Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\UTC 2009

Nos últimos posts eu falei sobre como reconhecer uma maquiagem “passada” e também sobre a validade média de alguns produtos de beleza. Hoje vou listar algumas dicas que ajudam a aumentar a durabilidade. Algumas pessoas perguntaram nos comentários se essa validade não é muito curta e que não tem coragem de jogar fora um produto que parece normal. Nesses casos, na minha opinião, vale o bom senso. Se o produto mantém as características originais ele deve estar bom, nesse caso suspenda o uso apenas se apresentar algum problema na pele, ou onde o produto for aplicado. Mas, se vocês perceberem alterações em cor, textura, cheiro, etc, aí não tem jeito, melhor mandar pro lixo mesmo, ok?

Vamos então as dicas para ajudar a manter os produtos mais frescos:

1. Lave bem e enxugue as mãos antes de colocá-las em contato direto com os produtos de beleza,

2. Evite se re-contaminar deixando de usar produtos que tiveram contato com infecção. Por exemplo, se você usou uma máscara de olho e logo depois teve conjuntivite é muito provável que a bactéria esteja no tubinho, o mesmo para um gloss que você usou antes de ter herpes labial, melhor jogar no lixo. Batons e lápis de olho ainda podem ser usados se você cortar a ponta do batom ou apontar o lápis, mas simplesmente limpar a superfície não é suficiente.

3. Cheire o rimel e a máscara de olho assim que você comprar. O produto contaminado tem o cheiro bem diferente, mas que você só vai reconhecer se souber como é o cheiro original.

4. Sempre que for aplicar maquiagem numa espinha ou num cravo use um cotonete descartável. Evite usar o pincel ou a esponja que podem ficar contaminados.

5. Se você costuma usar pincéis para se maquiar é sempre bom lavar pelo menos uma vez por mês, com água morna e shampoo neutro, isso aumenta a validade dos pincéis e da maquiagem que você estiver usando.

6. De uma maneira geral quanto mais seco um cosmético maior a sua validade e quanto mais líquido menor. Se você não usa maquiagem diariamente procure investir em produtos em pó, em forma de lápis ou batons que podem ter a sua superfície cortada. Assim, uma sombra em pó dura mais do que uma sombra cremosa, que dura mais do que uma sombra líquida. O mesmo vale para base, corretivo, delineador, blush, etc.

7. O que muitas vezes diferencia o resultado do rímel ou da máscara de olho é mais o pincel usado na aplicação e menos o líquido em si (claro se estivermos falando de produtos de qualidade, não necessariamente de grife). Então se a sua máscara chiquérrima estragar e o dinheiro estiver curto deixe o pincel de molho na água quente e shampoo neutro e lave bem até sair todo o produto, daí é só usar esse pincel para aplicar uma máscara mais em conta. O resultado fica bem próximo do produto premium e melhor usar um produto fresco de uma marca mais barata do que um produto estragado da grife bam bam bam, né?

Read Full Post »

No último post eu falei sobre a validade estimada dos principais produtos de maquiagem, hoje eu vou falar um pouco dos outros cosméticos que usamos em favor da nossa beleza. Vamos lá?

1. Creminhos. Os produtos contra acne, bem como outros cremes considerados medicamentos, mesmo aqueles vendidos livremente nos balcões das farmácias, são regulamentadas pela Anvisa e, portanto levam a data de validade estampada na embalagem. Se você é do tipo que joga a caixa fora, é importante marcar a data de vencimento junto com a validade estimada dos outros produtos de beleza. Nas farmácias vale a mesma regra dos supermercados, em geral os produtos que ficam mais “a mão” em geral estão para vencer mais rápido, então não custa nada dar uma fuçada para ver se não tem outro frasco mais novo. Já os cosméticos e dermocosméticos, em geral, não há data de validade estampada na embalagem então vale a pena seguir as regrinhas a seguir.

– Em geral os cremes depois de aberto duram no máximo 6 meses.

