento da Rosácea. Já falamos dele aqui no blog. Eu uso e estou gostando bastante do resultado. Ele atua especialmente na síntese  de DNA dos melanócitos defeituosos então também tem o efeito de previnir a progressão de células canceígenas. Em contrapartida o seu efeito despigmentante é menor se comparado a hidroquinona ou ao mequinol.

Arbutin

O arbutin é considerado o despigmentante cosmético (ou seja, pode ser vendido no balcão das farmácias sem receita médica) mais eficiente atualmente disponível. Ele é muito usado no Japão em concentração a 3%. É chamada da hidroquinna natural, or ser proveniente de alguns vegetais. As pesquisas indicam que o Arbutin não danifica os melanócitos, sendo seu uso considerado seguro. As concentrações mais altas parecem ser mais eficientes mas muitas vezes trazem pigmentação rebote quando a pele fica muito irritada. No Brasil alguns produtos contém Arbutin como o Dermatus Skin Plus Fluido Clareador e o Klassis (que contém também ácido glicólico e ácido kójico e é o produto que eu mais gosto para quem quer usar um clareador durante o dia).

Ácido Kòjico

É outro despigmentante bastante usado no oriente e sobre o qual já falamos bastante aqui no Blog. Assim como os outros é mais seguro mas porém menor eficiente do que a hidroquinona. A vantagem é que pode ser usado também durante o dia.

Outros ingredientes como a vitamina C, o Aleosin, a soja, a N-acetyl glucosamine e o extrato de licorice são outros agentes que vem sendo utilizados e testados pela indústria cosmética como despigmentantes mas os efeitos ainda são modestos e em geral, esses ingredientes são usados de maneira associada para aumentar um pouco a sua eficácia.

Além de tudo sempre é bom lembrar que mesmo o produto mais eficiente tem seu efeito bastante lento. São necessários em geral meses e persistência e disciplina (sem falar em dim dim, já que os despigmentantes tendem a ser bem caros) para ver algum resultado.

Portanto nunca é demais falar que a prevenção, evitando ao máximo expor a pele ao so e aos mosquitos e também não espremer as espinhas é de longe a melhor estratégia para evitar as indesejadas manchas escuras.

Mais aqui no bulle

Pós Roacutan: Como tratar as cicatrizes de acne?

Creminhos anti-idade para iniciantes

Como passar cremes noturno. Em vídeo!

Belas mamães (como tratar os prejuízos estéticos da gravidez): parte 2 – Melasma

Read Full Post »

Sabe como é a vida né? A gente resolve um problema e já começa a procurar outro. E como a minha pele anda “boazinha”, ou seja, com a oleosidade bem controlada comecei a reparar nuns vasinhos vermelhos que eu tenho em volta do nariz e no queixo. Não é nada assim muito grave (até porque nem bem tinha reparado antes), mas se aumentar pode ser que incomode.

Depois de reparar na gente, o segundo passo é sair buscando o defeito nos outros para não se sentir sozinha! rsrsrs E assim andei reparando que bastante gente (principalmente quem é mais branquinha como eu) tem esse problema de vasinhos.

Depois de descobrir o problema e ver que ele é comum o próximo passo é ir buscar soluções! Afinal ficar chorando as pitangas é que não resolve nada. Então se você também tem esses tipo de problema, vem comigo!

Os vasinhos, chamados tecnicamente de telangectasias, no rosto são diferentes dos vasinhos das pernas (onde são mais comuns). Nas pernas os vasos, ou varizes, aparecem porque o sangue fica parado e não consegue vencer a gravidade. No rosto os vasos aparentes são na verdade comunicações entre sangue arterial e o sangue venoso (com e sem oxigênio respectivamente, para quem não lembra das aulas de biologia).

Eles são em geral bem superficiais, pioram com a exposição ao Sol (mais um motivo para usar protetor e evitar a exposição) e também com o uso de medicamentos tópicos principalmente os a base de ácido retinóico e corticóides. É por isso que quem tem tendência a vasinhos no rosto deve evitar ao máximo o ácido retinóico para não causar um problema tentando curar outro. Quem fez cirurgia plástica na face também tem mais risco de desenvolver os tais vasinhos.

