Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \29\UTC 2008

diana

Na semana passada em um comentário aqui no Blog, o Pedro, que está sempre aqui no Blog veio agradecer pela ajuda que o estado de Santa Catarina está recebendo de São Paulo. No mesmo dia eu recebi também uma mensagem de uma amiga minha que ajuda a cuidar de uma Ong no Rio de Janeiro dizendo que esse ano estava muito complicado já que por causa da crise estava difícil encontrar doadores.

Então decidi escrever esse post para divulgar cinco trabalhos muito importantes que precisam de ajuda e deixar os comments livres para quem quiser divulgar outras instituições sérias. Assim quem quer ajudar e não sabe por onde começar pode escolher.

Falo sem medo nenhum de ser hipócrita que ajudar quem precisa faz tão bem para quem recebe quanto para quem doa e que ser bonita também é ser solidária né!

Vamos aproveitar o espírito natalino que é muito mais do que comprar presente em lojas finas!

diana

 

  • Para quem quiser ajudar a evitar acidentes com crianças (as informações do site são ótimas e devem ser lidas para todos que convivem com crianças) pode ajudar a ong Criança Segura.

 

  • Para quem se motiva a ajudar 40 famílias de soropositivos que vivem no Rio de Janeiro e que são atendidas pelo trabalho seríssimo da Mais Brasil é só clicar aqui!

 

  • Para quem prefere ajudar doando sangue que pode salvar vidas, entra no portal dos volutários do sangue pra pegar todas as dicas. Semana passada, dia 25 foi o dia do doador de sangue, essa pessoa anômina que é fundamental para o atendimento de doentes e traumatizados.

 

  • Já que prefere ajudar empregando o seu tempo e talento para levar alegria à crianças internadas nos hospitais, a instituição Viva e deixe viver faz um trabalho belíssimo!

E você conhece algum projeto bacana que precisa de ajuda?

diana

Read Full Post »

Depois do último texto falando sobre as principais modalidade cirúrgicas e suas indicações, agora vamos falar um pouco da obesidade e do diabetes. Mas por quê? Existe relação entre essas duas doenças tão comuns? E o que elas tem com esse blog que fala de beleza e cuidados com a pele?

Ora, tanto a obesidade quanto o diabetes afetam de forma notável a pele, não é mesmo Renata? Pessoas obesas podem manifestar mais aquelas “adoráveis” cicatrizes na derme, características pelo estiramento excessivo, ou seja, nossas “estrias”, além disso, quem não reclama da “celulite” no bumbum? Já nos pacientes diabéticos, é conhecido que lesões cutâneas como vitiligo, psoríase e eczema, sem contar as infecções de pele são mais comuns nesses doentes.

Acne, pele oleosa, aumento dos pêlos e da sua espessura podem ocorrer na síndrome dos ovários policístico, como disse o Rafael em um dos seus textos. Essas duas doenças tem TUDO a ver com BELEZA e SAÚDE!

Dessa vez vou tentar ser mais tranqüilo nas explicações, apesar do assunto ser tão complexo quanto o anterior. Vejam, a obesidade leva ao aumento do tecido adiposo (mesmo dentro da barriga, a gordura visceral), esse, por sua vez é responsável por provocar um tal de aumento da “resistência periférica à insulina”. O aumento da resistência à insulina nada mais é que a dificuldade dos tecidos responderem à quantidade de insulina que normalmente há na circulação. Então, o pâncreas, quem fabrica a insulina, tem que se esforçar mais para aumentar a produção de insulina, mas aumenta a resistência e mais insulina tem que ser fabricada, até que o órgão entra em falência, sendo necessário receber insulina por injeções.

Bem, se o início do problema está no excesso de tecido adiposo visceral, nada mais lógico que agir sobre ele para que haja melhora do diabetes! Mas isso não é tão fácil, não é mesmo? Perder aquela barriguinha, sem que haja muito esforço, disciplina e força de vontade, torna-se uma missão praticamente impossível, como já dissemos antes.

Mas e aqueles paciente que já tentaram de tudo, são extremamente determinados, disciplinados, fazem dieta e no mínimo 30 minutos de exercícios físico aeróbicos e musculação todos os dias e mesmo assim não perder peso, além disso vêem sua saúde ser consumida pelo diabetes?

