Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Gravidez’ Category

Acne na gravidez: Como cuidar?

A gravidez é um momento muito especial da mulher, eu adorava estar grávida tanto é que repeti a dose três vezes! Mesmo a menos vaidosa das mulheres acaba se preocupando um pouco com os prejuízos estéticos que a gravidez pode trazer. E a gente até se prepara para enfrentar o ganho de peso, alguma flacidez no abdome, etc.
Mas algumas surpresas da gravidez acabam tirando o bom humor da grávida e entre elas está o aparecimento (ou a volta das “marditas” espinhas).
Assim como na adolescência, na gravidez os hormônios ficam meio malucos e essa tempestade hormonal pode trazer problemas na pele. Na verdade apesar de ser relativamente comum um aumento da oleosidade e surgimento de acne na gravidez, em algumas pessoas sortudas pode acontecer o contrário e a pele até melhora. É difícil prever pra que lado a balança hormonal vai pender durante essa fase da vida. Nem o que aconteceu na gravidez passada é garantia. Por exemplo, se você teve espinhas na primeira gravidez não significa que a sua pele vai piorar de novo numa segunda gestação. Pode, ou não, acontecer de novo.
Mas e ai, como cuidar, já que vários tratamentos para acne não são recomendados na gravidez?
O que pode?
1. Limpeza. Faça uma rotina de limpeza com sabonetes anti-acne. Os que contém enxofre na fórmula são uma boa opção (se você não está super sensível à aromas desagradáveis…).
2. Peróxido de Benzoila. É um medicamento de ação bactericida que pode ser usado na gravidez. Ele ajuda a secar as espinhas e diminuir a inflamação. Por ser um medicamento é importante que você consulte um médico para ver se ele está realmente indicado para a sua pele. Em geral são cremes para serem usados de noite (cuidado que mancham o lençol!) em cima da pele mais afetada.
3. Antibióticos tópicos. Se apenas a limpeza e o peróxido de benzolia não estiverem resolvendo uma opção é o uso de antibióticos tópicos como a Eritromicina. Novamente é um medicamento então se não devemos usar nada por conta nunca, muito menos na gestação. Portanto também consulte o seu médico para ver se esse medicamento seria útil no seu caso.
4. Ácido azeláico. O ácido azelaíco pode ser interessante em quem tem a pele vermelha com tendência à Rosácea e também vermelhidão causada pela acne. Também pode ser usado por grávidas desde que recomendado por médico.
O que não pode?
1. Roacutan. A isotretinoína oral é totalmente contra indicada na gravidez, na lactação e para mulheres que estejam pensando em engravidar. Na verdade pelo risco elevado de trazer mal formações graves ao feto é imprescindível que a mulher que esteja usando esse medicamento use dois métodos anticoncepcionais simultâneos (por exemplo, camisinha e pílula).
2. Ácido retinóico tópico. Não está comprovado que a quantidade absorvida na pele pelo ácido retinóico possa trazer problemas ao feto. Mas por via das dúvidas é melhor evitá-lo durante a gestação. Ninguém quer correr riscos nesse período não é mesmo? O mesmo vale para os ácidos da mesma família como adapaleno e tazaroteno (esse último formalmente contraindicado).
3. Ácido salicílico. Assim como o ácido retinóico não está provado que o ácido salicílico pode ser absorvido em quantidade significativa na pele a ponto de trazer problemas. E eles é um dos ingredientes ativos mais usados nos cosméticos e dermocosméticos anti-acne. Pessoalmente eu acho melhor evitarm até porque existem alternativas tão eficientes e que são mais seguras. Mas não é um consenso, portanto vale a pena falar com seu médico caso você use algum produto que contenha ácido salicílico na fórmula.
4. Antibióticos orais do grupo das tetraciclinas, como minociclina. Pode causar alterações no desenvolvimento dentário do feto e por isso é contraindicada na gestação.
O que mais pode ser feito?
1. Evite maquiagens e cosméticos que contenham óleo na fórmula.
2.Evite cutucar ou espremer as espinhas.
3. Use filtro solar todos os dias oil free (evitando também os melasmas, outro problema de pele comum na gravidez).
4. Evite ficar com o rosto apoiado sobre as mãos e mantenha as mãos o mais limpas possíveis para não levar sujeira no rosto.
5. Tenha uma alimentação saudável, evitando principalmente o excesso de doces, que além de engordar também estimulam a produção de óleoa pelas glândulas sebáceas.
6. Paciência, Paciência, Paciência. Gravidez é transitória. Os probleminhas que ela trás também…curta esse momento único e não se preocupe com pequenas coisas. No final tudo se resolve.
Beijo grande,
Renata

Read Full Post »

Até a década de 80, mais ou menos, predominava no Brasil o modelo de beleza importado da França, ou seja, o bonito era ter mamas pequenas e firmes. Parênteses aqui para explicar que o nome correto é mama (seios, anatomicamente falado, é o vale, ou seja, o espaço entre as mamas). Até essa época a preferência nacional total e absoluta era pelo bumbum grande e empinado. Esse modelo de beleza (mama pequena, bumbum arrebitado e quadril grande) era compatível com a tendência genética do corpo da mulher brasileira, então a maioria estava feliz.De uns tempos para cá, a globalização atingiu os padrões estéticos e o modelo de beleza americana de mamas fartas (estilo Pamela Anderson em Bay Watch) passou a prevalecer e o que antes era considerado defeito virou desejo. Comigo aconteceu algo curioso: na minha adolescência eu era uma pessoa que tinha uma das maiores mamas entre as amigas, ocorre que todo mundo (gente, todo mundo mesmo!) que tinha mama menor do que eu colocou silicone, e hoje eu devo ser considerada tamanho PP.

