Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 17 de dezembro de 2008

Várias leitoras aqui do blog já me perguntaram se vale a pena comprar produtos para a pele contendo Idebenona. Esse ingrediente foi vendido há algum tempo atrás como a grande novidada na indústria de cosméticos. Veja matéria na revista Veja em 2006.

A idebenona é um derivado da ubiquinona, também conhecida como coenzima Q10, presente na maioria dos produtos anti-idade da nivea. Já inclusive falamos dela no blog aqui

A idebenona é um ingrediente sintético formulado para ser uma coenzima Q10 mais potente. Os dois ingredientes têm estruturas semelhantes, e atuam com o objetivo de combater os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento da pele. A formam como atuam é um pouco diferente e a idebenona parece ser mais eficiente para tratar de danos causados pelo fluxo lento de sangue, que leva a uma diminuição da oxigenação na pele. Quem fuma está mais sujeito a ter esse tipo de envelhecimento.

As maravilhas da idebenona começaram a ser divulgado a partir desse estudo aqui, que demonstrou que ela era melhor do que outros anti-oxidantes utilizados em dermocosméticos como a kinetina, a própria ubiquinona, o ácido l-ascórbico e o ácido alfa lipólico. Estranhamente não entrou na comparação do artigo o ativo anti-envelhecimento mais potente e mais comprovado cientificamente: o ácido retinóico. Costuma também ser dito que a idebenona tem poder de clarear manchas da pele, como melasmas, mas não existem estudos que comprovem a sua eficência em relação a hidroquinona. Por que será?

Estudos mostram que a idebenona tem um potencial alto de causar dermatte de contato e estudos mais recentes demostraram que ela não é superior à vitamina C para combater os radicais livres.

Isso não significa que não seja um ingrediente interessante. Se você já tentou outros produtos anti-idade para a pele e continua insatisfeita, a idebenona pode ser uma opção. Nesse caso eu experimentaria primeiro um produto a base de coenzima Q10 (beeeem mais barato) e se funcionasse e quisesse uma opção mais potente substituiria por um com ibedenona. Uma opção é comprar esse ingrediente quando for viajar já que fora do Brasil existem muito mais opções com o ingrediente e algumas delas bem acessíveis.

Agora se você está satisfeita com os resultados obtidos com o retinol , com o ácido retinóico (prescrito por médico) ou com a vitamina C, aí não vejo razão para trocar por um produto mais caro e com menos estudos que comprovem tanto a sua eficácia quanto a sua segurança.

Read Full Post »