Em casos com indicações precisas a cirurgia anti-obesidade pode, em muito beneficiar esses paciente. Mesmo que tenham IMC um pouco menor e não cheguem a ser obesos mórbidos, pessoas com complicações por diabetes podem ser operadas. Muito se tem discutido e estudado sobre uma nova modalidade de cirurgia, a cirurgia metabólica, a qual visaria à cura do diabetes. São cirurgias de caráter experimental, porém, o Brasil ocupa posição de destaque com grupos em São Paulo, Goiânia e Campinas.

Mas não vamos perder o foco, a cirurgia bariátrica é capaz de melhorar muito a evolução do diabetes, podendo até mesmo alcançar a cura. Lembrem-se, como foi dito no texto anterior, que a parte final do intestino delgado (íleo) é responsável por produzir substâncias que estimulam à produção de insulina pelo pâncreas (as incretinas), então, se o alimento chega mais rápido nessa porção do intestino (já que o estômago está menor e é esvaziado mais rapidamente), as incretinas serão produzidas mais rapidamente e poderão agir, aumentando os níveis de insulina.

Ao mesmo tempo, a perda de gordura corpórea provocada pela cirurgia ajuda a reduzir aquela resistência à insulina. Então haverá mais insulina e menos resistência à sua ação? Pois é! E isso é justamente o que o tratamento com medicamentos tenta fazer. Com a cirurgia, conseguiu-se tratar o diabetes.

Menos complicações dermatológicas, cardiológicas, renais, oftalmológicas, etc, beneficiarão o paciente.
Agora fica a pergunta, será que o paciente está preparado psicologicamente para isso tudo? Para as alterações que seu corpo enfrentará? Esse é o assunto do próximo capítulo.

Roger Mathias

Read Full Post »

alimentacao

Como ontem eu dei as dicas de alimentação para quem tem a pele oleosa, conforme o prometido hoje chegou o dia de quem tem a pele seca!

Vários estudos já comprovaram que comer as comidas certas (e evitar as erradas) ajuda a evitar rugas e postergar o envelhecimento da pele. A melhor dieta para a beleza (e também para a saúde) é a dieta mediterrânea rica em peixes, vegetais, frutas e óleo de oliva. O azeite ajuda o organismo a absorver as vitaminas lipossolúveis bem como de outros ingredientes como o licopeno e as isoflavonas.

alimentacao

Para cuidar da pele seca é importante consumir as boas gorduras, já que o consumo das gorduras “ruins” como as saturadas e monoinsaturadas estão relacionadas com uma diminuição da hidratação da pele (além de engordarem e não serem saudáveis).

A ômega 3 é uma gordura boa cuja falta está relacionada com o ressecamento da pele, ela é encontrada em alguns peixes, em sementes de vegetais como linhaça e nos ovos fortificados. Já o omega 6 presente os óleos como de milho, canola e girassol não trás esse benefício e ainda prejudica o coração, então melhor evita-los ao máximo.

Você deve diminuir o consumo de manteiga, leite integral, margarina e doces (leite desnatado, iogurte e quiejos são neutros). A epiderme (a parte mais superficial da pele) é composta em 25% por gorduras insaturadas, tanto elas quanto as monoinsaturadas resistem bem à oxidação, já as poliinsaturadas (como as ômega 6) atuam como agentes oxidantes, ou seja, ajudam no envelhecimento. Portanto sempre que possível troque os óleos comuns pelo azeite de oliva e evite frituras, doces e comidas industrializadas que costumam estar cheias de gorduras “ruins”.

alimentacao

Outra medida importante é aumentar o consumo de alimentos ricos em agentes antioxidantes (as dicas sobres eles já foram dadas no post de ontem sobre pele oleosa).

Assim, de uma maneira geral a dieta para quem tem a pele seca e sensível deve inculir:
– Variedade e quantidade de legumes e verduras,
– Gorduras boas como azeite de oliva, abacate e nozes em geral,
– Alimentos ricos em ingredientes antioxidantes,

As dicas desse post e do anterior foram baseadas no livro que é uma das bíblias do blog A Pele Saudável da Dra Leslie Baumann.

Leia mais aqui no blog sobre pele secas

Mega post para cuidar da pele seca

alimentacao

Read Full Post »

alimentacao

 

Eu já falei aqui no blog sobre diversos alimentos que fazem bem para a nossa beleza, mas dependendo do seu tipo de pele existem dicas extras sobre a alimentação que podem melhorar a sua aparência. Vamos a elas?

Vou começar por quem tem a pele Oleosa e Sensível que são a maioria das pessoas que prguntam aqui no blog, mas já prometo (antes dos protestos!) que o próximo post será sobre pele seca, ok?