Pamela Anderson em Baywacth foi uma das responsáveis pela mudança do padrão estético no Brasil.

Pamela Anderson em Baywacth foi uma das responsáveis pela mudança do padrão estético no Brasil.

Meu professor de cirurgia plástica falou algo com o que eu concordo: todo mundo tem ao mesmo tempo medo e desejo de realizar alguma cirurgia plástica. Se aparecesse uma fada madrinha com uma varinha e perguntasse o que você gostaria de mudar no seu corpo com um toque de mágica provavelmente nem mesmo Gisele Bündchen perderia a oportunidade. Todo mundo mudaria alguma coisa!

A cirurgia de aumento de mamas com próteses é uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo e no Brasil também. O Brasil é considerado um centro de referência em cirurgia plástica, se tem alguma área da medicina em que teríamos chance de medalha de ouro essa seria a principal aposta. Muitas pessoas vêm de outros países realizar a cirurgia plástica no Brasil e muitos médicos estrangeiros são treinados aqui também. Então existem muitos excelentes cirurgiões plásticos no Brasil, portanto se decidir pela cirurgia procure um profissional experiente e qualificado que seja especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Nesse link você poderá ver quais os profissionais são habilitados e mais um monte de informações sobre diversos tipos de cirurgias plásticas. É bem interessante.

As informações que eu vou passar aqui são genéricas e claro, é necessário que ao decidir pela cirurgia de aumento de mamas que você faça uma consulta prévia e detalhada com o cirurgião plástico.

1. Para quem é indicada a cirurgia? Para quem tem a mama muito pequena ou para pacientes que gostariam de ter uma mama maior de acordo com os padrões estéticos (nesse caso vale sempre a pena lembrar que a moda pode mudar…). Nos casos em que há flacidez associada faz-se um levantamento das mamas (mastopexia) no mesmo ato cirúrgico levando uma maior firmeza ao aumento.

2. Quais são os tipos de próteses? No Brasil a mais usada é a próteses de silicone texturizada, mas

O ideal de peitos que cabem perfeitamente em uma taça de champagne faz parte do passado. Hoje em dia tem gente querendo tomar no balde...

O ideal de peitos que cabem perfeitamente em uma taça de champagne faz parte do passado. Hoje em dia tem gente querendo tomar no balde...

existe também a próteses com solução salina e a lisa. A vantagem da texturizada é que os estudos indicam que com ela o risco de contratura (uma das complicações da cirurgia) é diminuído. O formato pode ser redondo ou anatômico (gota), para cada paciente um tipo diferente pode ser indicado para se obter melhores resultados.

3. A cirurgia deixa cicatriz? Qualquer cirurgia deixa cicatriz. No caso da cirurgia de aumento de mama a cicatriz pode ser bem escondida na linha abaixo das mamas, em volta da auréola ou nas axilas. Dependendo do tipo de prótese e do local onde será colocada a prótese, o cirurgião opta pelo acesso e conseqüentemente pela localização da cicatriz. Algumas pessoas podem desenvolver quelóides e cicatriz hipertrófica após a cirurgia. Apesar de ser mais comum em pessoas de pele mais esura, as mais clarinhas não estão isentas desse risco. O histórico de cicatrização da paciente pode ajudar, mas de fato essa possibilidade é imprevisível antes da cirurgia. A estética pode ser melhorado depois de um tempo, mas quem tem o problema dificilmente atingirá uma cicatrização perfeita.

4. Onde a próteses é colocada? A região da mama (de fora para dentro) é composta resumidamente por pele, tecido glandular, músculo e ossos da costela. Existem dois locais em que o cirurgião faz uma bolsa para colocar a próteses: ou entre a glândula e o músculo ou entre o músculo e a costela. O que irá definir o local é o tamanho anterior da mama da paciente, o tamanho desejado final, a quantidade de esportes que a paciente pratica, entre outros fatores. O cirurgião sempre deverá indicar o local onde o aspecto fique mais natural e ao mesmo tempo minimize os riscos para a paciente.

5. Quanto tempo leva para atingir o resultado final? É claro que a mama já aumenta logo depois da cirurgia, mas durante o primeiro mês ainda há muito inchaço, hematoma, e a próteses está de acomodando. O resultado definitivo costuma ser atingido mesmo só após 6 meses.

6 .Existe risco da próteses estourar? O risco hoje é muito pequeno e só ocorre se houver um impacto

Sem dúvida as mamas são uma parte fundamental na sensualidade e beleza feminina.

Sem dúvida as mamas são uma parte fundamental na sensualidade e beleza feminina.

muito forte, como um acidente automobilístico, por exemplo. Nesse caso a próteses pode até ajudar a proteger o pulmão. Nesse caso a próteses deve ser trocada em geral pela mesma cicatriz que foi feita a sua colocação.

7. Quanto dura a cirurgia, qual o tempo de internação,quando são retirados os pontos e o tipo de anestesia? A cirurgia dura em média entre 1 hora e meia e duas horas. O tempo de internação varia, mas em geral é curto não ultrapassando 24 horas para os casos mais comuns. A anestesia normalmente é geral, mas pode ser local com sedação para casos selecionados os pontos são retirados em até 10 dias depois da cirurgia.