– Se a embalagem é em forma de bomba, ou spray, ou seja, o produto entra menos em contato com o ar e com a pele, a validade pode chegar até 1 ano.

– Alguns ingredientes como a hidroquinona, a vitamina C e o retinol, degradam mais depressa quando ficam expostos à luz, então melhor guardá-los no escurinho do armário ao invés da claridade da pia do banheiro.

– A ácido retinóico e o ácido glicólico podem ficar mais concentrado se o frasco é deixado aberto. Isso porque a água evapora mais fácil do que o princípio ativo. Essa concentração mais forte pode trazer irritação para  a pele, então é bom tomar cuidado e deixar as embalagens (de todos os cremes, não só desses) fechadas.

2. Filtro solar. Os filtros também costumam vir com a validade estampada na embalagem, que em geral é de um ano após a data de fabricação. Apesar disso o frasco depois de aberto costuma durar menos, cerca de 6 meses. Para não diminuir ainda mais a validade dos filtros também é importante mantê-los o mais longe possível da claridade.

3. Shampoos e condicionadores. Em geral esses produtos para cabelo duram cerca de 1 ano. Para manter a qualidade dos produtos mantenha sempre as tampas bem fechadas. Se a tampa fica aberta, água pode entrar dentro desestabilizando a fórmula e diminuindo a validade. Já os produtos para cabelo em forma de spray, devido a proteção da embalagem e ao fato de que nesse tipo de produto não há contado com o meio externo, a validade tende a ser maior e os sprays chegam a durar até 2 anos.

4. Perfumes. Os perfumes em geral são bons investimentos em termos de cosméticos de grife porque tem vida longa. Muitos duram 2 anos ou mais, isso é claro se forem mantidos em lugar fresco, seco e pouco iluminado, caso contrário há chance do produto evaporar e perder as suas características.

É isso queridos. No próximo post algumas dicas básicas para aumentar a validade dos nossos potinhos de felicidade.

Mais em Como saber a validade dos produtos de beleza?

Read Full Post »

Uma das dúvidas bastante frequente (e muito importante!) quando falamos de produtos de beleza é quanto os produtos duram. Para saber se o produto está bom ou não (já que em geral a validade não está marcada na embalagem) a dica é manter em um lugar fácil de consultar, tipo agenda ou celular, uma tabela com o tempo de validade de cada produto conforme vou falar nesse post e a data quando cada um foi comprado. Dá um trabalho e exige organização, mas vale a pena!

É sempre bom, de tempos em tempos, fazer uma bela faxina nos seus produtinhos e jogar fora o que está velho, já que ninguém quer passar produtos velhos e contaminados na pele né?

Outra dica importante é ficar atenta na validade para não ficar super economizando aquela maquiagem mais cara e deixá-la só para os dias de festa porque aí quando a festona chegar o produto pode estar vencido.

Também é sempre bom evitar ficar colocando o dedo dentro dos produtos, uma vez que a nossa pele é sempre contaminada com um monte de bactérias que podem crescer mais dentro dos potinhos dos produtos. Quando colocar o dedo for indispensável pelo menos lave bem as mãos antes.

Deixar sempre os potes tampados e de preferência em lugar fresco e seco é básico. Se é difícil encontrar um lugar fresquinho aqui no nosso país tropical vamos combinar que o vapor do banheiro não ajudo muito né?

Esses cuidados são muito importantes já que produtos velhos não apenas são inefientes como também podem causar irritação, inflamação e piorar problemas de pele, especialmente a acne.

Agora vou falar da durabilidade de alguns produtinhos mais usados:

1. Maquiagem para pele: 6 meses para os produtos líquidos e dois anos para os em pó (que são a melhor opção para quem se maquia pouco). Como reconhecer um produto vencido? Os líquidos velhos, como base líquida costumam acumular óleo na superfície e também ficam mais espessos. Na pele a maquiagem podem deixar a pele com aparência quebradiça.