Dieta para quem tem a pele oleosa

O principal objetivo é manter uma dieta que controle as erupções e as inflamações. Uma dieta com pouco açúcar ajuda a tratar a acne. O chocolate que já foi considerado o grande vilão da acne foi absolvido por falta de provas e agora voltou em condicional, ou seja, chocolate meio amargo com alto teor de cacau está livre, mas aqueles super doces prejudicam a acne não pela gordura e sim pelo açúcar. Isso porque muita glicose no sangue leva à liberação da insulina que estimula a produção de hormônios que estão relacionados com o estímulo à produção de óleo na pele. A obesidade em si já aumenta o risco da acne (como já falamos na síndrome dos ovários policísticos) então diminuir açúcar e alimentos com farinha branca ajuda na acne nessas duas frentes. Sem falar que controlar o peso o que é sempre bom.

Alimentos ricos em vitamina A ajudam a controlar a acne (não se esqueçam que o Roacutan e o ácido retinóico são derivados dessa vitamina. Alimentos ricos em vitamina A são poucos entre eles óleo de fígado de bacalhau (eca!) e mariscos (humm). Mas existem uma série de alimentos que são fortificados com essa vitamina. Zinco também ajuda a combater a acne mas como a principal fonte são as ostras (que eu adoro!) e não são fáceis de serem consumidas uma opção é usar suplementos que contenham o mineral.

alimentacao

Tem também os alimentos ricos em beta-caroteno que tem atuação próxima a da vitamina A como batata doce, manga (aproveitem que está chegando a época!!), gema de ovo, entre outros.

O mineral iodo pode piorar a acne porque está relacionado com o aumento dos poros. Se esse é sua principal preocupação evite consumir grandes quantidades de sal iodado e frutos do mar. O sal marinho é uma boa opção e não é iodado.

Quem tem manchas como a principal preocupação deve evitar cerveja (ainda bem que eu não tenho rsrsrs) já que o lúpulo age de maneira similar ao estrogênio. Lúpulo também pode agravar a acne.

A vermelhidão da Rosácea pode piorar com bebidas alcoólicas especialmente vinho tinto. Comidas muito apimentadas também dilatam os vasos sanguíneos e podem piorar o quadro de rosácea, assim como nitratos presentes em embutidos e enlatados.

alimentacao

Alimentos como ovos, peixes e saladas ajudam a diminuir a inflamação. O ômega 3 (encontrado em alguns peixes e ovos enriquecidos) pode ter também um efeito antiinflamatório.

Frutas como a romã e as vermelhas de todos os tipos contém antioxidantes que evitam o envelhecimento e protegem a pele. A luteína das verduras escuras, ovos e laranjas e o licopeno do tomate também são considerados protetores contra câncer de pele. Chá verde também é excelente tanto para tomar quanto em produtos para usar na pele, a casca da maçã e o manjericão também tem efeito no combate ao envelhecimento.

Leia mais sobre alimentos que deixam a gente mais bonita e saudável:

Molho da Nona é uma beleza!
Um brinde à beleza porque hoje é sexta-feira!
Eu só quero chocolate
Mel embeleza desde a época de Cleópatra
Chá verde para ficar mais bonita
Beleza que vem da mesa

alimentacao

Read Full Post »

Um dos comentários que vivem aparecendo aqui no blog é o seguinte: “eu gostaria tanto de resolver o meu problema de oleosidade na pele pois quero tanto usar os cremes para a minha idade e não posso”. Mas será que existem cremes específicos para determinadas idades?

Na verdade essa classificação da pele de acordo com a idade não existe na medicina, ela foi criada pela indústria de cosméticos para segmentar o mercado e vender mais. Muita gente achapode não achar que precisa de um hidratante, mas se está na faixa dos 30 se convence que tem necessidade de um creme para quem tem 30, o mesmo ocorre para quem tem 40, 50 anos e assim por diante.

Esses cremes para cada idade foram desenvolvidos para atuar nos tipo de pele que são mais freqüentes nessas idades. Então conforme a pessoa envelhece a tendência é que a pele fique mais seca, os cremes vão aumentando a função de hidratação conforme aumenta a idade para a qual são indicados. Mas se a pessoa tem 50 anos e uma pele oleosa ela não vai se beneficiar dos produtos para pele ressecada, lógico.