8. O que ocorre se a mulher quiser engravidar? A prótese prejudica a amamentação? Durante a gravidez as mamas aumentam de tamanho o que pode gerar uma flacidez quando elas retornam ao tamanho anterior, isso pode fazer com que a prótese fique mais caída. A prótese é colocada fora do tecido mamário e por esse motivo não afeta a produção de leite. Próteses muito grandes, porém podem dificultar o posicionamento no bebê no momento da amamentação.

9. O pós-operatório da cirurgia é doloroso? A sensibilidade da mama muda após a cirurgia? Quanto tempo demora para eu voltar as atividades normais? Como qualquer cirurgia a paciente pode sentir dor nos primeiros dias o que pode ser controlado com o uso de analgésicos. A sensibilidade para dor é individual então algumas pessoas podem dizer que sentiram uma dor enorme enquanto outras que não sentiram quase nada. Quando a prótese é colocada atrás do músculo a dor no pós-operatório tende a ser maior. É comum a sensibilidade da mama ficar alterada logo depois da cirurgia, mas a tendência é a sensibilidade ir progressivamente voltando a normalidade em alguns meses. Após a cirurgia recomenda-se evitar esforços com o braço durante 1 mês e o retorno aos exercícios gradativamente após 2 meses da cirurgia.
10. O que é retração da cápsula da mama? Essa é a complicação mais comum da cirurgia de aumento das mamas. Toda vez que um corpo estranho é colocado no organismo a nossa tendência é querer expulsá-lo ou, sendo muito grande, de isolá-lo do resto do corpo. Então todo mundo que coloca prótese acaba formando em volta dela uma cápsula fibrosa, que isola a prótese do corpo. Em cerca de 5% das pacientes esse mecanismo é exagerado, levando a um endurecimento dessa cápsula fibrosa. É impossível saber se isso vai ou não acontecer antes da cirurgia e esse processo não está relacionado com a habilidade do cirurgião, já que trata-se de uma reação individual. Não é uma rejeição (já que o silicone é um material inerte e a sua presença não gera a formação de anticorpos). Dependo da gravidade dessa reação muitas vezes é necessário remover a prótese e o cirurgião e a paciente irão discutir sobre a possibilidade ou não de recolocar uma próteses menor ou usar uma outra técnica.

11. A prótese deve ser trocada? Quando? Normalmente costumava-se dizer que a prótese deveria ser trocada a cada 10 anos. Hoje em dia alguns médicos falam em 20 anos mas na verdade é que não se sabe ainda qual a vida útil das próteses mais recentes (e que ainda não tem nem 10 anos). É possível que a prótese nem precise ser trocada, mas ainda não existe consenso sobre essa questão já que é uma preocupação relativamente recente.

12. Quando vale o show? O custo da cirurgia varia muito conforme o cirurgião mas a média fica entre R$ 6 mil e R$ 8 mil.

E ai se animou? Eu ainda não, mas quem sabe um dia…

Dou o maior apoio pra quem tomar a decisão mas a minha música lema continua sendo essa aí de cima 😉

Mais sobre seios e amamentação aqui no blog em Amamentar embeleza mamães e bebês.

Mais sobre como tratar os prejuízos estéticos causados pela gravidez na nossa série sobre o assunto.

Read Full Post »

Humm, como eles são cheirosos (tanto os creminhos quanto os bebês)! Sem falar que a pele dos bebês que aparecem nas embalagens são um sonho de consumo, afinal o que a Channel significa para a moda, a pele de um bebê significa para a beleza. Eles tem a pele que gastamos tempo e dinheiro para (tentar) conseguir: são macias, brilhantes, firmes e sem sombra de manchas.Mas será que os produtos infantis ajudam a deixar a pele das mamães (ou das irmãs mais velhas…) mais bonita? Alguns valem a pena sim!

Primeiro é importante saber qual é o seu tipo de pele. Quem tem a pele oleosa tem que tomar mais cuidado porque muitos produtos para bebês contêm óleo na sua composição (os bebês tendem a ter a pele mais seca), o que pode piorar a oleosidade da pele. Por outro lado para quem tem a pele sensível eles podem ser muito interessantes já que o que é bem aceito pelos bebês costuma não fazer mal também para as grandinhas.

Eu quero essa pele para mim (nem precisa os olhos...)!

Eu quero essa pele para mim (nem precisa os olhos...)!

A Vanessa do blog Beleza Bacana é fã, por exemplo,do hidratante rosinha da Jonhson e costuma usá-lo para preparar a pele das modelos antes da maquiagem. É uma opção interessante, pode ajudar inclusive a espalhar melhor a maquiagem. O produto não contém óleo, mesmo assim para quem tem a pele muito oleosa um produto com efeito matificante funciona melhor. Quem me contou essa dica da Vanessa foi a minha amiga Jane lá do Mulheres Impossíveis.

Mas mesmo quem não tem a pele seca pode se aproveitar de alguns produtos feitos para bebês.

Um dos que eu mais acho interessante é a Loção anti-mosquito, porque vamos combinar que o cheiro dos repelentes comuns espanta não só os insetos, né? Sem falar que a grande maioria contém álcool na sua formulação o que deixa a pele bastante ressecada (tudo o que a gente não quer especialmente no verão). Vocês podem achar que ela é fraquinha, mas na verdade funciona super bem e é eficiente para deixar os borrachudos e pernilongos bem longe.