No rosto os locais mais atingidos são em volta dos olhos, nas bordas do nariz (eu!) e na bochecha (esses muito sensíveis ao ácido retinóico), no queixo (eu de novo!) e nas mandíbulas. Resumindo, podem aparecer quase em qualquer lugar do rosto.

Existem basicamente 3 tipos de tratamentos estéticos para os vasinhos (além de camuflar com corretivo): cauterização, escleroterapia (as famosas “aplicações” que são feitas também nas pernas) e laser – que pode ser o diodo ou luz intensa pulsada.

O que vai determinar o melhor tratamento é o local dos vasinhos, a quantidade e pronfundidade dos mesmos. Dependo da profundidade é feita anestesia tópica com pomada ou pode ser necessária anestesia local.

Um artigo da sociedade brasileira de medicina estética (clique aqui para ler o artigo completo com fotos ante e depois dos tratamentos) diz que os lasers vasculares modernos têm uma ótima aplicação nas telangiectasias da face. Apesar de serem a melhor opção atual, isto não significa que não tenham complicações nem que isoladamente resolvam todos os casos. Os bisturis de eletrocoagulação e de radiofreqüência são bem indicados em toda zona T da face (mento, lábios, nariz, testa) por ser uma área com alto poder de cicatrização. Áreas com maior risco de hipercromia como a região malar (bochechas), a região temporal e muito em especial, a região mandibular, necessitam sessões mais brandas e algumas vezes condicionamento prévio da pele. A escleroterapia é um método seguro para a região malar, mandibular e temporal. No entanto, é a que exige maior habilidade com a técnica.

Todos os tipos de tratamento podem causar manchas escuras na pele. Então para quem é suscetível em geral indica-se preparar a pele com ácidos a base de hidroquinona para evitar trocar um vasinho por uma mancha. De qualquer forma denpendendo do local e da profundidade do vaso as manchas escuras podem ser inevitáveis mas na maioria das vezes o problema é passageiro. Claro que você já sabe que tem que caprichar no filtro solar também para evitar essas manchas né?

Leia mais sobre o assunto aqui no bulle:

Belas mamães (como tratar os prejuízos estéticos causados pela gravidez): parte 3 – Varizes

Pele vermelha? Mega post com muitas informações sobre Rosácea.

Porque temos pele de morango quando queríamos ter pele de pêssego, ou, o que fazer para fechar os poros?

Ácido Retinóico: a vitamina que faz maravilhas para a pele.

Read Full Post »

A sociedade americada de cirurgia dermatológica acaba de divulgar uma ferramenta muito legal, incluindo até fotos no facebook (olha que muderno!!) para ajudar as todo mundo a analisar a própria pele e verificar se existem lesões que podem significar risco para câncer de pele.

Eu acho isso um super passo importante porque desmistifica um pouco o conhecimento médico. As pessoas, se devidamente educadas, são capazes de analisar a sua pele e elas tem infinitas mais oportunidades de enxergar lesões e perceber mudanças do que um médico, por melhor que seja.

Isso porque a gente vê a nossa pele todo dia enquanto o médico acaba vendo no máximo uma vez por ano. Sem falar nos médicos que nem examinam a pele toda paciente.  Quantas vezes vocês foram à um dermatologista e tiraram toda a roupa? Pois é, mas isso seria o certo ou você corre o risco de sair de uma consulta dermatológica com um câncer de pele agressivo no dedo do pé e ele não ser diagnosticado na consulta se o médico só olhar para o seu rosto.

Isso é muito importante porque o câncer de pele é, de longe, o tipo mais comum de câncer e mesmo considerando que a maioria deles não leva à morte eles podem sim fazer estragos bem grandes.

