Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Celulite’ Category

 

Lipoaspiração é a cirurgia plástica mais realizada no mundo (ganha até dos famosos implantes de silicone). O motivo é simples: levanta a mão quem tem alguma gordurinha sobrando em alguma parte do corpo? Mesmo as mulheres mais magras acabam tendo um pouco de gordura em algum lugar incômodo.

Mesmo as magrinhas costumam ter gordurinhas em lugares indesejados.

Mesmo as magrinhas costumam ter gordurinhas em lugares indesejados.

Não estou falando de obesidade ou de sobrepeso (para isso não adianta fazer nenhum tipo de lipo), mas daquela área de gordura que fica sobrando mesmo depois de dieta e ginástica, aquela que dá vontade de passar a faca, sabe? Pode ser um culote maior, um joelho mais gordo (meu caso), uma barriguinga que sobrou da gravidez e que não sai nem com milhares de abdominais. Enfim, todo mundo entendeu do que eu estou falando né?

A técnica mais moderna para resolver esse problema que incomoda praticamente 100% das mulheres é a laserlipólise, também conhecida como Smartlipo, ou, exageradamente como lipo da hora do almoço. A laserlipólise incorpora uma tecnologia européia, a mais moderna no tratamento da gordura localizada, utilizada com sucesso desde 1997 na Itália, Alemanha e Argentina e Estados Unidos. No Brasil, as primeiras cirurgias do tipo foram realizadas em 2000 , no Rio Grande Sul, pelo cirurgião plástico Alberto Goldman. As indicações são abdome, cintura, coxas, costas, joelhos, culotes, papada e rosto.

Como é realizada?

A luz do laser marca de depois queima as células de gordura

A luz do laser marca de depois queima as células de gordura

Primeiro o paciente recebe a anestesia (que pode ser local ou peridural), e pode combinar com o médico se prefere usar sedativos ou não. Após a anestesia, a equipe médica e o paciente colocam óculos de proteção e é colocada uma cânula de laser bem fina. O objetivo do laser é romper as células de gordura liberar o seu conteúdo oleoso. Essa gordura liberada então é aspirada por uma cânula bem mais fina do que a utilizada na lipoaspiração tradicional.

Quais as vantagens do método?
Além de liberar a gordura o laser coagula os pequenos vasos sanguíneos fazendo com que o paciente sangue menos e que menos manchas roxas sejam formadas após a cirurgia. Uma parte da gordura queimada pelo laser e que não foi aspirada é absorvida pelo próprio organismo e depois eliminada pelos rins.
O procedimento pode ser realizado em hospitais ou em clínicas especializadas. Em geral não é necessário internação e o paciente recebe alta no mesmo dia. Mas ao contrário do que sugere o nome, não dá para fazer a lipo na hora do almoço e depois voltar ao trabalho. A laserlipólise também promete melhorar a flacidez da pele – o laser estimularia a produção de colágeno do local tratado. A cirurgia também atenua as ondulações da pele no caso da celulite, mas não as elimina por completo (é mais uma arma no combate a esse eterno problema femino).

Como é a recuperação?
Como os danos são menores, a recuperação costuma ser bem melhor do que na lipoaspiração tradicional, como menos manchas roxas, menos inchaço. As cicatrizes são bem pequenas, com cerca de 2 milímetros. O retorno às atividades normais costuma se dar em poucos dias, de uma maneira progressiva.

Quais os riscos?
Apesar da evolução das técnicas, não existe cirurgia sem riscos. A laserlipólise é uma cirurgia como outra qualquer, com perigos nada desprezíveis: choque anafilático, infecções, necrose da pele, embolia pulmonar, que pode ser fatal. No caso específico da lipo a laser, podem ocorrer mais alguns problemas. Um deles é o risco de queimadura da pele pelo laser, que deve ser manipulado com muito cuidado. Outro problema é a promessa de redução da flacidez, já que estimular o colágeno pode retrair os tecidos e deixar a cicatriz irregular. O sangramento reduzido por causa do laser é outro ponto questionado já que cauterizar os vasos sanguíneos poderia causar falta de oxigênio e necrosar a pele.
Entre os médicos a técnica é polêmica, enquanto alguns defendem outros continuam acreditando que não há nada melhor do que a lipoaspiração tradicional para gordura localizada. Na verdade, como qualquer cirurgia, a experiência do cirurgião com a técnica conta muita, então quando um procedimento novo é lançado leva algum tempo até que as pessoas que executam atinjam a mesma destreza e os mesmos resultados que atingiam com um método antigo.

