Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 5 de setembro de 2008

Não tem como negar: ter cabelos lisos está na moda. Sorte de quem, como eu, nasceu com a cabeleira estilo vassoura de piaçava. Eu, pessoalmente nem curto muito (a gente nunca está satisfeita com o que tem, né?) e acho lindo cabelo cacheado, bem cuidado, é claro. E o problema parece que está aí: as pessoas que têm cabelo crespo e que alisam,os argumentam que não é só uma questão de moda e sim que o liso é muito mais prático e fácil de arrumar, ou seja, dá muito menos trabalho para deixar com um ar de arrumado e bem tratado do que o crespo.

Então inaugurando o assunto cabelos no Bulle de Beauté eu vou falar sobre as maneiras mais utilizadas para alisar o cabelo, as vantagens e os riscos de cada uma.

1. Chapinha: produto que passou a ser tão indispensável quanto o secador é uma maneira relativamente fácil

Ficar livre da escova é um dos principais argumentos de quem decide alisar.

Ficar livre da escova é um dos principais argumentos de quem decide alisar.

de alisar o cabelo, especialmente para quem não tem cabelo muito comprido. O ideal é passar um produto anti-frizz termoativo antes,para proteger os cabelos e se os cabelos forem muito finos ou quebradiços é prudente não deixar a temperatura muito alta. A desvantagem é que o efeito sai logo após a lavagem e em dias úmidos o cabelo pode voltar a ficar rebelde.

2. Escova: Dá um efeito mais natural do que a chapinha mas exige mais habilidade de quem está fazendo. As desvantagens são as mesmas: dura só até a próxima lavagem. Vídeo muito bom com dicas para fazer uma escova perfeita em casa

3. Tioglicolato de Amônia: É o princípio ativo de muitos produtos chamados como escova progressiva. Um deles é o X-tenso da L´Oreal. Não contém formol. O produto deve ser reaplicado a cada 3-4 meses dependendo da velocidade de crescimento dos fios. Existem 4 opções do produto para tipos diferentes de cabelo. Não deve ser usado em cabelos tenham sido defrisados com defrisantes à base de: Hidróxido de Sódio(Soda), Hidróxido de Potássio (Potassa), Hidróxido de Lítio (Litina) ou Carbonato de Guanidina. O Kit custa R$ 68,00 . Outra opção como mesmo princípio ativo é o Wellastrate Creme Alisante  R$ 29,00 a venda em duas formulações suave e intenso. A Scwarzkopf Alemã também tem um produto com o mesmo princípio vendido como um Kit que contém também uma máscara de tratamento e um leite neutra lizante  o preço da tecnologia alemã, porém, é meio saldado R$ 498,90.

O Photon Hair usa o mesmo principio ativo, mas uma caneta de luz fotônica potencializa a absorção do produto pelo cabelo, dispensando uma química muito forte (a concentração fica em cerca de 2% enquanto em outros produtos pode chegar a 8%). Outra vantagem é que o Photo hair trata os cabelos ao mesmo tempo, os fios ganham uma nanoqueratinização, um tratamento à base de micromoléculas de queratina, que fecha as escamas abertas dando um aspecto brilhoso e macio. Desvantagem você já sabe qual é, o preço. O custo da técnica pode variar entre R$ 700 e R$ 1.500. 

 O tioglicolato de amônia também é o princípio ativo do alisamento japonês, que combina o alisamento químico com o térmico (feito com uma chapinha de porcelana). A vantagem da técnica é que ela distribui bem a queratina no cabel. A maior desvantagem é que ele não permite retoques então não fica bom em pessoas com o cabelo muito crespo nais quais com o crescimento dos fios a diferença entre o cabelo novo e o tratado seria muito perceptível. O efeito dura de 4 a 6 meses (e vale para todas as técnicas que usam o tioglicolato de amônia como principio ativo).

4. Hidróxido de sódio: é o nome químico da soda caustica que tem um potencial de alisamento muito forte, mas que só deve ser usado por profissionais muito experientes já que pode danificar os cabelos, produzindo queimaduras no couro cabeludo e até mesmo cegueira, caso atinja os olhos. O produto abre as cutículas, penetrando no córtex e alterando a forma dos fios. O hidróxido de guanidina é mais suave atua de

Cabelos arrumados e leves mesmo ao vento é o que todo mundo quer!

Cabelos arrumados e leves mesmo ao vento é o que todo mundo quer!

maneira semelhante mas é mais suave. Exemplos dos nomes comercias desses compostos: Sistema de Alisamento e Relaxamento Affirm, da Avlon, Alisamento Definitivo Magic Straight Red Iron, da Semo Cosmetics (hidróxido de guanidina), Relaxima, da Matrix (hidróxido de sódio ou guanidina), Power Liss Force, da Vitaderm (hidróxido de guanidina).

5. Hidróxido de cálcio: é o princípio ativo das chamadas escovas orgânicas (ou defrisagem) que de orgânica só tem o nome. Porém, por ser mais leve ela funciona melhor em cabelos lisos arrepiados do que em cabelos crespos, nos quais o efeito é em geral apenas uma redução no volume. Custa, em média, R$ 200,00.

6. Formol: A escova de formol está proibida no Brasil. Em 2005 a ANVISA restringiu o uso do formol em

Dormir de meia ou gorro na cabeça só sozinha e com a luz apagada, se não vai assustar até os bandidos!

Dormir de meia ou gorro na cabeça só sozinha e com a luz apagada, se não vai assustar até os bandidos!

cosméticos a 0,2%. Nessa concentração o ingrediente não tem nenhum efeito alisador. Então qualquer processo que use formol e que alise está irregular. O produto além de todo o potencial alérgico e irritativo está associado a risco de câncer com o uso crônico. Sem falar que o formol é usado pra conservar cadáveres né gente, não dá pra ficar passando isso no cabelo hein!

Ah sim, não tem comprovação científica mas tem dica de uma amiga minha que é muito boa: dormir com uma touca feita de meia calça no cabelo (é só cortar a meia e cada perna dá uma touca). Essa técnica ajuda a evitar que os cabelos amanheçam arrepiados e rebeldes. Mas só faça se você dorme sozinha, e com a luz apagada 😉

Algumas matérias boas sobre o tema na Revista Boa Forma e no site Bolsa de Mulher

Read Full Post »