Isso sem falar que além dos tumores de pele dito “bonzinhos” exite também o melanoma, que é um dos tipos de câncer mais agressivos que existe e que tem origem na pele. O melanoma é o segundo tipo de câncer mais comum entre mulheres de  a 20 a 29 anos e se não diagnosticado a tempo ele mata mesmo! Então não estamos falando de doenças super raras.

As estatísticas mostram que morre um americano por hora em decorrência do melanoma. É muita gente! É importante dizer também que nem só os branquinhos tem chance de desenvolver câncer de pele, qualquer idade, raça ou sexo pode desenvolver a doença, apesar das probabilidades variarem.

A boa notícia é que se detectado no começo os tumores de pele podem ser curados em quase 100% dos casos.

Então a gente se olhar no espelho e conhecer bem a nossa pele é super importante não só para a nossa beleza mas também para a nossa saúde. Pode salvar a nossa vida! E no mais quanto mais a gente se conhece, melhor né?

Acontece que pra gente olhar a nossa pele com o olhar clínico a gente tem que ter algumas ferramentas, saber o que está procurando. Perceber o que é normal e o que pode significar doença, e quando é necessário procurar um médico.

Para fazer o auto-exame você só vai precisar de um espelho de corpo inteiro, um espelinho de mão, uma régua e um local bem iluminado com privacidade adequada. O ideal é fazer o exame uma vez por mês e assim poder conhecer a sua pele como a palma da sua mão.

Para se examinar você deve ficar de pé sem roupa em frente do espelho de corpo inteiro (se você não tem um em casa trata de comprar e colocar atrás da porta do armário ou do seu quarto, ele também vai ser mega útil para você checar as suas produções fashions). O espelho de mão você usa para checar as áreas que não consegue ver no espelho único (sabe como o cabeleireiro faz pra te mostrar atrás do cabelo?).

É importante olhar a pele toda e não só a parte exposta ao sol, já que as lesões podem aparecer em qualquer lugar. Não esqueça de olhas nas costas, no couro cabeludo, nas palmas das mãos e nas solas dos pés, embaixo dos braços, atrás da orelha, na genitália e entre os dedos. Quando for olhar o couro cabeludo você vai dividindo o cabelo e olhando entre os fios.

Conforme você for se examinando algumas vezes você irá ficando familiar com a sua pele. Vai reconhecer as suas marcas de nascença, pintas, verrugas e outras manchinhas que possam existir. É importante prestar atenção em mudanças no tamanho, na cor, no formato e na textura dessas marcas.

Os sinais de que uma alteração de pele pode significar câncer são as seguintes:

1. Feridas que não cicatrizam,

2. Crescimento translúcido com as bordas laminadas.

3. Pintas pretas ou marrons embaixo das unhas.

4. Pintinhas vermelhas ou rosadas agrupadas

5. Cicatrizes ásperas de longo tempo

6. Lesões planas ou levemente deprimidas que são duras quando palpadas.

Preste atenção especial às pintas, especialmente aqueles que estão se modificando com o tempo, que sangram ou coçam. Quando olhar as pintas tenha em mente o ABCD do melanoma:

A: Assimetria (as metades da pinta são iguais?)

B: Bordas (você consegue definir bem onde a pinta começa e termina?)

C: Cor (a cor é homogênea?)

D: Diâmetro (ela mede menos de 0,6 cm?)

Se você responde não a pelo menos 1 das perguntas acima para alguma pinta do corpo é importante procurar um médico dermatologista.

O próximo passo é documentar a sua pele (já que vai ser difícil você guardar como é cada marquinha, especialmente se for a “rainha das pintas” como eu).

Para tanto é importante imprimir o “diário da pele” antes de se examinar e guardar essa informação numa pastinha todo mês.

Mapa da sua pele que ajuda a prevenir (de verdade!) câncer de pele.

Quem quiser já pode ir no site da ASDS e imprimir o seu folheto.

Na primeira vez que você for fazer vai dar um trabalho para catalogar sua pele toda. Mas das próximas vezes vai ser super mais fácil. Não é um programa ótimo para esse final de semana que nem é feriado? Pra ficar mais legal dá até para fazer pelo menos a primeira vez em conjunto, ou com o bofe ou com uma amiga de fé ou irmã camarada. Vamos???