 

Para quem é indicada a cirurgia?
A cirurgia é indicada para pessoas saudáveis (ela é contra-indicada para fumantes – para quem sempre se contra-indica procedimentos estéticos eletivos, dados os riscos cirúrgicos aumentados para esses pacientes, pessoas com problemas cardíacos, no fígado ou nos rins) com gordura localizada que cause uma desarmonia no corpo. Não é indicada como método de emagrecimento e funciona melhor com pessoas acostumadas com atividade física (que possuem melhor tonicidade dos músculos) e que estejam no máximo 12 quilo acima do seu peso ideal. Boa elasticidade da pele também traz resultados melhores.

A técnica é aprovada pelo FDA americano e tem respaldo em estudos científicos como os listados abaixo, mas normalmente para se comparar um método cirúrgico a outro (no caso a laserlipólise com a lipoaspiração tradicional, são necessários pelo menos 20 anos de estudos, então ainda não temos todas as repostas sobre vantagens e desvantagens do método).

Ah sim: Uma lipo a laser custa entre 3.000 e 10 000 reais, dependendo da extensão da operação, valor semelhante ao cobrado por uma lipoaspiração tradicional.

Mais sobre celulite no Bulle de beauté aqui

Resumos de artigos científicos que avaliaram a técnica de laserlipólise aqui, aqui e aqui

Matéria na Revista Época (bem completa sobre o assunto)

Matéria na revista Boa Forma

Vídeo demonstrando a técnica (não indicado para as pessoas mais sensíveis)

Read Full Post »

Qualquer pessoa que já procurou algum centro de estética sabe que a drenagem linfática faz parte de qualquer pacote de tratamento, independente das queixas das pacientes. Eu costumo desconfiar dos remédios que são indicados para tratar desde dor de dente até unha do pé encravada, então fui atrás de informações sobre esse coringa dos tratamentos de beleza.
A drenagem linfática ajuda a eliminar o excesso de água no organismo sem dor.

A drenagem linfática ajuda a eliminar o excesso de água no organismo sem dor.

Em primeiro lugar é importante saber o que é o sistema linfático. Quem já está cansado de saber, pode pular esse parágrafo, mas como eu não sabia o que queria dizer linfa antes de entrar na faculdade de medicina acho (o sistema não ganhou status de matéria que costuma cair nos vestibulares) que vale a pena explicar. Além de um sistema de vasos sanguíneos o nosso corpo possui um sistema de vasos linfáticos. Como funciona isso? É assim: uma parte do plasma (a parte líquida do sangue) que chega nos capilares (os vasos sangüíneos mais finos) transborda entre as células dos órgãos, músculos e outros tecidos. Esse líquido é chamado líquido intersticial. Junta-se a ele as toxinas liberadas pelas células e se forma a linfa, que vai então ser absorvida nos vasos linfáticos. Da mesma forma que as veias, os vasos linfáticos vão ficando cada vez mais grossos, até desembocarem na veia cava e entrarem no coração, voltando assim à circulação sanguínea. Do coração, o sangue vai para todos os órgãos inclusive os rins, onde é filtrado e formada a urina, que será eliminada. Também viajam pelos vasos linfáticos, além das toxinas, os microorganismos que causam doenças, como vírus e bactérias. Por esse motivo a natureza colocou no sistema linfático uma espécie de blitz: os linfonodos. Nessas blitz ficam concentradas as células de defesa do organismo, que param e combatem os agentes que causam doenças ou mesmo células cancerígenas nocivas ao organismo.

Entendido o que é linfa e sistema linfático é fácil compreender o que pode dar errado: o líquido se acumular causando inchaço. Ele pode se acumular por diversos motivos por exemplo a quantidade de sangue pode aumentar (como ocorre na gravidez) e mais líquido transbordar para os tecidos, ou pode haver uma maior produção de líquido local o que ocorre nos inchaços causados por inflamação.

O que a drenagem linfática faz então? Como o próprio nome diz, ela drena esse líquido que está acumulado entre as células para os vasos linfáticos e deles até o coração. Só isso. E é bastante.

Com isso fica claro que a drenagem linfática (técnica manual criada pelo biólogo dinamarquês Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder em 1936) é indicada para os casos onde há retenção de água no corpo (se não tem líquido sobrando não tem o que drenar).

A drenagem linfática, que faz parte de qualquer pacote de tratamento estética, pode ser um bom coadjuvante no combate à celulite.