Quem está com alguma parte do corpo tão ressecada que chegou a formar rachaduras (mais comuns nos lábios e nos pés) um produto infantil muito útil é o Bepantol. É uma das pomadas mais utilizadas para combater assaduras mas que também funciona bem para esses casos. Outra aplicação interessante do Bepantol é como cicatrizante então você pode usar a pomada em cima daqueles raladinhos ou machucados mais superficiais o que ajuda a cicatrização e impede a formação de manchas.

Johson tem vários produtos cheirosos e gostosos que a gente pode pegar emprestado dos nossos pequeninos!

Johson tem vários produtos cheirosos e gostosos que a gente pode pegar emprestado dos nossos pequeninos!

Outro produto indicado para assaduras mas que pode te ajudar caso você apresente coceira na região genital que pode ser sinal de candidíase (infeccção causada por fungo) é a pomada dermodex tratamento, a base de Nistatina. Nesse caso, lógico, se os sintomas não melhorarem dentro de uma semana é melhor buscar orientação médica para um tratamento mais eficaz.

Um outro produto bem legal que vira e mexe eu roubo das meninas é o spray condicionador para cabelos cacheados. Ele é bem mais leve do que os condicionadores leave-in tradicionais para adultos, tem um cheiro delicioso e é ótimo para domar os cabelos naquelas ocasiões em que eles costumam ficar péssimos tipo em viagens, ou no meu caso debaixo daquelas toquinhas charmosas que a gente tem que usar no centro-cirúrgico.

Lencinhos e pomadinhas com mil e uma utilidades!

Lencinhos e pomadinhas com mil e uma utilidades!

Um outro item infantil que não pode faltar na bolsa são os lencinhos umedecidos. Desde que eu virei mãe praticamente nunca saio  de casa sem eles (com ou sem as meninas!). Eles são ótimos para limpar as mãos e deixá-las cheirosas, servem para refrescar o pescoço num dia mais quente, enfim, tem mil e uma utilidades. A última que eu inventei é deixar um pacote deles no armário de sapatos e uso para tirar a poeira dos calçados antes de guardá-los.

Por fim para continuar fashion mesmo depois de se machucar eu recomendo um daqueles band-aids com desenhos que são muuuuito mais legais do que aqueles sem-graça transparentes, né mesmo? A Johson sabe disso e lançou os Band-aids by Alexandre Herchcovitch (rá!). Agora se você tem filhos, melhor deixar eles bem escondidinhos, para as crianças não roubarem o seu brinquedinho 😉

Dá até vontade de ter um dodoizinho...

Dá até vontade de ter um dodoizinho...

E você tem alguma dica irresistível de produtos feito para nossos pequenos?

Acabou de ter bebê? Confira aqui nossa série de posts sobre como resolver os prejuízos estéticos causados pela gestação. 

Bepantol R$ 8,49

Loção anti-mosquito Johnson&Johnson R$ 12, 40

Loção hidratante Johnson&Johson R$ 7,90

Condicionador para cabelos cacheados em Spray Johnson&Johson R$ 9,90

Pomada dermodex R$ 24,91 (referência) R$ 21,01 (genérico)

Toalinhas umedecidas pampers R$ 9,90 (50 unidades)

Band-aid by Alexandre Herchcovitch R$ 4,99 (20 unidades)

Read Full Post »

Não tem muito jeito, mais cedo ou mais tarde, em geral após os 25 anos, começam a aparecer na pele algumas manchas escurecidas, elas podem aparecer depois de uma cicatriz de espinha, de uma picada de inseto ou mesmo “do nada”.

As manchas na pele costumam aparecer após os 25 anos e são umas das principais queixas nos consutórios de dermatologia.

As manchas na pele costumam aparecer após os 25 anos e são umas das principais queixas nos consutórios de dermatologia.

De fato, até essa idade a pele costuma ter a coloração mais uniforme, depois disso passa a ser mais comum o aparecimento das manchas e aí aquela base mais fraquinha que costumava dar uma cobertura boa para a pele acaba sendo substituída por uma mais intensa. Tal problema costuma ser agravado por exposições intensas ao Sol (não esquece o seu protetor solar diário, hein!) e por alterações hormonais, seja por uso de anticoncepcionais ou pela gravidez. Mulheres com a pele mais escura como africanas, latinas e orientais costumam apresentar mais o problema do que aquelas de pele bem clara.

A hidroquinona é o ingrediente ativo mais prescrito pelos médicos dermatologistas para tratar manchas na pele. Quimicamente é um composto orgânico aromático, semelhante ao benzeno e que fora da medicina tem como maior uso a revelação de filmes fotográficos.

O produto não é o ingrediente cosmético ideal e tem vários problemas: primeiro nem sempre é bem tolerado, a alergia ao componente não é algo incomum entre os usuários, segundo, e mais grave, a hidroquinona tem capacidade de provocar a mutação do DNA in vitro e embora esse risco de desenvolver câncer não seja comprovado em humanos (mesmo em uso bem intenso como ocorre nas pessoas que trabalham diretamente na revelação de filmes) essa possibilidade não está totalmente descartada (veja os dois estudos mais recentes no final do post) e por esse motivo o ingrediente está proibido em alguns países como a França.