Quem quiser ler o folheto todo em inglês é só entrar aqui.

Bom final de semana!

Read Full Post »

Seguindo a idéia de fazer uns videozinhos aqui para o Blog hoje eu trago uma demonstração de como passar filtro solar, por escolha quase unânime das leitoras!

Fiquei feliz com a escolha porque o filtro solar é o melhor tratamento para a pele que existe. A melhor forma de prevenir rugas, manchas e até câncer de pele. Se eu tivesse que escolher um único creme ou tratamento para a pele o filtro solar seria sem dúvida a primeira opção. Então usá-lo de maneira correta é super importante para quem quer ter uma pele saudável.

Não se assustem porque a quantidade parece grande, mas a pele absorve rapidinho. Passar pouquinho deixa o filtro bem menos eficiente, então o melhor é não economizar na quantidade não. E a minha pele não fica super brilhante como parece no vídeo (juro rsrsrs!) mas é que o sol do final da tarde estava batendo bem no meu rosto (argh).

Se der o ideal é reaplicar no meio do dia, especialmente para quem fica muito ao ar livre. Eu confesso que tenho preguiça de fazer tudo de novo no meio do dia então só dou uma reforçada com pó compacto que contém filtro. Mas isso porque eu passo o dia quase todo em lugar fechado e às vezes nem saio para almoçar.

Quem gosta de usar base com filtro solar pode “debitar” a quantidade de base da quantidade do filtro. Tipo, se o certo é passar 2ml de filtro, você pode passar 1 ml de base com filtro solar e 1 ml de filtro. Mas não dá para substituir todo o filtro pela base porque se não a maquiagem ficaria mega carregada.

Dúvidas, angústias, sugestões? Só entrar nos comments. Para ver o primeiro vídeo sobre como usar água thermal, entra aqui.

Mais aqui no bulle:

Tratamentos anti-envelhecimento aos 20 e poucos?

Acima de 30 é tudo a mesma coisa?

Filtro solar nos olhos dos outros é refresco!

Proteção solar a jato para o corpo

Read Full Post »

Gente eu tenho recebido muitas perguntas aqui no blog, e realmente é impossível para mim responder tudo. Aí eu tenho que optar, ou respondo ou posto coisas novas, ou não faço nada e vou dormir (ando meio cansada ultimamente rsrsrs)!. Aí quando uma pergunta se torna muito frequente eu acho que vale mais a pena fazer um post do que ficar respondendo individualmente, certo?

E uma das perguntas mais frequentes no blog tem sido variações da seguinte frase: “sou nova ainda, tipo 20-30 anos, mas tenho muitas rugas, ou bolsas ou flacidez ao redor dos olhos e isso faz com que eu pareça mais velha”.

Bom, se tem uma coisa que a maioria (pelo menos as que tem acima de 18 anos e mais de 50 kilos) não quer é parecer mais velha ou mais gorda não é mesmo? Já basta parecer a idade e o peso que a gente tem, mais é sacanagem 😉 Então esse post é para ajudar a melhorar a aparência dos seus olhos com dicas para os principais probleminhas que fazem você parecer ter um RG de 7 dígitos.

Sem falar na cara de cansada. Tudo bem que a maioria hoje trabalha pra caramba, depois ainda sai na balada, sem falar em filhos, marido, etc etc. Enfim,  quer fazer mil coisas ao mesmo tempo e agora. Mas nem por isso a gente quer parecer cansada, né, mesmo que esteja! rsrsrs E os olhos são o maior dedo duro pra entregar que a noitada foi longa (seja trabalhando, embalando criança ou se divertindo).

É claro que existem vários tratamentos estéticos e cirúrgicos como Botox, laser e até cirurgia plástica que rejuvenescem muito a aparência do olhar. Mas na minha opinião não é o caso de usá-los antes dos quarenta anos a não ser que a situação seja mesmo grave ou que a pessoa tenha por algum motivo, tipo profissional, que viver sem nenhuma marquinha. Até porque gente, envelhecer faz parte da vida e precisamos desde cedo ir aceitando esse fato. Mas existe uma série de coisas que você pode fazer, sem entrar na faca ou na agulha para disfarçar as marcas da maturidade que começam a aparecer nos seus olhos.