2. Máscara para olhos ou rimel: 3 meses. A embalagem escura e o ambiente líquido desses produtos são uma espécie de “suíte presidencial” para as bactérias, por isso duram bem pouco. A máscara velha fica seca e não adere bem aos cílios. Para evitar que durem ainda menos evite ficar “bombando” o pincel dentro do tubo. Isso leva ar para dentro do frasco e facilita ainda mais a vida das bactérias que estão lá dentro.

3. Delineador e sombra: Delineador líquido 3 meses, sombras cremosas 6 meses, lápis e sombras em pó 2 anos. O delineador líquido dura pouco pelos mesmos motivos do rimel. O lápis dura mais porque cada vez que você aponta expõe uma superfície nova ao meio ambiente (ajuda manter sempre o apontador limpo e passar um alcool nele antes de usar). As sombras em pó são difíceis de contaminar mas perdem a performance e com o tempo pode ser difícil de pegar o pigmento.

4. Batons e lápis de boca: 2 anos. Os batons velhos em geral ficam secos e não aparentam mais cremosidade. Os podutos de longa duração na boca, costumam ter uma validade mais curta já que eles contem ingredientes que evaporam mais rápido do que os produtos tradicionais.

5. Esmaltes: 2 anos Quando os esmaltes ficam velhos o produto fica opaco e quebradiço. As fórmulas dos esmaltes são especialmente sensíveis à umidade, então pelo menos eles devem ficar fora do banheiro.

Como a hora tarda e minhas férias acabaram preciso ir porque amanhã tenho que madrugar, mas no próximo post vou falar dos creminhos, filtro solar, produtos para o cabelo e perfumes. Não percam!

Fonte de pesquisa: WebMd

Read Full Post »

youtube2

Queridos!

Finalmente consegui gravar um vídeo aqui para o Bulle. Eba!  Já era um projeto meio antigo mas quando vinha a coragem, faltava câmera, quando tinha ambos, não tinha quem filmasse…Mas agora nas minhas férias consegui reunir mais ou menos tudo. Como sou da política de que  o “ótimo é o inimigo do bom”  acredito que se a gente fica esperando estar tudo 100% não faz nada nessa vida.

Então resolvi mandar ver e vocês me desculpem pela total falta de experiência minha com as câmeras  (o máximo que eu tinha gravado na vida tinha sido depoimento em festa de aniversário!).

A idéia do primeiro vídeo é mostrar na prática os jeitos de usar água termal, que sempre gera dúvidas e comentários aqui no blog. Se ainda ficar alguma questão não se acanhem em perguntar, eu respondo as perguntas na medida da minha possibilidade. Peço até ajuda para quem souber a resposta da pergunta do colega pode ficar à vontade pra responder. Podemos criar um fórum nos comments hein…não só eu respondendo e sim todo mundo se ajudando e trocando experiências! Não seria ótimo?

Espero que vocês gostem do vídeo! O som de fundo são as minhas filhas brincando dentro de casa rsrsrs 😉

Ah sim, votem na pesquisa ou vão nos comentários dar sugestões para o próximo vídeo, vamos? Logo, logo a gente pode criar até um canal! Não é muito incrível essa internê?

Voilá  o vídeo (por algum motivo o wordpress não está me deixando anexar mídias, então assim que o chefe deixar teremos ilustração, pesquisa e vídeo linkado direto no post)

(enquete  para votar clicando o chefe ainda não está deixando rsrsrs) Seguem as opções abaixo

1. Como aplicar corretamente o filtro solar (técnica e quantidade)

2. Como lavar corretamente o rosto

3. O jeito (menos pior) de espremer uma espinha

Outras sugestões são bem vindas, já que a minha criatividade para criar videozinho é bem limitada!

Beijos

Renata

youtube2

Read Full Post »

paris5

Viajar é ótimo porque a gente aprende enquanto se diverte a aprende mointo! Nos posts anteriores eu falei de algumas coisas positivas que me chamaram atenção nas mulheres francesas. Não há deslumbre nenhum, apenas aprendizado. A gente incorpora o que é bom (e possível!) e pode aprender também com os erros dos outros né mesmo? Por isso sempre é bom manter a mente crítica, até porque ninguém é perfeito!