A hidroquinona pode causar alergia e a sua relação com câncer ainda não está totalmente esclarecida mas ela ainda é o agente clareador mais prescrito por sua eficiência.

A hidroquinona pode causar alergia e a sua relação com câncer ainda não está totalmente esclarecida mas ela ainda é o agente clareador mais prescrito por sua eficiência.

Mesmo assim, por ser o componente mais eficaz no combate às manchas na pele (um problema muito comum, só perde para acne e micose nas queixas dermatológicas) ele continua sendo o mais prescrito, seja em produtos prontos, seja em manipulados.

A hidroquinona age diretamente nos melanócitos dificultando a reação química de formação da melanina (responsável pela pigmentação da pele) ao mesmo tempo em que degrada as bolsas que guardam a melanina dentro das células, tendo, portanto, ação dupla.

Mesmo sendo o ingrediente mais eficiente, a ação da hidroquinona é lenta e os resultados costumam começar a aparecer após 2 meses de uso diário do produto. Essa eficiência pode ser melhorada com outras estratégias como peelings químicos seriados e uso de laser (veja aqui mais detalhes sobre a prevenção e o tratamento de melasma). Durante o tratamento (e sempre!) é muito importante manter uma proteção intensa contra os raios de Sol, já que a hidroquinona deixa a pele mais fotorreativa fazendo com que a exposição solar com hidroquinona tenda a agravar o problema ao invés de melhorá-lo.

O tratamento com hidroquinona é lento e é necessário proteção solar intensa para não agravar ainda mais o problema.

O tratamento com hidroquinona é lento e é necessário proteção solar intensa para não agravar ainda mais o problema.

Entre os produtos prontos existem 4 produtos comercializados com a hidroquinona (todos contra-indicados para menores de 12 anos e gestantes) como ingrediente clareador. O mais conhecido é o clariderme  que é vendido como cosmético por ter uma concentração mais baixa do ingrediente (e por isso é vendido sem receita médica) de 2%. Os demais produtos (vendidos sob prescrição) Glyquim XM , Solaquim e Tri-luma apresentam concentração de 4%. O Glyquim XM contém ainda ácido glicólico na sua composição e o tri-luma contém ácido retinóico e corticóide (uma formulação clássica chamada fórmula de Kligman que antes era usada apenas manipulada). Em produtos manipulados a concentração pode variar entre 2 a 10%.

Se você sofre com o problema de manchas de pele o mais importante é a prevenção com o uso constante de protetores solares (não importa se sua pele seja morena). É interessante também evitar produtos a base de soja que podem conter fitoestrógenos, que como os hormônios podem agravar o problema. Para tratar o problema é essencial consultar um médico dermatologista já que o tratamento é longo e difícil sendo fundamental uma avaliação precisa da sua pele antes de aplicar produtos que podem não resolver e até piorar o problema. Existem diversos outros agentes clareadores (eu vou falar de um por um com o tempo se não o post iria ficar ainda mais gigante e ninguém iria aguentar ler até o final), por isso é sempre melhor consultar um especialista que irá dizer o que é melhor para você.

Artigos científicos sobre o tema

O mais recente de 2007 de um grupo britânico que avalia o potencial carcinogênico da hidroquinona em humanos.

O estudo clássico de 1999 feito por um grupo americano que avalia os riscos da hidroquinona em pessoas que trabalham diretamente com o produto.

Read Full Post »

Em homenagem à Semana Mundial de Aleitamento Materno e a proposta de blogagem coletiva sobre o assunto escrevi esse post para acabar com um dos maiores mitos relacionados com a beleza.

Futuras mamães vaidosas que querem amamentar podem relaxar: ao contrário do que muita gente imagina, amamentar não causa, nem aumenta, a flacidez nos seios.

Um estudo divulgado em novembro do ano passado concluiu que amamentar não tem efeito sobre a flacidez ou diminuição dos seios. O estudo foi elaborado pelo cirurgião plástico da Universidade do Kentucky, Dr. Brain Rinker. Ele ficou intrigado para ver se tinha sentido o pedido da maioria das mulheres que o procurava para realizar implantes no seio: que ele consertasse os estragos causados pela amamentação. O Dr. Rinker concluiu que não é o fato de amamentar e sim o de engravidar, engordar, fumar e envelhecer que causam os estragos que ele procura consertar.

Amamentar só faz bem para a saúde e beleza da mamãe e do bebê!

Amamentar só faz bem para a saúde e beleza da mamãe e do bebê!

Então porque boa parte das mulheres discorda da ciência e bate o pé de que amamentar derruba sim os seios?

O que ocorre é que as mamas aumentam muito de volume durante a gravidez, já que as glândulas que irão produzir o leite se desenvolvem (independente da vontade da mulher de amamentar ou não). Então a pele tem que esticar para comportar esse aumento, ela pode ficar flácida quando voltar ao normal. Dessa maneira a gravidez tem sim um papel na flacidez dos seios, mas o tempo de amamentação não. Amamentar por 2 anos (como recomenda a Sociedade Brasileira de Pediatria) não vai deixar a mulher com os seios mais flácidos do que aquela que amamenta por um mês.