A drenagem linfática, que faz parte de qualquer pacote de tratamento estética, pode ser um bom coadjuvante no combate à celulite.

Os artigos científicos que comprovam a sua eficiência falam do uso da técnica em linfedema (que é o inchaço causado pelo excesso de linfa) e em processos inflamatórios pós-cirúrgicos (depois de uma cirurgia é normal acumular líquido nos tecidos lesados, já que o corpo entende a cirurgia como uma agressão e manda os seus soldadinhos de defesa para o local). Também ajuda quando o próprio sistema linfático está comprometido em seu funcionamento. Se a circulação da linfa estiver prejudicada por algum motivo, ela se acumulará, causando o inchaço e impedindo a limpeza adequada do organismo.

Então uma primeira coisa pode ficar bem clara: a massagem drenagem não emagrece. Isso quer dizer que não se perde gordura através da massagem. Mas se as medidas mais cheinhas são causadas por acúmulo de água, aí sim pode haver uma redução das medidas.

Já se o problema for celulite (que é uma inflamação do espaço ao redor das células adiposas que não diz respeito a aumento de gordura, embora esteja muito relacionada à obesidade) a drenagem linfática funciona mais como uma técnica preventiva já que ela evita que esse excesso de água cause uma inflamação no tecido gorduroso, mas ela, sozinha, não acaba com a celulite.

A drenagem linfática é indicada para diminuir a retenção de liquido na gestação, mas é preciso buscar um profissional bem formado especializado em trabalhar com grávidas.

A drenagem linfática é indicada para diminuir a retenção de líquido na gestação, mas é preciso buscar um profissional bem formado especializado em trabalhar com grávidas.

A drenagem linfática costuma ser muito indicada na gestação. Ela é considerada o melhor tratamento estético para grávidas já que a retenção de líquido aumenta muito nessa fase da vida da mulher, isso porque para dar conta do feto o volume sanguíneo da mãe aumenta entre 30% a 50% facilitando que uma parcela maior transborde nos capilares e vire inchaço.

Mas é preciso muito cuidado. A drenagem linfática se aplicada de forma errada durante a gestação pode desencadear contrações uterinas e levar a trabalho de parto prematuro. Por isso é sempre bom consultar a sociedade brasileira de medicina estética (www.sbe.org.br) para buscar um profissional bem capacitado.

Aliás, esse é o principal problema da drenagem linfática: ela pode ser encontrada em qualquer lugar por qualquer preço. Então desconfie dos preços muito baratos e procure (mesmo nos caros) saber como foi formação da pessoa que irá realizar a massagem (lembre-se, a maioria das pessoas nem sabe o que significa linfa…).

Se mal aplicada a drenagem linfática pode causar danos aos vasos linfáticos. Se eles rompem, mais líquido é extravasado e o problema piora, lógico. Esse estudo aqui mostra que a técnica aplicada de forma muito vigorosa pode romper os vasos.

Então a segunda informação importante é essa: drenagem linfática não dói. O profissional faz pressões leves em todo o corpo para drenar esse líquido. Tem gente que acha que por isso não foi bem feita, mas é o contrário. Se você sair com manchas roxas depois de uma sessão de drenagem linfática alguma coisa está errada.

Além de bem aplicada é importante estar alerta para as contra indicações. A primeira são infecções. Lembra que no meio dos vasos linfáticos existem as blitz do sistema de defesa, os linfonodos? Então se uma pessoa está com uma infecção e recebe uma drenagem linfática essa infecção que estava localizada pode se espalhar pelo organismo, piorando o estado geral do paciente. Se a pessoa tem suspeita de tumor, fica óbvio que não vale a pena sair espalhando células cancerígenas pelo corpo, certo?

Mais sobre tratamento contra celulite no blog aqui

Estudos científicos sobre drenagem linfática

Drenagem linfática na pós cirurgia na face
Drenagem linfática pós-mastectomia

Drenagem linfática na revista Boa Forma
Outro site com uma matéria boa sobre o assunto.