1. Bolsas embaixo dos olhos: a tendência a formar bolsas embaixo dos olhos é genética. Nenhum creme vai conseguir diminuir ou apagar as bolsas embaixo dos olhos. Mas se as suas bolsas vem e vão, pode significar que você está retendo líquido na região. Jantares mais salgados, acompanhados de bebidas alcóolicas (delícia!) são os maiores culpados pela aparência matinal de cara de buldog. A água não acumula só nos olhos, mas como a pele embaixo deles é mais fina o inchaço ali fica mais aparente. O que fazer? Primeiro reduzir o sal no jantar e se tomar alcool, tomar junto muita água. Parece contraditório tomar água se o corpo está retendo líquido, mas na verdade seu corpo retem se ele acha que está faltando (alcool e sal desidratam) se você tomar água vai dizer ao seu corpo que ele não precisa reter líquido, entende? Se mesmo assim, acordou de manhã com os lhos inhados o melhor a faze são compressas frias na região. Se puder usar chá de camomila ou pepino ajuda, mas quem é que vai querer cortar um pepino de manhã depois de uma noitada forte??? Então o jeito mais fácil é assim: deixe sempre no congelador aquelas máscaras de gel. Aí é só pegar na geladeira e ficar com ela 5 minutos deitada pensando em coisas boas!

2. Olheiras . Assim como as bolsas, a formação de olheiras também tem influência genética. Com a idade a pele vai ficando mais fina e as olheiras vão aumentando. O que costuma causar as olheira é a congestão de vasos que fica mais aparente em volta dos olhos também porque a pele ali é mais fininha. Nesse caso o melho a fazer é rusar cremes para a região dos olhos que mantenha a estrutura da pele e evitem que ela afine. Existe também um outro tipo de olheira que é causado pela hiperpigmentação embaixo dos olhos. Funciona assim: uma pessoa por algum motivo (tipo rinite crônica, ou sensibilidade à  lentes de contato, por exemplo) esfrega muito os olhos. A resposta da pele para isso é produzir mais pigmento. Então se essa pode ser a causa da sua olheira o ideal é resolver a doença de base e evitar que o problema piore. Para tratar as olheiras por hiperpigmentação os cremes despigmentantes como os a base de ácido kójico funcionam bem, já que esse tipo de mancha tende a ser mais fácil de ser tratado do que as causadas por questões hormonais.

3. Linhas e rugas: Os famosos pés de galinha ocorrem quando a pele perde os componentes responsáveis pela sua elasticidade. Até crianças ficam com linhas envolta dos olhos quando sorriem, a diferença é que essas linhas desaparecem quando elas ficam com o rosto parado. Já quem tem mais idade é como um elástico velho, mais frouxo, que não volta totalmente ao normal depois de esticado. Os melhores produtos para estimular a produção de colágeno são os derivados de vitamina A , como o retinol usado em muitos cosméticos, ou nas versões mais fortes (como ácido retinóico ou isotretinoína usados nos medicamentos com prescrição médica). Os anti-oxidantes como a vitamina C também evitam que a pele perca colágeno e atrasa um pouco o relógio do olhar.

4. Flacidez. O maior vilão da flacidez em volta dos olhos (e também do envelhecimento da pele como um todo é o sol). E umas vez que a pele dos olhos fique flácida (também por falta de colágeno e elastina) nenhum creme vai recuperar. Então o melhor tratamento para evitar a flacidez é a exposição ao sol. Existem protetores solares específicos para a área dos olhos. Eles funcionam bem, mas são um pouco caros. A dica que eu costumo dar é aplicar na região aqueles bastões com FPS indicados para os lábios. É uma maneira prática de garantir uma quantidade boa de filtro solar nos olhos sem que eles escorram e fiquem ardendo. Uma vez a flacidez instalada não tem creme que resolva, só cirurgia mesmo. Mas uma boa maquiagem pode ajudar a disfarçar o problema. O truque é definir a pálpebra para levantar o olhar. Para isso aplique uma sombra mais clara, tipo baunilha em toda a pálpebra, até as sombrancelhas, depois aplique uma sombra mais escura, na parte rente ao cilios e arremate com curvex e máscara. Esse tipo de maquiagem disfarça bem a flacidez nas pálpebras de uma forma natural.