Entre os poréns que mais me chamaram atenção na França é quantidade de pessoas, homens e mulheres, especialmente jovens, fumantes. Fumar faz mal não só à saúde como também à beleza. Já falei detalhadamente sobre isso nesse post aqui. Para mim é um paradoxo uma sociedade que dá tanto valor ao sabor dos alimentos, ao aroma do vinho perfeito fumar dessa maneira. Não nego que fumar já teve os seus dias de charme e elegância, mas gente isso era antes de todo munda saber de todos os seus malefícios, né? A vantagem é que (maridex que não me leia) proibiram de fumar lá em todos os locais fechados, incluindo restaurantes, bares e cafés, ufa!

Outra coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de cachorros nas bolsas das senhoras dentro dos restaurantes. Gente, eu gosto muito de cachorro, tenho a minha pequena Manu que dá um trabalho danado, faz xixi onde não deve, etc e tals, e é a nossa mascote querida lá em casa. Mas eu sou da opinião que gente é gente, e cachorro é cachorro e que cachorro deve comer ração ou no máximo uns pedaços de carne. Esse negócio de dar comidinha na boca do cachorro é meio nojento né, não? Sem falar que a quantidade de cocô de cachorro no chão não é compatível com um país tão civilzado.

Essa cena aqui da Carrie em Paris demonstra bem essas duas características francesas. Vale a pena ver só pelas locações e pelo figurino maravilhoso dela (ai que sonho!).

Outro ponto negativo pra mim é o desrespeito quase total às filas na França. Em todos os lugares que vi uma fila maiorizinha em Paris valia a lei do mais esperto. Até as crianças parecem que já tem essa cultura e atropelaram a minha filha que aguardava pacientemente a sua vez em um parque de diversão e ficou com cara de que não entendeu nada do que estava acontecendo porque do alto do seus 7 anos já está acostumada a esperar a sua vez. E como para mim a grosseria é a maior antítese da beleza e da elegância, fica a crítica. Não sei dizer se esse é uma característica comum (os leitores que moram na França podem confirmar ou discordar), mas foi a experiência que eu tive em diversos lugares e que já tinha tido na outra vez que estive por aí.

Mas enfim, como diz o poeta, tudo vale a pena se a alma não é pequena e, é lógico que o saldo da viagem é positivíssimo! Não moraria em Paris, especialmente porque não gosto de “viver como estrangeira” mas passaria um mês por ano lá, fácil fácil 😉

paris5

Read Full Post »

As francesas (assim como as mulheres de todas as partes dos mundo!) tem seus pequenos truques de beleza que ajudam a deixá-las mais bonitas. Alguns truques são velhos conhecidos (mas é sempre bom a gente lembrar né!) outros são novidade. Eu resovi então fazer no blog uma pequenas listinha das coisas que mais me chamaram atenção em termos de beleza.

1. Spray para lavagem do cabelo a seco. Gente é uma maravilha! Eu amo tomar banho mas gosto menos de lavar o cabelo. Aliás lavar nem é o problema, o problema é secar, pentear, ajeitar, efim…vocês sabem. Então tem dias, especialmente no frio, que dá uma vontade de pular a lavagem do cabelo. Mas o problema é que se fico sem lavar meu cabelo muitas vezes fica com uma cara meio de ensebado manjam? Sem falar que marido fuma, hospital não é o lugar mais cheiroso do mundo e eu sinto que meus cabelos sentem. Mas esse spray é tudo de bom, não é a mesma coisa que uma lavagem, lógico, mas consegue deixar as medeixas mais soltinhas e cheirosa e já ganhou lugar de honra no meu kit de emergência de beleza.

2. Patchs em forma de rodelas de pepino. Já falei que sou louca por envelopinhos de beleza né? Quando o patch tem forma (mesmo!) de rodelas de pepino então a coisa fica irresistível. Não faz milagre não, mas só a alegria que dá na alma mais do que pagam os 5,70 Euros que custam o produto.