Read Full Post »

As notícias não são muito animadoras. Sai atrás de artigos que avaliassem a eficácia dos tratamentos contra celulite, essa tristeza que atinge cerca de 95% das mulheres (tou pra conhecer alguém que faça parte dos 5% que não têm).
Nem a angel Karolina Kurkova escapa da celulite

Nem a "angel" Karolina Kurkova escapa da celulite

O único tratamento contra a celulite, reconhecido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia é a subcisão (subcision): esta técnica consiste na introdução de uma agulha, com ponta cortante, por baixo do furinho da celulite, para cortar as fibras que repuxam a pele para baixo, desfazendo os nódulos. É necessária a anestesia local. Além de liberar a pele, o hematoma decorrente do trauma leva à formação de tecido colágeno na região, que também ajuda a elevar a pele. Após o tratamento, é necessário o uso de curativo compressivo e de meias elásticas. As manchas roxas somem em cerca de 15 a 30 dias e o resultado é bom. O procedimento só pode ser realizado por médicos habilitados, está indicado nos estágios mais avançados da celulite e não deve ser feito em áreas muito extensas de uma só vez.

As dezenas (centenas?) de cremes que existem no mercado e prometem acabar com a celulite não tem comprovação científica e a maioria dos dermatologistas acreditam mesmo que eles não funcionam (se bem que eu até gosto de passar um creminho e por via das dúvidas estou com vontade de testar o Sculpturare da Lancome)

Se os cremes não funcionam e entrar na faca nem todo mundo quer ou pode, a única solução que eu vejo (até porque os outros tratamentos como mesoterapia, eletrolipoforese, drenagem linfática e endermologia também não tem nada comprovado que realmente têm efeito importante) é investir na prevenção através da alimentação.

Segundo o site dermatologia.net as seguintes dicas são importantes na alimentação contra celulite:

O que você deve evitar

Sal em excesso. Salgadinhos, batatas fritas, castanhas, amendoim e frios (salame, mortadela, presunto, etc.) também são ricos em sal, que aumenta a retenção de líquidos no organismo.
Comer dois alimentos do mesmo grupo. Exemplo: arroz e batata ou frango e carne. As folhas verdes são a exceção, você pode comê-las à vontade.
Queijos amarelos,chocolates, creme de leite, chantilly, manteiga e frituras. São ricos em gordura.
Bebidas alcoólicas, doces e açúcar. São ricos em calorias que serão transformadas em gordura.
Longos períodos sem se alimentar. Fazer dieta não é passar fome nem fazer jejum.
Comer muito no jantar. À noite, seu organismo gasta menos energia, armazenando as calorias sob a forma de gordura.
O que você deve preferir:

Refeições ricas em verduras e legumes crus.
Fazer um maior número de refeições de pequena quantidade.
Comer mais no café da manhã e no almoço e menos no jantar. Durante o dia seu organismo vai consumir mais energia, gastando mais calorias.
Beber bastante água, 2 a 3 litros por dia, melhorando sua diurese.
Pães, massas e cereais integrais: são ricos em fibra e ajudam seu intestino a funcionar melhor.

A revista Boa Forma trouxe em outubro de 2003 uma dieta interessante contra celulite. Tirando o exagero no título – Esta dieta devora a celulite – as dicas são boas e podem ser testadas por quem (todas nós!!) quer pelo menos diminuir o aspecto casca de laranja das coxas.

A mesma revista trouxe em novembro de 2005 uma nova matéria sobre o tema colocando os seguintes alimentos como importantes na estratégia contra a celulite:

10 heróis antifuros
Estes alimentos têm substâncias poderosas boas contra a celulite
Algas: fonte de iodo, equilibra o trabalho da glândula tireóide, evitando flutuações hormonais.

Arroz integral: contém fibras, vitaminas do complexo B e minerais (magnésio e cromo), favorecendo a digestão do açúcar e o funcionamento do intestino.

Aveia: rica em silício, reorganiza as fibras de sustentação da pele e previne a formação dos furinhos.

Azeite de oliva extravirgem: tem ação antiinflamatória, ou seja, combate os edemas acarretados pela celulite. Associado ao azeite de linhaça, se torna mais potente. (só não exagere…)

Castanha-do-pará: carrega selênio, um importante antioxidante contra o envelhecimento das células.(também muito saudável, porém calórico, não dá pra exagerar)

Folhas verde-escuras: fonte de clorofila, melhoram a circulação e desintoxicam o organismo.

Lima-da-pérsia: limpa o sistema linfático e desintoxica o fígado.

Maçã: fonte de pectina, um tipo de fibra que neutraliza as toxinas presentes no organismo.

Missô (pasta de soja fermentada): é riquíssimo em probióticos naturais, que favorecem o intestino, além de ajudar a desintoxicar e desinchar.

Shiitake: de todos os cogumelos, é o que contém mais lentinan, substância que reforça as defesas do organismo e tem o poder de diminuir o processo inflamatório.

Como diz o ditado: comer bem é a melhor vingança (pelo menos contra celulite)!

Read Full Post »