O que estica muito e depois volta ao normal gera flacidez, como ocorre com a barriga na gravidez ocorre nos seios, o processo é parecido. Não amamentamos pela barriga e mesmo assim elas ficam flácidas e cada vez mais, após cada gravidez. Aliás o estudo concluiu que o número de gestações tem sim efeito na flacidez dos seios.

Tem mulheres que relatam por exemplo que amamentavam mais em um seio do que no outro e esse “caiu mais”. Porque isso acontece então? Porque no seio que produziu mais leite foi melhor preparado pelo corpo para a amamentação, suas glândulas mamárias se desenvolveram mais e é por isso, e não porque o bebê sugou mais ali, que esse seio tende a cair mais do que o vizinho. O importante é isso, essa preparação para a amamentação que ocorre durante a gravidez, e que é fisiológica e incontrolável, que altera os seios e não a amamentação em si.

Outros fatores que comprovadamente influem na flacidez dos seios são idade, genética, tamanho das mamas, fumo e falta de exercício físico.

Além de não derrubar os seios amamentar tem um fator positivo na beleza da mulher: ajuda a recuperar o peso conquistado durante a gestação. O estudo abaixo sobre benefícios da amamentação para a saúde da mulher esclarece que amamentar exclusivamente o bebê nos primeiros 6 meses de vida faz com que a mulher perca uma média de 500g por semana. O estudo mostra ainda que além de ajudar na recuperação do peso, a mulher que amamenta tem menos risco de desenvolver câncer de mama e de ovário mais tarde e menor risco de sofrer fraturas no quadril por osteoporose quando chegar na menopausa.
Matéria publicada pela BBC sobre o estudo
Estudo que comprova que não há relação entre amamentação e flacidez dos seios
Benefícios da amamentação para a saúde da mulher
Dicas da dermatologista Denise Steiner para evitar a flacidez

Eu amamentando a minha caçula mais linda do mundo!

Eu amamentando a minha caçula mais linda do mundo!

Read Full Post »

Seguindo nossa série de posts sobre como resolver os problemas estéticos causados pela gravidez hoje vou falar de outro problema bastante comum, que não é exclusivo da gravidez (estima-se que cerca de 50% das mulheres adultas tenham a doença em algum grau), mas que muitas vezes é agravado na gestação: as varizes.

As varizes têm uma história antiga na medicina. Foram encontradas esculturas gregas de pernas com varizes bem marcadas feitas há mais de 2.000 anos. Isso porque as varizes são uma doença visível e como os antigos tinham poucas técnicas de diagnóstico, os problemas aparentes eram aqueles mais estudados. É por esse mesmo motivo, a visibilidade, agora por razões estéticas, que as varizes continuam em evidência na medicina.

O diagrama mostra o que ocorre nas veias para formar as varizes

O diagrama mostra o que ocorre nas veias para formar as varizes

Porque as varizes ocorrem?
É uma questão de física. O sangue é bombeado do coração para as artérias e precisa voltar para o coração para fechar a circulação. O sangue que está nos pés tem, então, que vencer a força da gravidade e voltar para o coração, lá em cima, e faz esse caminho através das veias. As veias possuem válvulas, que evitam que o sangue que está subindo, volte. Quando essas válvulas ficam doentes, ou quando as veias se dilatam muito aparecem as varizes, que nada mais são do que veias doentes dilatadas.

O que causa varizes?
Não se sabe exatamente o que leva à doença das veias causando as varizes, mas existem alguns fatores que aumentam a predisposição ao problema: é mais comum nas mulheres, tem fator hereditário envolvido, e mudanças hormonais (como menstruação e gravidez) favorecem o seu aparecimento.

Porque as varizes são mais comuns durante a gestação?
Por dois motivos principais: primeiro porque as alterações hormonais na gravidez favorecem o aparecimento das varizes. Segundo porque com o aumento do útero as veias abdominais são pressionadas, assim o caminho do sangue nas veias para cima fica mais difícil, facilitando a dilatação das veias das pernas. Normalmente, com a redução do útero as varizes tendem a sumir cerca de 3 meses após o parto, se isso não acontecer é necessário procurar um médico.

É possível prevenir o aparecimento de varizes?
Algumas medidas podem ajudar a minimizar o problema, mas quem tendência a desenvolver varizes continuará podendo ter o problema mesmo tomando as medidas preventivas. As meias elásticas de compressão (as famosas Kendall ) ajudam a manter o fluxo de sangue para cima. Mas não basta ir colocando as meias de qualquer jeito. É necessário, ao acordar, manter o bumbum próximo à parede e as pernas lá em cima por no mínimo 10 minutos e daí colocar a meia antes de sair da cama. Usar as meias de forma errada podem até piorar o problema. Além das meias é importante, sempre que possível, evitar o calor (que causa dilatação das veias), fazer exercícios físicos (para melhorar a musculatura que ajuda a levar o sangue para cima), ficar muito tempo parado sentado ou de pé (já que fica mais difícil mandar o sangue para cima contra gravidade e sem a ajuda dos músculos – que ajudam na pressão quando caminhamos) e, claro, ficar com as pernas elevadas.

Vídeo mostrando exercícios que podem ser feitos durante a gestação (ou em qualquer momento) para prevenir varizes.

Como é o tratamento?
O Brasil é referência mundial no estudo das veias e tratamento de varizes. Existem diversas técnicas que podem ser indicadas conforme cada caso.