Quando falamos em cremes antiidade podemos dividí-los em 2 tipos: os que atuam na prevenção e os que atuam no tratamento do envelhecimento da pele.

O melhor produto para prevenir o envelhecimento da pele é o filtro solar. Ele deve ser usado por todas as pessoas de todas as idades independente do tipo de pele. Claro que quem tem a pele oleosa deve procurar produtos sem óleo e com efeito matificante da mesma maneira, quem tem a pele seca deve procurar filtro solares com poder hidratante. Além dos filtro solares também atuam na prevenção do envelhecimento os ingredientes antioxidantes como por exemplo vitamina C.

O DMAE também atuaria na prevenção do envelhecimento mas seu efeito é menos comprovado cientificamente. O retinol é um derivado da vitamina A bem menos ativo do que o ácido retinóico e que pode ser usado em cosméticos (o ácido retinóico só deve ser usado com receita médica) e que também pode funcionar na prevenção do envelhecimento.

Entre os cremes que têm como objetivo melhorar o aspecto da pele mais envelhecida também  existem basicamente dois tipos:os de efeito os momentâneo também chamados de cremes com “efeito cinderela” e os duradouros. Entre os duradouros os retinóides são os ingredientes que comprovadamente estimulam a renovação celular e melhoram o aspecto da pele. Os alfa-hidroxiácidos como o ácido glicólico e o láctico também atuam nesse sentido mas são menos potentes. Para quem está na menopausa os cremes a base de estriol (um hormônio) também podem trazer benefícios nas áreas que na exposição ao sol não foi a principal responsável pelo envelhecimento da pele. Entre os de efeito cinderela existem uma série de ingredientes que tensionam a pele, mas não fazem muita diferença se comparados a um hidratante comum (e baraténho)!.

Quem tem a pele oleosa não precisa ficar com medo de estar perdendo tempo deixando de tratar os efeitos do envelhecimento. Na verdade muita gente que por conta da oleosidade e da acne usou ácido retinóico na juventude ganhou de brinde o seu efeito de prevenção das rugas.

Outra coisa importante é que consultando um dermatologista ele pode prescrever produtos com ingredientes antioxidantes adequados para a sua pele. Em geral os produtos em serum ou em gel são os mais adequados para quem tem a pele oleosa enquanto os cremes funcionam melhor em peles secas. Ou seja, basta ajustar o veículo com o qual os cremes são formulados.

Então concluindo é assim: você deve tratar os problemas da sua pele e prevenir o envelhecimento que virá para todas, mas não precisa ficar chateada se o creme para quem tem 30, 40, ou 50 anos não é bom para a sua pele. Você pode conseguir os mesmos ingredientes de outras maneiras afinal creme não tem idade né?

Mais sobre tratamentos contra o envelhecimento aqui no Bulle de Beauté

10 maneiras de prevenir e tratar os pés de galinha

O pescoço não mente jamais!
Ginástica facial funciona?
Como funciona o Botox e o que ele pode (e o que ele não pode) fazer pela sua beleza?
Flacidez: como lidar com o efeito gelatina?
Existem cremes melhores do que o Botox?
Pílulas da Beleza

Read Full Post »

Retomando a série sobre as dicas de cuidado para cada um dos 16 tipos de pele (se ainda não sabe qual é o seu clica aqui!), hoje eu vou falar sobre a pele ORPT.

Esse é um tipo de pele que não é muito comum entre as leitoras do blog. Não que a pele ORPT seja um tipo raro, mas talvez as pessoas que tenham esse tipo de pele estejam satisfeitas com a aparência da pele e não procurem muito o tipo de informação que eu trago aqui no blog. Isso porque, de fato, a pele ORPT é uma das mais fáceis de cuidar. Quem tem esse tipo de pele pode ter um pouco de acne (especialmente na adolescência) e algumas manchas (em geral depois da gravidez) mas de maneira geral é uma pele boa que envelhece bem.

A Dra Leslie Baumann divide a avaliação da pele ORPT entre as pessoas de pele escura (que possuem manchas) e as de pele clara (que desenvolvem sardas, que não deixa de ser um tipo de mancha).

O lado negativo da pele ORPT é que elas têm mais chances de desenvolver câncer de pele do que as pessoas com a pele ORPW (com tendência à rugas). Não se sabe bem porque mas estudos mostram que as pessoas que desenvolvem câncer de pele tipo não-melanoma tendem a ter menos rugas que a pele que não apresenta câncer.  Assim, se você tem a pele ORPT, aproveite a sua pele boa e radiante mas não deixe de tomar os cuidados necessários para mantê-la assim!