3. Creme preenchedor de rugas. Um dos produtos mais vendidos para a pele na França parece ser o Tri-Akline. É um creme com efeito cinderela (dura cerca de 4 horas) mas que ao invés de dar a sensação de esticar o rosto, funciona como um preenchimento das rugas. Eu testei nas linhas da minha mão (já que meu rosto estava super maquiado de tanto experimentar produtinhos na Sephora) e o efeito é bem visível. O produto tem previsão de estar esse mês disponível no Brasil (como eu falei hoje em dia as novidades chegam bem rápido) e funciona para diminuir as ruguinhas nas datas especiais.

4. Água. Eu já falei das vantagens da água termal nesse post aqui. Na França existem muuuitas marcas de águas termais, e como lá é barato muita gente anda com a sua na bolsa. Até porque no frio a pele fica seca mesmo, e piora ainda mais em ambientes aquecidos (ou resfriados!) artificialmente. Muita gente tem dúvidas de como usar a água thermal. Em breve vou tentar fazer um videozinho no blog demonstrando (tou pensando faz tempo em colocar uns videos, vamos ver se agora tenho coragem ;-). Mas as francesas não usam só água thermal não. É costume entre as mulheres de lá tomar um copo de água cheio logo ao acordar. Acredita-se que ajuda a acordar o corpo e a filtrar as impurezas que foram se acumulando durante a noite. Pelo sim, pelo não, tomar água é sempre bom né!

5. Desodorante que diminui o crescimento dos pelos. Gente esse eu acabei não comprando porque vi a propaganda numa revista francesa mas esqueci de olhar quando fui na farmácia. Mas é lançamento da Dove na Europa, um desodorante que atua nos folículos pilosos e diminui a velocidade do crescimento dos pêlos nas axilas e ainda promete diminuir a irritação causada pele depilação. Tipo quero já esse lançamento por aqui!

5. Lenços. Não poderia deixar de falar do truque francês mais difundido pelo mundo. É impressionante a quantidade de mulheres (e homens!) usando lenços, cachecóis, pashimas, foulards, enfim itens diversos no pescoço. Os lenços são muitas vezes as únicas coisas (mais ou menos) acessíveis nas lojas de grife-bafo. As meninas da Oficina de Estilo já falaram sobre isso aqui e tem vários videos ensinando maneiras diferentes de amarrar lenços (até no calor!). É aderir e garantir a elegância instatânea.

Novidades quentinhas e outras nem tanto!

Novidades quentinhas e outras nem tanto!

1. Shampoo à seco (shampooing sec dry cleaning) E 5,30

2. Patchs em forma de pepino (patchs yeux relaxants au concombre) E 5,70

3. Creme Preenchedor de Rugas (Tri-Aktiline) E 39,50 (na Sephora) e R$ 99,0 (previsão na Onofre)

4. Água thermal Avene (minha preferida) cerca de E 5,00 por lá e  R$ 45,0 por aqui o spray de 150ml

5. Dove Hair Minimising E 2,50 (alguém indo viajar?)

6. Lenços Hermés (não tem preço!)

Read Full Post »

paris5

Continuando o nosso “especial de férias” aqui do Bulle hoje eu vou falar de uma prática que me pareceu bastante frequente na França, como é não só lá mas em praticamente todo o hemisfério norte desenvolvido, onde o preço dos serviços é altíssimo: trata-se do famoso faça você mesmo.