– Escleroterapia ou crioescleroterapia: Ambas são as chamadas “aplicações” um líquido (de temperatura bem baixa no caso da crioescleroterapia) é injetado nos vasos doentes através de uma agulha e “seca” os vasinhos. É indicado apenas para as veias menores. Cada sessão dura cerca de 20 minutos e pode ser realizada em consultório com volta imediata as atividades normais. Apesar de varizes ser uma doença (já que podem haver complicações que podem até levar à morte) e não um problema estético esse procedimento não é coberto pela maioria dos planos de saúde. A crioescleroterapia é uma técnica mais recente que tem apresentado melhores resultados como menor número de sessões, menos dor, e menor número de complicações.

Varizes são uma preocupação da medicina desde o gregos antigos.

Varizes são uma preocupação da medicina desde o gregos antigos.

– Laser: A luz do laser é aplicada na pele nos locais onde se quer tratar,ela atravessa a pele sem lesão. A hemoglobina no sangue capta a luz do laser e com isso aumenta a temperatura do vaso queimando-o. Esse procedimento parece que tem tido melhores resultados em pequenos vasos no rosto e no colo, onde são mais superficiais. Também é feito em consultório e o preço costuma ser bem mais alto do que as técnicas anteriores.

– Microcirurgia: É feita em Day-Hospital (não é necessário internação) ou em clínica equipada. É realizada com anestesia local e mais indicada para as pequenas varizes combinadas (em forma de cacho de uva).

– Cirurgia: Pode ser feita com alta no mesmo dia ou com internação no hospital (dependendo da gravidade do caso), com cirurgia peridural. Normalmente é necessário um período de repouso mais prolongado entre 7 e 30 dias. Nesse procedimento em geral são retiradas as veias safenas doentes e as veias que saem dela que também estejam comprometidas. Os pequenos vasinhos costumam ser tratados depois, com escleroterapia. Como as safenas são veias usadas como substitutas de veias do coração (no caso de doença nas coronárias) o cirurgião vascular só retira as que estiverem realmente doentes.

– Cirurgia à laser: É uma técnica recente ainda com poucos estudos a respeito. Ao invés de retirar as veias de grande calibre como a safena, elas são desligadas do corpo e tratadas por uma microfibra ótica, que transmite o laser. A grande vantagem é o pós-operatório que é muito mais simples com menos hematomas e retorno às atividades normais mais cedo (repouso de 4 a 7 dias) e não há necessidade de internação hospitalar. Como todos os tratamentos tem indicações precisas e não pode ser utilizado em todos os casos.

Meias de compressão, caminhadas e pernas para cima ajudam a evitar as varizes.

Meias de compressão, caminhadas e pernas para cima ajudam a evitar as varizes.

Varizes tem cura?
Muita gente acredita que não vale a pena tratar as varizes porque elas sempre voltam. Não é verdade, a veia tratada por qualquer um dos métodos acima não volta mais a ficar doente. O que ocorre é que quem tem predisposição pode desenvolver varizes em outras veias (temos milhares) que devem ser tratadas novamente. Por isso que quem tem predisposição deve sempre seguir as técnicas de prevenção.

O que se fala sobre varizes e que é mito?
Mitos: Exercícios físicos provocam varizes, depilar e cruzar as pernas causam varizes, salto alto provoca varizes, cremes melhoram o problema (alguns cremes flebotônicos, inclusive naturais podem aliviar os sintomas de dor, inchaço e desconforto mas não atuam na casa e não melhoram as varizes em si).

 

 

Mais sobre como tratar os prejuízos estéticos na gravidez no Bulle de Beauté:
Estrias

Melasma

Texto completíssimo sobre o assunto escrito pelo Dr. Miguel Franciscelli Neto, cirurgião vascular com grande experiência no tema.

Texto do uol sobre o assunto

Estudo avaliando a cirurgia com laser no tratamento de varizes
Estudo avaliando todas as técnicas disponíveis no tratamento de varizes

Read Full Post »

Qualquer pessoa que já procurou algum centro de estética sabe que a drenagem linfática faz parte de qualquer pacote de tratamento, independente das queixas das pacientes. Eu costumo desconfiar dos remédios que são indicados para tratar desde dor de dente até unha do pé encravada, então fui atrás de informações sobre esse coringa dos tratamentos de beleza.
A drenagem linfática ajuda a eliminar o excesso de água no organismo sem dor.

A drenagem linfática ajuda a eliminar o excesso de água no organismo sem dor.

Em primeiro lugar é importante saber o que é o sistema linfático. Quem já está cansado de saber, pode pular esse parágrafo, mas como eu não sabia o que queria dizer linfa antes de entrar na faculdade de medicina acho (o sistema não ganhou status de matéria que costuma cair nos vestibulares) que vale a pena explicar. Além de um sistema de vasos sanguíneos o nosso corpo possui um sistema de vasos linfáticos. Como funciona isso? É assim: uma parte do plasma (a parte líquida do sangue) que chega nos capilares (os vasos sangüíneos mais finos) transborda entre as células dos órgãos, músculos e outros tecidos. Esse líquido é chamado líquido intersticial. Junta-se a ele as toxinas liberadas pelas células e se forma a linfa, que vai então ser absorvida nos vasos linfáticos. Da mesma forma que as veias, os vasos linfáticos vão ficando cada vez mais grossos, até desembocarem na veia cava e entrarem no coração, voltando assim à circulação sanguínea. Do coração, o sangue vai para todos os órgãos inclusive os rins, onde é filtrado e formada a urina, que será eliminada. Também viajam pelos vasos linfáticos, além das toxinas, os microorganismos que causam doenças, como vírus e bactérias. Por esse motivo a natureza colocou no sistema linfático uma espécie de blitz: os linfonodos. Nessas blitz ficam concentradas as células de defesa do organismo, que param e combatem os agentes que causam doenças ou mesmo células cancerígenas nocivas ao organismo.