Os produtos recomendados para a pele ORPT têm como objetivos: Prevenir e tratar as manchas escuras e tratar a oleosidade. As dicas que eu vou passar aqui, como sempre, são de produtos sem prescrição médica, que são indicados para prevenir os problemas e tratar aqueles mais amenos. Quem tem a pele resistente, de uma maneira geral, precisa de produtos mais fortes (isto é, medicamentos vendidos com prescrição médica) já que a resistência se por um lado evita que a pele fique vermelha, irritada e sensível, por outro impede que produtos com baixa concentração façam efeito. Então se você tem a pele ORPT e problemas que efetivamente incomodam, consulte um médico que irá prescrever produtos em uma concentração que seja eficaz para tratar peles resistentes.

A rotina da Suzi, a primeira que no post de lição de casa afirmou ter esse tipo de pele é a seguinte:

De manhã lavo com sabonete em gel clean & clear. Em manhãs alternadas uso a clarifying lotion 4 da clinique. depois uso o gel hidratante para pele oleosa, também da clinique (produtos do sistema 3 passos da marca).

Quando sei que vou ficar muito exposta ao sol, uso o protetor solar facial red apple (fps 25) para pele oleosa, que é muito consistente. Se não, uso make com proteção solar (base compacta da avon, fator 15) para amenizar as imperfeições. Mas na maioria das vezes não uso nada.

A noite, lavo com o mesmo sabonete, passo a clarifying lotion novamente e, dependendo do estado da pele, aplico o mesmo hidratante ou uso peróxido de benzoíla 5%.

Duas ou três vezes por semana uso esfoliante (da clean & clear ou de açucar mascavo da avon) e uma vez por semana máscara de argila rosa para peles oleosas (da tracta). Quando sobra dinheiro, uso água termal da la roche.

A rotina indicada para a pele ORPT seria a seguinte:

De manhã:

orpt-dia

1. Lavar a pele com um sabonete para a pele oleosa. Em geral eu não gosto de indicar sabonetes em barra, mas quem tem a pele resistente e firme, pode usar esse tipo de produto por ser mais barato, já que essa pele é mais resistente então não sofre com os ingredientes que são usados para fazer as barras. 

Deep clean gel de limpeza profunda Neutrogena R$ 18,50

Effaclar sabonete La Roche Posay R$ 20,60

Normaderm sabonete Vichy R$ 21,30

Sabonete esfoliante anti-cravos Clean & Clear R$ 5,50

Sabonete líquido facial regular Clean & Clear R$ 13,20

Clearskin gel de limpeza antibacteriano Avon R$ 11,00

2. Aplicar um produto com ácido glicólico.

Normaderm gel hidratante anti-imperfeições Vichy R$ 65,60

Clearskin loção hidratante anti-acne R$ 12,00

3. Aplicar um filtro solar! Não é opcional, quem tem a pele ORPT, especialmente os fototipos mais escuros, acaba “esquecendo” essa etapa, mais ainda quem tem a pele oleosa e acredita que o filtro solar aumenta o problema. Não pode! O filtro solar é o melhor produto para prevenir as manchas e o câncer de pele.

Minesol Actif gel creme FPS 30 R$ 59,29

Sundown Beauty para pele olesoas R$ 24,61

Anthelios Hélioblock Fluide Extrême FPS30 – La Roche-Posay R$ 54,70

4. Aplicar um pó com FPS para absorção de oleosidade (esse é opcional, mas é importante dizer que a maquiagem com FPS NÃO substitui o filtro, já que a maquiagem a gente passa uma camada mais fina. Assim ela é complemento e não substituto).

Dermage block compac FPS 25 R$ 99,90

De Noite:

orpt-noite

 

1. Lavar com o mesmo sabonete da manhã

2. Aplicar um clareador nas manchas

Klassis R$ 95,70
Melanesse H R$ 175,25
CLARITÉ LOÇÃO CLAREADORA DERMAGE R$ 49,90
Clariderm 2% Gel 30g R$ 37,03
Tri luma creme 30 g (sob prescrição médica) R$ 118,52
Glyquim XM (sob prescrição médica) R$ 42,13
Vitacid Plus (sob prescrição médica) R$ 51,54

3. Aplicar um produto contendo retinol (eles aumentam a renovação celular e previnem manchas escuras, assim são interessantes mesmo que você não tenha rugas).