Falando em maquiagem, um blush pêssego ou rosado mais um batom cor de boca também ajudam a eliminar a cara de cansada. Portanto, junte todas as suas forças e faça pelo menos o básico de manhã se quiser evitar aqueles comentários simpáticos tipo “nooooossa, o que houve você não dormiu de noite? Está com uma cara péssima”

Arsenal para os olhos:

Máscara em gel para os olhos R$ 14,88

Hidra Mag Stick Olhos Vichy Homme: ótimo para bolsas e olheiras causadas por retenção de líquido e congestão dos vasos!  R$ 98,40

Klassis Theraskin R$ 97,90 para as manchas causadas por hiperpigmentação e filtro solar pode até ser usado durante o dia

Reti C olhos Vichy  R$ 113,90 com retinol e vitamina C atacam as rugas fininhas.

Spectraban Labial FPS 15 stiefel R$ 14,70 Porque prevenir é sempre mais barato e eficiente do que tratar!

 olhosbulle

Mais aqui no Bulle

10 maneiras de prevenir e tratar os pés de galinha

Bulle de Beauté Minissérie: Beleza 192 – Capitulo 4 – Menina não chore assim!

Pela luz dos olhos seus: cremes para a região dos olhos.

Alguma coisa funciona contra olheiras?

Read Full Post »

Muita gente pediu, então finalmente estou voltando a falar das rotinas de cuidado com a pele. Vou começar com a pele ORPW (Oleosa, resistente, pigmentada e com tendência à rugas), a mais mais entre as pedidas!. Se você não sabe o seu tipo de pele ou quer ver outras rotinas que eu já fiz clica aqui. A ídéia desses posts não é ser uma consulta médica (primeiro porque ainda não sou médica e segundo, mais importante, porque não existe consulta online) e sim dar uma orientada sobre como cuidar da pele saudável dependendo das características de cada pele, para que ela continue saudável. Se você tem alguma doença de pele, o ideal é que procure um médico que possa te orientar, certo?! Então vamos lá.

A pele ORPW é um tipo de pele comum, mas difícil de orientar por aqui. Isso porque a resistência, mais a oleosidade, fazem com que seja difícil para os produtos vendidos livremente, ou seja, aqueles que não são medicamentos terem efeito. Isso porque a oleosidade aumenta ainda mais a resistência de uma pele já resistente. Dessa maneira, para tratar problemas da pele ORPW em geral são necessários produtos mais fortes. Mas existem sim vários produtos que podem ser usados para prevenir ou evitar que os problemas aumentem, seja acne, manchas ou rugas.

Como a pele é resistente não adianta passar um monte de produtos diferentes de uma vez, porque fica mais difícil ainda deles fazerem efeito e penetrarem na pele. Outra dica importante é a disciplina: se quem tem a pele sensível pode esquecer de passar os cremes e às vezes até para deixar de propósito a pele “descansar”, quem tem a pele resistente deve usar diariamente para melhor a eficácia. Então, pra garantir que a rotina possa ser seguida mesmo pelas mais apressadinhas eu procurei simplificá-la ao máximo pra não ter desculpa, ok?