Entendido o que é linfa e sistema linfático é fácil compreender o que pode dar errado: o líquido se acumular causando inchaço. Ele pode se acumular por diversos motivos por exemplo a quantidade de sangue pode aumentar (como ocorre na gravidez) e mais líquido transbordar para os tecidos, ou pode haver uma maior produção de líquido local o que ocorre nos inchaços causados por inflamação.

O que a drenagem linfática faz então? Como o próprio nome diz, ela drena esse líquido que está acumulado entre as células para os vasos linfáticos e deles até o coração. Só isso. E é bastante.

Com isso fica claro que a drenagem linfática (técnica manual criada pelo biólogo dinamarquês Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder em 1936) é indicada para os casos onde há retenção de água no corpo (se não tem líquido sobrando não tem o que drenar).

A drenagem linfática, que faz parte de qualquer pacote de tratamento estética, pode ser um bom coadjuvante no combate à celulite.

A drenagem linfática, que faz parte de qualquer pacote de tratamento estética, pode ser um bom coadjuvante no combate à celulite.

Os artigos científicos que comprovam a sua eficiência falam do uso da técnica em linfedema (que é o inchaço causado pelo excesso de linfa) e em processos inflamatórios pós-cirúrgicos (depois de uma cirurgia é normal acumular líquido nos tecidos lesados, já que o corpo entende a cirurgia como uma agressão e manda os seus soldadinhos de defesa para o local). Também ajuda quando o próprio sistema linfático está comprometido em seu funcionamento. Se a circulação da linfa estiver prejudicada por algum motivo, ela se acumulará, causando o inchaço e impedindo a limpeza adequada do organismo.

Então uma primeira coisa pode ficar bem clara: a massagem drenagem não emagrece. Isso quer dizer que não se perde gordura através da massagem. Mas se as medidas mais cheinhas são causadas por acúmulo de água, aí sim pode haver uma redução das medidas.

Já se o problema for celulite (que é uma inflamação do espaço ao redor das células adiposas que não diz respeito a aumento de gordura, embora esteja muito relacionada à obesidade) a drenagem linfática funciona mais como uma técnica preventiva já que ela evita que esse excesso de água cause uma inflamação no tecido gorduroso, mas ela, sozinha, não acaba com a celulite.

A drenagem linfática é indicada para diminuir a retenção de liquido na gestação, mas é preciso buscar um profissional bem formado especializado em trabalhar com grávidas.

A drenagem linfática é indicada para diminuir a retenção de líquido na gestação, mas é preciso buscar um profissional bem formado especializado em trabalhar com grávidas.

A drenagem linfática costuma ser muito indicada na gestação. Ela é considerada o melhor tratamento estético para grávidas já que a retenção de líquido aumenta muito nessa fase da vida da mulher, isso porque para dar conta do feto o volume sanguíneo da mãe aumenta entre 30% a 50% facilitando que uma parcela maior transborde nos capilares e vire inchaço.

Mas é preciso muito cuidado. A drenagem linfática se aplicada de forma errada durante a gestação pode desencadear contrações uterinas e levar a trabalho de parto prematuro. Por isso é sempre bom consultar a sociedade brasileira de medicina estética (www.sbe.org.br) para buscar um profissional bem capacitado.

Aliás, esse é o principal problema da drenagem linfática: ela pode ser encontrada em qualquer lugar por qualquer preço. Então desconfie dos preços muito baratos e procure (mesmo nos caros) saber como foi formação da pessoa que irá realizar a massagem (lembre-se, a maioria das pessoas nem sabe o que significa linfa…).

Se mal aplicada a drenagem linfática pode causar danos aos vasos linfáticos. Se eles rompem, mais líquido é extravasado e o problema piora, lógico. Esse estudo aqui mostra que a técnica aplicada de forma muito vigorosa pode romper os vasos.

Então a segunda informação importante é essa: drenagem linfática não dói. O profissional faz pressões leves em todo o corpo para drenar esse líquido. Tem gente que acha que por isso não foi bem feita, mas é o contrário. Se você sair com manchas roxas depois de uma sessão de drenagem linfática alguma coisa está errada.

Além de bem aplicada é importante estar alerta para as contra indicações. A primeira são infecções. Lembra que no meio dos vasos linfáticos existem as blitz do sistema de defesa, os linfonodos? Então se uma pessoa está com uma infecção e recebe uma drenagem linfática essa infecção que estava localizada pode se espalhar pelo organismo, piorando o estado geral do paciente. Se a pessoa tem suspeita de tumor, fica óbvio que não vale a pena sair espalhando células cancerígenas pelo corpo, certo?

Mais sobre tratamento contra celulite no blog aqui

Estudos científicos sobre drenagem linfática

Drenagem linfática na pós cirurgia na face
Drenagem linfática pós-mastectomia

Drenagem linfática na revista Boa Forma
Outro site com uma matéria boa sobre o assunto.

Read Full Post »

Older Posts »