Retinol Vitamina A+C+E Triple Action – RoC R$ 97,90

Healthy Skin Anti-Rugas Noturno – Neutrogena  R$ 44,70

4. Para quem tem linhas finas ao redor dos olhos é interessante aplicar um hidratante com ingredientes antioxidantes nessa região.

Active C Yeux La Roche Possay R$ 110,70
Improve dermage R$ 72,00
Liftactiv Pro Yeux R$ 110,14

Quem tem a pele resistente se beneficia da esfoliação e dos peelings caseiros. Aqui nesse post tem uma dicas de peelings que podem ser feitos em casa e que embora sejam mais fracos que os aplicados em consultório podem trazer alguns benefícios especialmente para quem tem a pele ORPT já que eles ajudam a penetração dos outros produtos que estão sendo usados. A esfoliação na pele resistente pode ser feita com uma periodicidade maior do que em quem tem pele sensível, ou seja, pode chegar a duas ou três vezes por semana.

Quer ver as rotinas sugeridas para os outros tipos de pele? Só entra na página de Rotinas de Cuidados.

Read Full Post »

Eu já falei bastante aqui no blog sobre os benefícios da esfoliação para os diferentes tipos de pele, mas acho que sempre é legar dar dicas de como fazer, porque muitas vezes o erro está mais no método do que nos produtos usados.

A esfolição é provavelmente a maneira mais rápida de dar à pele uma aparência mais fresca e uma sensação mais lisa. Retirando a camada de células mortas que fica na superfície da pele, ela imediatamente  parece menos enrugada e mais macia.

Este é um passo importante nos cuidados com a pele já que a simples lavagem correta ajuda muito e é fundamental, mas nem sempre é capaz de limpar os poros na sua profundidade. Quando a gente esfolia a pele estamos retirando a camada de células mortas na superfície e expondo as células mais novas que são mais saudáveis, jovens e brilhantes.

A esfoliação também ajuda nos demais cuidados com a pele, já que ela ajuda que os demais produtos sejam melhor absorvidos, além de estimular a renovação celular.

Vamos então ao passo a passo de como esfoliar corretamente a pele.

1. Lave bem a pele antes de começar a esfoliação. Nesse post aqui eu dou o passo a passo de como lavar a pele direitinho.

2. Pegue uma quantidade de esfoliante e espalhe na pele limpa e molhada com água morna e espalhe pequenas quantidades pelo rosto (igual a gente faz para aplicar a base). Isso evita que a primeira parte a ser massagedada ganhe todo o produto antes das outras.

3. Escolha produtos adequados ao seu tipo de pele e evite ingredientes irritantes. Isso é especialmente importante para a esfoliação que já é um passo que pode irritar a pele. Quem tem a pele oleosa e com tendência à acne se beneficia de produtos a base de ácido salicílico ou glicólico. Já quem tem a pele seca pode usar um esfoliante que seja ao mesmo tempo hidratante. Evite produtos muito grosseiros que machucam a pele. A não ser que você esteja acostumada e esteja dando certo é bom evitar receitas caseiras.

3. Massageie cada região do rosto por cerca de 10 segundos (é rapidinho mesmo, o excesso de esfoliação não gera benefícios e irrita a pele). Evite a área em volta dos olhos que é muito fina e sensível. Os lábios podem ser esfoliados, mas com cuidado. Não se esqueça do pescoço!

4. Massageie o rosto de dentro para fora e de cima para baixo na região do nariz já que esse é o sentido da drenagem linfática do rosto. Não esfolie diretamente as espinhas se você tem acne. Você pode romper a lesão, contaminar o resto do rosto com as bactérias que estão ali e ainda aumentar a inflamação no local.

5. Enxágue bem, primeiro com água morna para facilitar a retirada do esfoliante e depois jogue uma última água mais fria para ajudar a retrair os poros e ativar a circulação. Tem que enxáguar direito até não sentir mais nenhum grãozinho de esfoliante! Isso leva mais tempo do que a esfoliação em si.

6. Use uma toalha limpa para secar ou lenços de papel. Não precisa esfregar a toalha, a esfoliação já foi feita.

7. Não precisa esfoliar com muita frequência. Em geral uma esfoliação bem feita uma vez por semana é mais do que suficiente. O maior erro da esfoliação é abusar dela. O excesso pode aumentar a oleosidade da pele bem como irritar demais. Não adianta querer tirar as manchas na força!

Read Full Post »

Older Posts »