Eu confesso que eu tenho uma dificuldade enorme de delegar tarefas e  se quer me ver tendo pesadelos é me obrigar a trabalhar em equipe. O meu conceito de trabalho em grupo na faculdade funciona mais ou menos assim: a gente divide o trabalho e depois junta tudo. Tem coisa mais difícil do que sentar em um computador em dupla ou em trio? Aff! Também não gosto de ter outras pessoas (tirando marido, filhas, pai e mãe) mexendo em mim e por fim não assisto novela e não tenho idéia de quem esteja participando do Big Brother. Após esse breve descritivo da minha personalidade vocês devem imaginar como eu gosto de salão de beleza, né? Agora imagina ter que pagar fortunas para passar por isso e ainda receber um serviço meia boca (dizem que as manicures francesas são beeem fraquinhas, apesar de caras). Ninguém merece né? Melhor fazer tudo sozinha.

Assim, as mulheres francesas tem que aprender, desde pequenas a realizar tarefas que muitas das brasileiras estão acostumadas a delegar. Falando de beleza, podemos citar: depilação, unhas e sobrancelhas.

Depilação: Dizem que as Européias são peludas e eu realmente não cheguei nesse nivel de intimidade para conferir como anda a quantidade de pelos das Parisienses (li que a globalização diminuiu o número de macacas mongas que vivem na Europa – se a monga não é do seu tempo clica aqui, se situa, depois volta ! ). Sobre casados de inverno e meias opacas fica difícil dar um veredicto. Mas já estava para dar no blog uma dica que tem funcionado super para mim, as folhas para depilação DepiRol com algas. Eu tenho a sorte de ter poucos pelos (ainda tem acento?), mas odeio como fica a pele depois da lâmina de gilete. Costumo a ir numa depiladora que usa cera quente perto da minha casa, mas a minha vida anda tão corrida e não-planejável que a Sirley (a depiladora) deve ter pensado que eu a abandonei. A solução dos meus problemas foram as folhas prontas. Você aquece na mão, passa no local que quer retirar os pelos e voilá, pele lisinha o mês inteiro. Tirar da perna e virilha é mega-fácil e quebra um super galho. Para depilar a virilha cavada já é necesária alguma prática, a cera meio que gruda e dói meio que muito (rsrsrsrs), mas aí a área é pequena e basta uma passadinha rápida na depiladora ou mesmo um giletão no desespero 😉

Unhas: Eu já tinha lido no blog da It Girl Alê Garattoni sobre o esmalte 1 seconde da Bourjois e lá fui eu atrás deles pelas lojas parisienses. Dá raiva saber que em Paris se paga 5 euros por um produto que aqui sai quase 40 reais (ou até mais dependendo da loja!). Mas o pincel super vale a pena e qualquer descordenada feito eu consegue pintar a unha dignamente. Gente, juro que eu não conseguia passar nem um esmalte Nude na mão direita e com esse esmalte eu passei até o super tendência grafite!! Fiquei me sentindo super prendada! rsrsrsrs. Mas titia Rê, que não nasceu na Île de Sant-Louis e já foi habitué da linha Bandeira-Jardim d`Abril dá um conselho pra quem não dá podendo gastar esse tanto num potinho de esmalte (até porque o produto em si da Bourjois é bom, seca rápido, mas não tem nada de revolucionário). Faz assim: compra um esmalte 1 Seconde de uma cor clarinha. Quando for fazer as unhas você pega o pincel maravilhoso, limpa com um pouquinho de removedor de esmalte e usa o pincel para passar qualquer cor de esmalte risqué. Fica perfeito 😉

Sobrancelha: se fazer as unhas em Paris já é coisa de madame, tirar as sobrancelhas é coisa de milionaire mesmo! Mas assim como as unhas tudo fica fácil com o equipamento adequado. Se for preciso, e possível, quebre o seu cofrinho e invista em uma pinca Teezerman. É cara, por aqui chega a mais de 80 “real”, os modelos mais bonitões. Mas se puder experimente que você vai descobrir que a sua pinça atual não passa de um quebra galho.

É meninas. Pariense não tem faxineira mas tem eletrodomésticos que só faltam falar a preços bem mais baixos do que os nossos. E, como tudo na vida, com o instrumental de primeira e um pouquinho de prática, a gente pode fazer qualquer coisa bem feita nessa vida!

paris5

Read Full Post »

Older Posts »