Manhã:

Produtinhos para rotina matinal da pele ORPW

Produtinhos para rotina matinal da pele ORPW

1. Lavar a pele com um sabonete indicado para a pele oleosa.

Acne Aid Wash – Stiefel R$ 31,30

Cetaphil sabonete líquido – Galderma R$ 47,50

Deep Action Clear & Clear R$ 14,90

Deep clean gel de limpeza profunda Neutrogena R$ 19,80

Effaclar Gel La Roche Posay R$ 69,60

2. Aplicar um despigmentante para o dia (para quem tem mais problema com as manchas) com filtro solar

 Clareador da pele futura biotech R$ 104,40

Clariderm clear serum stiefel FPS 18 R$ 46,80

Klassis terraskin R$ 97,90

Melani D La Roche Posay R$ 139,90

3. Aplicar um produto antioxidante para o dia com filtro solar.

Anti sinais diurno linea pelle R$ 116,20

Endocare Day FPS 30 R$ 133,70

Health skin anti rugas FPS 15 Neutrogena R$ 48,40

Liftactiv pro Vichy FPS 15 R$ 139,90

Melora C FPS 15 R$ 151,40

Noite

Rotina sem medicamentos para quem tem a pele ORPW.

Rotina sem medicamentos para quem tem a pele ORPW.

Para  noite, vale a pena para quem tem a pele ORPW substituir o sabonete por um esfoliante leve. Assim, você pode lavar  rosto normalmente no banho com um sabonete neutro, ou o mesmo sabonete da manhã e antes de fazer a rotinha de cuidados da noite fazer uma esfoliação leve no rosto. Sempre lembrando que não é para machucar o rosto, é pra pegar leve e esfoliar com calma tá ;-)? Quem precisar de mais dicas para esfoliar a pele entra aqui que eu já expliquei tudinho.

1. Esfoliantes para noite

Epidac Gel Esfoliante Mantecorp R$ 39,90

Ionax Scrub Galderma R$ 50,30

Deep Action sabonete liquido micro esfoliante Clean & Clear R$ 14,20

2. Despigmentantes para noite ou creme de cuidados contra acne para noite (vai depender de qual o seu problema maior). Em geral os produtos que mais funcionam para a pele resistente são mesmo os medicamentos, seja a base de ácido retinóico para acne e rugas ou à base de hidroquinona para manchas. Para usar esses produtos, que tem indicações, contra-indicações e efeitos colaterais é sempre importante consultar um médico. Indicar produtos que não sejam medicamentos para tratar a pele resistente na minha opinião não vale a pena, então se você tem problemas com acne ou manchas e tem a pele resistente é imprescindível consultar um médico, caso contrário a chance de jogar dinheiro fora é bem grande.

3. Antioxidantes ou produtos antienvelhecimento para noite.

Os produtos a base de ácido retinóico são interessantes como opção antirugas para quem tem a pele resistente (já que o produto teria menos efeitos colaterais nesse tipo de pele). Mas para quem tem tendência a formação de vasinhos (o que não costuma ser muito comum na pele resistente, mas pode ocorrer) ele não é indicado. Existem algumas outras opção de cremes antienvelhecimento para a pele ORPW. Eles são mais indicados, porém, porém quem não tem a pele tão oleosa e a questão rugas preocupa mais do que a questão acne. Então pense nesses produtos especialmente se você já tiver mais de 40.

Active C La Roche Posay R$ 126,34

Codex noite galena R$ 166,80

Eluage gel concentre Avene R$ 141,90

Health skin anti rugas noturno Neutrogena R$ 48,30

IDB Clear Face Ada Tina R$ 144,30

Isolift Soin Visage Uriage R$ 115,50

Isotopic Melora Derme R$ 108,80

Como é difícil penetrar a pele resistente uma opção é usar tratamentos via oral, para melhorar a aparência da pele por dentro. As chamadas pilulas da beleza, ainda tem poucos estudos e comprovação científica, mas são uma opção na tentantiva de retardar o envelhecimento. Então para esse tipo de pele (resistente e com tendência à rugas) eu acho que vale a pena investir num suplemento como o inneov fermeté R$129,90.

Sempre é bom lembrar que esses posts são uma orientação geral. Não substitui de maneira nenhuma uma consulta médica e só vale para a pele saudável.

Beijos

Renata

Read Full Post »

Older Posts »